JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Produção de Textos com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Precisamos de diversão no ambiente de trabalho? #DepartamentoasQuintas


Autoria:

Gustavo Rocha


Advogado Pós-Graduado Gerente jurídico por 4 anos Membro da comissão especial de Processo Eletrônico da OAB/RS Membro da comissão especial de Fiscalização e Ética Profissional da OAB/RS Membro da comissão permanente de Acesso a Justiça do Conselho Federal da OAB Implanta gestão e softwares jurídicos desde 1997 Sócio da Consultoria GustavoRochacom, inscrita no CRA/RS 003799/O Presta exclusivamente consultoria nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico. 10 anos de consultoria direcionada em escritórios e departamentos jurídicos no Brasil e Portugal Mais de 2000 artigos publicados no portal www.gustavorocha.com Canal no Youtube (gustavorochacom) com aulas, palestras e dicas práticas Palestrante e professor convidado de universidades e cursos de Pós-Graduação pelo país nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico Contato direto: gustavo@gustavorocha.com

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Precisamos de diversão no ambiente de trabalho? #DepartamentoasQuintas

Texto enviado ao JurisWay em 22/03/2018.

Última edição/atualização em 26/03/2018.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Nas palavras de Confúncio, ame o que você faz e não terá que trabalhar um único dia na sua vida.

Lindo, não? Poético e um sonho de consumo de muitas pessoas no mercado de trabalho, seja experientes ou neófitos.

Entretanto, a realidade é bem diversa disto tudo, mesmo em ambientes que “vendem”a ideia de serem divertidos.

Para corroborar com esta ideia, divido um artigo escrito pelo Rafael Souto, publicado no Valor.com, acesse aqui: http://www.valor.com.br/carreira/5354211/novos-disfarces-para-ambientes-corporativos-toxicos?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=Compartilhar

Parece excelente ter um tobogã, escorrega ou puf no ambiente corporativo, dá uma suposta ilusão de tempo e criatividade, entretanto, o estresse que tem sido gerado não é amenizado por estes elementos.

Quem sabe ao invés de sonharmos com um ambiente parecido com um playground, não deveríamos compreender melhor o que este ambiente tem de estressor, de complicado, de gestão inadequada, talvez, para que possa ser melhorado e transformado em algo mais agregador e saudável a quem labuta ali diariamente?

Você, líder, o que tem feito para compreender os meandros do dia a dia laborativo e transformar em algo mais palatável no dia a dia de quem é liderado?

Você, liderado, o que tem feito para agir de maneira mais compreensiva, quiçá em paz de espírito para transformar o ambiente laboral?

O ambiente que atuamos é formado por quem lidera e por quem é liderado. Não é uma via de mão única. Não é responsabilidade apenas do líder ou do liderado esta mudança de atitude. É imperioso que ambas as partes promovam mudanças para que tenhamos um ambiente corporativo mais livre do estresse.

Entretanto, achar que a realidade será como um playground, sem cobranças, sem objetivos, um parque de diversões que se recebe para estar durante o dia é um ledo engano. Trabalho tem que ter foco, objetivo claro e ambiente, lógico. E fazer este ambiente ser bom é uma tarefa diária, de todos os envolvidos.

____________________________________________________
Sou Gustavo Rocha
CEO da Consultoria GustavoRocha.com – Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
(51) 98163.3333  |  gustavo@gustavorocha.com  | http://www.gustavorocha.com

 
Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Gustavo Rocha) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados