JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Será o fim do JurisWay?
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A DISCUSSÃO DA SENTENÇA TERMINATIVA NO RECURSO DE APELAÇÃO DO PROCESSO CIVIL


Autoria:

Calin Bahia De Assis

Outros artigos da mesma área

Audiência: da obrigatoriedade a faculdade.

Execução civil de acordo de pensão alimentícia homologado no CEJUSC

Breve estudo sobre o Método Bifásico para quantificação do quantum da indenização por danos morais

Em que consiste a ação de bens sonegados no inventário e quem tem legitimidade para ajuizá-la.

O PRINCÍPIO DA SEGURANÇA JURÍDICA, A PRECLUSÃO "PRO JUDICATO" E A COISA JULGADA FRENTE AO ARTIGO 475-B, § 3ª DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL.

PRINCÍPIO DA ISONOMIA NO DIREITO PROCESSUAL CIVIL BRASILEIRO

Novo Código de Processo Civil e alterações do recurso de Agravo de Instrumento

A RATIFICAÇÃO DO RECURSO DE APELAÇÃO APÓS JULGAMENTO DOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO COMO REQUISITO DE ADMISSIBILIDADE

A COMPETÊNCIA DO FORO DO DOMICÍLIO DA MULHER NOS CASOS DE UNIÃO ESTÁVEL

CORREIÇÃO PARCIAL

Mais artigos da área...

Resumo:

Este artigo, tem o objetivo de se criar uma discussão sobre o cabimento do recurso de apelação nas sentenças terminativas do processo civil .

Texto enviado ao JurisWay em 19/01/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

A DISCUSSÃO DA SENTENÇA TERMINATIVA NO RECURSO DE APELAÇÃO DO PROCESSO CIVIL

                                   

O nosso Código de Processo Civil assim como os outros códigos, possui alguns equívocos e incoerências. Há uma imensa necessidade de se verificar a real intenção do legislador pátrio, porque tem momentos em que fica demonstrada uma extensão muito complicada, quanto mais, quando vamos falar de processo.
  Em todos os processos temos uma relação processual, formada entre o autor, juiz e réu e na relação material autor e réu.
 È nesse sentindo, que vamos falar sobre o recurso de apelação nas sentenças terminativas. Quando a sentença atinge apenas a relação processual, extingue o processo sem resolução do mérito, o que se denomina de sentença terminativa.
A sentença terminativa é aquela em que o juiz profere sem resolução de mérito porque ao analisar o processo, o juiz descobriu que há algum vicio no processo, ou seja, faltou algum requisito, nas hipóteses previstas de extinção sem resolver o mérito. 
Terminativa porque no mérito do litígio, apenas inadmite a ação, seja por ausência de pressuposto processual , seja por falta de condição da ação (art. 267 CPC). Ela pode ser proferida em diversas fases do processo, no despacho da inicial, quando indefere a inicial (art. 267, I c/c o art. 295);
Embora, nas sentenças terminativas o cabimento é o recurso de apelação (no prazo de 15 dias) o caminho mais fácil de percorrer seria de se propor uma nova ação, pois uma nova demanda corrigiria os erros apontados pelo juiz, que extinguiu o processo sem resolução de mérito, seria mais célere do que um recurso.
 Porque ao interpôs um recurso demora muito, e ao ser julgado, esse processo, ainda voltará para o juiz de primeiro grau e passará por todas as fases do processo para reformar o pedido, depois analisando o processo, saneando e julgando.
     

Calin Bahia de Assis – Aluna do 6 º semestre de Direito da Unime-Itabuna.
Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Calin Bahia De Assis) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados