JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

TRIBUTO VS MULTA


Autoria:

Jackson Pacheco Jaques


ADVOGADO- SÓCIO DO ESCRITÓRIO: R&J ADVOGADOS ASSOCIADOS. PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITO TRIBUTÁRIO ESPECIALISTA EM DIREITO TRIBUTÁRIO.

envie um e-mail para este autor

Resumo:

DIFERENCIAR ASPECTO DE TRIBUTO E MULTA.

Texto enviado ao JurisWay em 19/03/2014.

Última edição/atualização em 23/03/2014.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Assim estabelece o artigo 3° do Código Tributário Nacional: “Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir que não constitua sanção de ato ilícito instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada”.

 

Logo nota-se que diferentemente da multa, o tributo não é uma sanção. Nesse sentido preleciona Zelmo Denari: “As multas são ontologicamente inconfundíveis com os tributos. Enquanto estes derivam de hipótese material de incidência tributária, aquelas decorrem do descumprimento dos deveres administrativos afetos aos contribuintes, vale dizer, da inobservância de condutas administrativas legalmente previstas”.

 

Conforme menciona o eminente professor Sabbag: “(...) Paga-se o tributo porque se realiza um fato gerador; recolhe-se a multa porque se descumpriu uma obrigação tributária. O primeiro id est, o tributo, funda-se no poder fiscal; a multa, por sua vez, no poder de punir (...) ”.

 

Entretanto, embora sejam institutos diversos, cabe mencionar que existe correlação entre tributo e multa, todavia por serem ambos instituídos por meio de lei. No caso do tributo demonstra-se a afirmativa no artigo 3° do CTN, e da multa no artigo 97, V, do mesmo código.

 

Ademais em conformidade com o artigo 113 §1°, a multa assim como o tributo compõe a obrigação principal: “A obrigação principal surge com a ocorrência do fato gerador, tem por objeto o pagamento de tributo ou penalidade pecuniária e extingue-se juntamente com o crédito dela decorrente”.

 

 

 

BIBLIOGRÁFIA

 

OLIVEIRA, Renato Ayres Marins de. Confisco e Multa Tributária. Disponível em: http://www.cmartins.com.br/cm/lstArtigos.asp?IDArtigo=14. Acesso em 04/06/2012.

 

 

SABBAG, Eduardo. Manual de direito tributário- 3. Ed. São Paulo: Saraiva, 2011. 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Jackson Pacheco Jaques) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados