JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Precisamos de diversão no ambiente de trabalho? #DepartamentoasQuintas


Autoria:

Gustavo Rocha


Advogado Pós-Graduado Gerente jurídico por 4 anos Membro da comissão especial de Processo Eletrônico da OAB/RS Membro da comissão especial de Fiscalização e Ética Profissional da OAB/RS Membro da comissão permanente de Acesso a Justiça do Conselho Federal da OAB Implanta gestão e softwares jurídicos desde 1997 Sócio da Consultoria GustavoRochacom, inscrita no CRA/RS 003799/O Presta exclusivamente consultoria nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico. 10 anos de consultoria direcionada em escritórios e departamentos jurídicos no Brasil e Portugal Mais de 2000 artigos publicados no portal www.gustavorocha.com Canal no Youtube (gustavorochacom) com aulas, palestras e dicas práticas Palestrante e professor convidado de universidades e cursos de Pós-Graduação pelo país nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico Contato direto: gustavo@gustavorocha.com

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Precisamos de diversão no ambiente de trabalho? #DepartamentoasQuintas

Texto enviado ao JurisWay em 22/03/2018.

Última edição/atualização em 26/03/2018.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Nas palavras de Confúncio, ame o que você faz e não terá que trabalhar um único dia na sua vida.

Lindo, não? Poético e um sonho de consumo de muitas pessoas no mercado de trabalho, seja experientes ou neófitos.

Entretanto, a realidade é bem diversa disto tudo, mesmo em ambientes que “vendem”a ideia de serem divertidos.

Para corroborar com esta ideia, divido um artigo escrito pelo Rafael Souto, publicado no Valor.com, acesse aqui: http://www.valor.com.br/carreira/5354211/novos-disfarces-para-ambientes-corporativos-toxicos?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=Compartilhar

Parece excelente ter um tobogã, escorrega ou puf no ambiente corporativo, dá uma suposta ilusão de tempo e criatividade, entretanto, o estresse que tem sido gerado não é amenizado por estes elementos.

Quem sabe ao invés de sonharmos com um ambiente parecido com um playground, não deveríamos compreender melhor o que este ambiente tem de estressor, de complicado, de gestão inadequada, talvez, para que possa ser melhorado e transformado em algo mais agregador e saudável a quem labuta ali diariamente?

Você, líder, o que tem feito para compreender os meandros do dia a dia laborativo e transformar em algo mais palatável no dia a dia de quem é liderado?

Você, liderado, o que tem feito para agir de maneira mais compreensiva, quiçá em paz de espírito para transformar o ambiente laboral?

O ambiente que atuamos é formado por quem lidera e por quem é liderado. Não é uma via de mão única. Não é responsabilidade apenas do líder ou do liderado esta mudança de atitude. É imperioso que ambas as partes promovam mudanças para que tenhamos um ambiente corporativo mais livre do estresse.

Entretanto, achar que a realidade será como um playground, sem cobranças, sem objetivos, um parque de diversões que se recebe para estar durante o dia é um ledo engano. Trabalho tem que ter foco, objetivo claro e ambiente, lógico. E fazer este ambiente ser bom é uma tarefa diária, de todos os envolvidos.

____________________________________________________
Sou Gustavo Rocha
CEO da Consultoria GustavoRocha.com – Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
(51) 98163.3333  |  gustavo@gustavorocha.com  | http://www.gustavorocha.com

 
Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Gustavo Rocha) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados