JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Será o fim do JurisWay?
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Recrutamento


Autoria:

Christine De Araújo Monteiro


Bacharel em Direito, formada em Administração, especialista em Gestão Pública e Responsabilidade Fiscal com MBA em Recursos Humanos.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Recurso em Sentido Estrito
Direito Processual Penal

Resumo:

Em um mercado cada vez mais competitivo, as organizações que mantêm um real poder são aquelas que sabem atrair e reter talentos. Afinal, os verdadeiros talentos escolhem o local onde desejam trabalhar.

Texto enviado ao JurisWay em 06/10/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

 

Segundo França (2009) vivemos um momento em que a competição e a sustentabilidade é um fator presente nas organizações, e isso se reflete também na concorrência por profissionais que agregam características e valores que determinam um diferencial de qualidade para as empresas.

Saber escolher os colaboradores certos é ministrar os meios para se dar mais um passo nessa longa estrada para o sucesso organizacional.

Hoje, com uma maior qualificação dos profissionais e com um mercado instigante, e necessário que a área recursos humanos tenha prontidão em planejar e implantar mecanismos que garantam um processo de atração dos talentos necessários, definindo e inserindo políticas e ferramentas que garantam a escolha dos profissionais adequados.

O recrutamento e a seleção nos processos que fazem parte da rotina de preenchimento de uma vaga em aberto, nos procedimento que fazem parte da rotina de preenchimentos de admissão pessoal.

Recrutamento de Pessoal

 Recrutamento é um conjunto de técnicas e procedimentos que visa atrair candidatos potencialmente qualificados e capazes de ocupar cargos dentro da organização. No processo de admissão o recrutamento é a primeira etapa, e se baseia em quatro pontos:

Ø  Quantidade de candidato: Quanto maior o número de candidatos que atendam aos requisitos da vaga, maior será a probabilidade de se escolher um bom profissional.

Ø  Qualidade de candidatos:  O recrutamento deve atrair pessoas as qualificações exigidas.

Ø  Permanência: O candidato ludibriado pelo recrutamento, não permanece no processo seletivo, o recrutamento não deve oferecer anúncios espetaculares, pois gera expectativas, que poderão ser dissipadas, gerando um mar de desencanto ao candidato.

Ø  Custo do recrutamento: O custo com o recrutamento deve ser moderado, é necessário verificar custo benefícios de serviços como: agências e anúncios.

O objetivo do recrutamento é disponibilizar, para posterior seleção, um número adequado de candidatos aptos, em tempo hábil e a baixo custo. Para um alcance rápido e prático desse objetivo é preciso levar em conta alguns pormenores como:

Ø  Qualidade e quantidade de profissionais procurados, disponíveis na localidade;

Ø  Situação dos mercados de trabalho e dos recursos humanos naquele determinado momento.

Ø  Situação da empresa em relação ao que ela oferece para satisfazer as necessidades básicas e sociais e as aspirações dos trabalhadores.

Ø  A política de pessoal adotada pela empresa.

 

TIPOS DE RECRUTAMENTO

1 - RECRUTAMENTO INTERNO:

Recrutamento interno é aquele ordenado dentro da própria empresa. Para França (2009) o recrutamento interno fundamenta-se na valorização dos recursos humanos já existentes na empresa, criando espaço para crescimento e a realização de pessoal.

Esse tipo de recrutamento costuma a envolver: transferência, promoção, promoção com transferência, programa de desenvolvimento pessoal e plano de carreia.

VANTAGENS:

Ø  É um processo mais rápido e mais barato;

Ø  A organização tem conhecimento prévio dos candidatos;

Ø  Os candidatos já estão ambientados com a organização;

Ø  O tempo de adaptação ao novo cargo é menor;

Ø  Contribui para um maior empenho e satisfação dos empregados;

 

DESVANTAGENS:

Ø  Pode gerar uma nova vaga mais difícil de ser preenchida;

Ø  Pode sofrer resistência da chefia do candidato;

Ø  Em caso de insucesso, o retorno ao antigo cargo é muito difícil;

Ø  Impede a injeção de “sangue novo”.

Ø  O número de candidatos disponíveis é menor;

 

 

 

2 - RECRUTAMENTO EXTERNO:

Para Chiavenato (2006) recrutamento externo é um conjunto de atividades que visam atrair um conjunto de candidatos qualificados, que estão espalhados no mercado, ou seja, fora da organização, e que se submeterão ao processo de Seleção de Pessoal, a fim de ingressarem na organização.



VANTAGENS:

Ø  O universo de recrutamento é maior, oferecendo mais candidatos;

Ø  Aproveita os investimentos de outras empresas na formação do candidato;

Ø  Oportunidade de ampliar os requisitos a serem exigidos dos candidatos;

Ø  Proporciona a formação de um banco de dados de candidatos;

 

DESVANTAGENS:

Ø  Pode gerar insatisfação nos funcionários que pleiteavam o cargo;

Ø  Tempo maior de adaptação e treinamento do novo funcionário;

Ø  Desconhecimento mútuo: Empresa e Candidato;

Ø  Normalmente é mais caro e moroso;

 

3- RECRUTAMENTO MISTO

Chiavenato (2004) apresenta três tipos de recrutamento misto:

Ø  O recrutamento externo, seguido de recrutamento interno, caso o externo não apresente resultados desejáveis. A empresa prefere a entrada de recursos humanos à sua transformação, ou seja, precisa de pessoal já qualificado no curto prazo e precisa importá-lo do ambiente externo. Não encontrando candidatos externos adequados, usa-se o próprio pessoal, não considerando inicialmente os critérios sobre as qualificações necessárias.

Ø  O recrutamento interno, seguido de recrutamento externo, caso o interno não apresente resultados desejáveis. A empresa prioriza seus empregados na disputa das oportunidades existentes, não havendo candidatos internos adequados parte para o recrutamento externo.

Ø  O recrutamento externo e recrutamento interno, concomitantemente.

 

Definição das fontes de recrutamento a serem utilizadas:

Ø  Jornal interno e externo

Ø  Sindicatos, Associações, Conselhos.

Ø  Rádio

Ø  Revistas especializadas

Ø  Empresas de recrutamento e seleção

Ø  Banco de dados da empresa

Ø  Indicações internas e externas

Ø  Líderes comunitários

Ø  Congressos, seminários e outros.   

Ø  Escolas de formação profissional

Ø  Internet

Ø  SINE, CIEE, SENAI, SENAC.

Ø  Veículos ou postos de recrutamento

Ø  Rodoviária, Metrô, Ônibus. 

Ø  Cartazes na porta da empresa

Ø  Faixas, Outdoor, Folhetos.

 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

CHIAVENATO, Idalberto. Desempenho Humano nas Empresas. São Paulo: Manole, 2009.

____________________. Recursos Humanos: O capital humano das organizações. São Paulo: Atlas, 2006.


FRANÇA, Cristina Limongi. Prática de Recursos Humanos – PRH: conceitos, ferramentas e procedimentos. 1ª Ed. São Paulo: Atlas, 2009.



 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Christine De Araújo Monteiro) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados