JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Vale à pena comprar um imóvel no leilão?


Autoria:

Danubia Santos


Advogada, especialista em Direito Civil com foco em Imobiliário, Condomínios, Contratos, Consumidor e Cobrança Judicial e Extrajudicial.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

A DESAPROPRIAÇÃO POR UTILIDADE PÚBLICA E INTERESSE SOCIAL DE BEM IMÓVEL PARA FINS DE PRESERVAÇÃO DA ÁGUA

Contrato de Locação - 7 dicas para Locadores

QUAIS OS RISCOS DE SER FIADOR EM CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEIS?

Renovação compulsória do contrato de aluguel de imóvel não residencial.

BEM DE FAMÍLIA PODE SER PENHORADO PELO NÃO PAGAMENTO DAS DESPESAS DE CONDOMÍNIO

APLICAÇÃO DA ARBITRAGEM NO CAMPO IMOBILIÁRIO

Desistência - Compra de Imóvel na Planta

DAS PREVISÕES LEGAIS ACERCA DA APLICAÇÃO DOS PRAZOS DE GARANTIA NO ÂMBITO DO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL

A Inconstitucionalidade na devolução dos valores pagos a título de comissão de corretagem

DOS LUCROS CESSANTES PRESUMIDOS NOS CASOS DE ATRASO NA ENTREGA DE IMÓVEIS - UMA CRÍTICA AO ATUAL POSICIONAMENTO DA JURISPRUDÊNCIA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Mais artigos da área...

Resumo:

Nos últimos anos cresceu o número de imóveis retomados pelos bancos,com uma oferta grande, muitos imóveis podem ser adquiridos por valores até 60% abaixo do preço de mercado, contudo a compra de imóveis retomados requer a adoção de alguns cuidados.

Texto enviado ao JurisWay em 17/06/2019.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Vale à pena comprar um imóvel no leilão?

 

Com a crise econômica que assolou o Brasil nos últimos anos, cresceu assustadoramente o número de imóveis retomados pelos bancos, com um alto número de imóveis retomados em suas carteiras o mercado de leilões cresceu consideravelmente.

Com uma oferta grande, muitos imóveis podem ser adquiridos por valores até 60% mais baixos em relação ao preço de mercado, assim em alguns casos é possível obter lucro na revenda entre 50% e 100% sobre o valor investido.

Muito abaixo do valor de mercado, eles são uma alternativa para quem não tem pressa para ter a casa própria ou deseja investir seu capital em um negócio altamente lucrativo, mas que está disposto a arriscar e tomar alguns cuidados. 

Nos últimos anos o perfil do público que adquire imóveis retomados mudou bastante, a maioria dos compradores antes formada por gigantes do mercado imobiliário, investidores bem sucedidos em busca de imóveis de baixo custo para revendê-los a preço de mercado deu lugar a pequenos investidores e cidadãos comuns que buscam adquirir um imóvel residencial para moradia.   

O maior risco de adquirir um imóvel retomado em leilão ou não é sempre o tempo que comprador/arrematante pode levar para entrar na posse do imóvel já que muitos dos imóveis que vão a leilão ainda não foram desocupados por seus antigos donos, por isso dê preferência a imóveis desocupados, lembre-se ainda que a partir da venda do imóvel, taxas de condomínio e impostos em atraso são de responsabilidade do comprador.

Antes mesmo de participar de um leilão o primeiro passo é se certificar que a empresa responsável pelo leilão é idônea e esta autorizada a leiloar o imóvel, tome muito cuidado com ofertas “imperdíveis” que aparecem enquanto navega pela internet.  Sempre que possível visite o imóvel, verifique a documentação, se o imóvel estiver em Condomínio ou Loteamento Fechado leia a Convenção, o Estatuto.   

Leia o edital com atenção nele estão contidas as principais informações sobre o imóvel, data do leilão, valor mínimo de venda, o estado de conservação, quem é o vendedor e de quem são as responsabilidades por cada um dos custos excedentes, como impostos e taxas condominiais. É importante verificar ainda se há ações judiciais contra a execução do leilão, pois nem sempre os bancos esperam o julgamento final dessas ações para colocar o imóvel a venda o que em alguns casos pode levar a anulação do negócio mesmo que ele já tenha sido arrematado.

É importante ter em mente que a compra de imóveis retomados não é coisa para amadores, é preciso estar disposto a encarar alguns riscos e adotar uma série de cuidados para que a compra seja bem-sucedida, devendo o futuro adquirente buscar sempre a orientação de um profissional especializado em Direito Imobiliário a fim de evitar dores de cabeça e prejuízos.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Danubia Santos) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados