JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Contrato Social e sua influência!


Autoria:

Luiz Lozzano Sanches Neto


Advogado - Formado em Direito pela FIB.

envie um e-mail para este autor

Texto enviado ao JurisWay em 26/10/2012.

Última edição/atualização em 01/11/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Considerado um dos grandes filósofos iluminista da idade moderna, tido como subversivo, não acreditava que uma sociedade pudesse progredir com o avanço da razão, para ele a razão era responsável pela decadência da humanidade. Sua esperança estava voltada unicamente para o individuo. Acreditava que a  salvação estava no individuo. Com este pensamento mesmo sendo iluminista não condenava a religião, como faziam os outros iluministas da sua época. Por suas convicções era escandalizado, motivo que o levava a total solidão, por andar na contramão  do pensamento Frances do século XVIII. No seu contrato social defendia ferrenhamente uma religião civil para a sociedade. Rejeitava a força como motivo para se obter a liberdade, a não ser que este motivo fosse transformado em direito, deixando claro que isso não seria aceito por todos nem perpetuaria. Pois, todos os homens deveriam compor um corpo moral e coletivo. Para Rousseau o estado civil, é diferente do estado natural, assim, faz com que os homens antes de se submeterem aos seus desejos submetem-se a sua razão, o objeto final da justiça e que torne os homens iguais e devolva a ele sua liberdade. Para Rousseau não existe soberania para criar leis, as leis devem ser criadas por homens de grande inteligência, não esquecendo que elas os conduzem ao povo, tendo como objetivo geral representar a vontade do povo. Os homens não obedeceriam somente à força humana, mas também a força divina. O povo seria o verdadeiro fundamento da sociedade, tendo o suficiente para sua sobrevivência, sem necessidades de grandes riquezas, pois para Rousseau quanto mais poder é dado ao humano mais frágil ele se torna. 


Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Luiz Lozzano Sanches Neto) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados