JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Vale Transporte


Autoria:

Daniele Rezende


Daniele Rezende, professora, especialista em direito do trabalho.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Direitos dos portadores de deficiência física
Direito Constitucional

Aviso Prévio
Direito Coletivo do Trabalho

Os novos direitos dos empregados domésticos
Direito do Trabalho

A gestante no mercado de trabalho
Direito do Trabalho

Texto enviado ao JurisWay em 06/01/2014.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

O deslocamento do funcionário é um benefício que a empresa dispõe.

Os empregadores antecipam o vale-transporte assim que o funcionário entra na empresa, para que ele possa se deslocar para o trabalho.

Não existe na lei, determinação de distância mínima para que seja obrigatório o vale, ou seja o empregador tem que fornecer mesmo que a distância seja pequena.

Onde pode ser utilizado?

É utilizável em todas as formas de transporte coletivo público urbano (circulares), ou ainda, intermunicipal e interestadual.

Quem tem direito?

Os empregados definidos pela CLT;
Os empregados domésticos;
Os trabalhadores temporários;
Os empregados do subempreiteiro, em relação a este e ao empreiteiro principal;
Os atletas profissionais;

 

Os servidores públicos federais.

Servidores Municipais e Estaduais: NÃO TEM DIREITO AO VALE-TRANSPORTE DE ACORDO COM A LEI 7.418/85.

PORÉM A LEI OU NORMA ESTADUAL OU MUNICIPAL PODE CONCEDER.


Desobrigação do Empregador: O empregador que fornecer o deslocamento de seus funcionários por meios próprios ou contratados, em veículos adequados ao transporte coletivo, está desobrigado do vale transporte.

Ex. empresa que fornece vans para transportar trabalhadores.
Não cobertura do Trajeto: Quando o transporte fornecido pelo empregador não cobrir totalmente o trajeto, deverá ser fornecido vale-transporte para os segmentos da viagem que não foram abrangidos pelo transporte fornecido.

O funcionário que utilizar de declaração falsa ou usar indevidamente o vale-transporte estará sujeito à demissão por justa causa, uma vez que constitui

    FALTA GRAVE.

Custeio:O vale-transporte será custeado:

- Pelo empregado, na parcela equivalente a 6% de seu salário básico, excluídos quaisquer adicionais ou vantagens (comissões por ex, não entra).

- Pelo empregador, no que exceder à parcela referida no item anterior. 

A concessão do vale transporte autoriza o empregador a descontar mensalmente do empregado o valor equivalente a 6% do seu salário;

O desconto só poderá ser feito em relação ao salário pago. Ex. se a empresa paga por quinzena, não poderá descontar os valores referentes ao mês todo. Neste caso, só desconta o valor dos vales relativos à remuneração da quinzena que está sendo paga. 

OBS: -NÃO TEM NATUREZA SALARIAL.

-NÃO CONSTITUI BASE DE INCIDÊNCIA DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA OU FGTS.
-NÃO É CONSIDERADO PARA EFEITO DE 13º.
-NÃO DESCONTA IR nem INSS.

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Daniele Rezende) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados