JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Presidente ou presidenta?


Autoria:

Genivaldo Salgado


Professor Genivaldo Salgado há 33 anos é professor de Língua Portuguesa para concursos. Considerado pelos alunos um dos melhores professores de concurso do Brasil. Atualmente escreve para sites na internet. Assista às aulas dele no YouTube.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

ACENTUAÇÃO DESCONHECIDA DO GRANDE PÚBLICO
Língua Portuguesa

Resumo:

A LEGÍTIMA PRESIDENTA DILMA A discussão sobre o substantivo "presidenta" tomou conta do País.

Texto enviado ao JurisWay em 14/06/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

A LEGÍTIMA PRESIDENTA DILMA

 

A discussão sobre o substantivo “presidenta” tomou conta do País.

O Povo escolhe seus representantes por eleição e pela maioria dos votos. A Constituição legitima esta decisão, dando ao eleito ou à eleita o direito legal de exercer o cargo ao qual concorreu e venceu. Logo, com o aval da Carta Magna e da maioria dos eleitores, a pessoa eleita está apta a representar todo o Povo.

Desta vez e pela primeira vez, uma mulher foi escolhida pela maioria dos brasileiros para exercer o cargo mais importante do País, a Presidência da República.

Nesta discussão lexical, somam-se ao Povo e à Constituição mais três grandes referências o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras, o professor Aurélio Buarque de Holanda Ferreira com seu dicionário “Aurélio” e o professor Antônio Houaiss com seu dicionário “Houaiss” na legitimação do também correto substantivo “presidenta”.

Logo, com a bênção do Povo, da Constituição, da Academia Brasileira de Letras e dos mestres Aurélio Buarque e Antônio Houaiss, a eleita à presidência do País está autorizada de pleno direito a exercer o cargo e a usar o substantivo “PRESIDENTA”.

Não reconhecer este direito é preferir a abominável picuinha política ao sagrado direito das mulheres que se elegem de representar digna e plenamente a nação brasileira. Ou, antes, é não valorizar o Conhecimento, a Constituição, a Língua Portuguesa, os Mestres e, muito menos, o Voto.

Respeitosamente, professor Genivaldo Salgado.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Genivaldo Salgado) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados