JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Do princípio da informação no fornecimento do prontuário médico ao paciente


Autoria:

Monique Rodrigues Do Prado


Advogada, palestrante e facilitadora no Instituto Gaio. Atuo nas áreas de Direito Médico e Direito de Família. Além disso, componho o corpo jurídico de advogados voluntários da EDUCAFRO. Co-Fundei o Afronta Coletivo, trabalho sociocultural protagonizado por mulheres negras que acredita na disseminação da cultura afrobrasileira. Também, participo do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Os lucros cessantes decorrente de erro médico
Direito do Consumidor

Aplica-se imperícia ao médico?
Direito Civil

Reajuste abusivo nos planos de saúde
Direito do Consumidor

Outros artigos da mesma área

Obesidade Mórbida: fundamentos que amparam o pedido por tratamento na Justiça

DANOS MORAIS E SUA VALORIZAÇÃO PELOS TRIBUNAIS

O BULLYING E O CYBERBULLYING E A RESPONSABILIDADE CIVIL DOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

JUIZADO ESPECIAL CIVEL - A DIFICULDADE DE PROPOR AÇÃO SEM ASSISTÊNCIA DE ADVOGADO

ATÉ ONDE PODEMOS CONSIDERAR AFIRMAÇÕES FALSAS OU ENGANOSAS NAS RELAÇÕES DE CONSUMO?

1ª PARTE - ESTUDO DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR * INTRODUÇÃO * LEI 8.078 DE 11 DE SETEMBRO DE 1990

O DIREITO DE INFORMAÇÃO E A APLICABILIDADE NO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

A DEVOLUÇÃO DO DINHEIRO INVESTIDO PELO COMPRADOR EM CASOS DE DISTRATO EM PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL E A SÚMULA 543 DO STJ

7ª PARTE - ESTUDO DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR - DAS CLÁUSULAS CONTRATUAIS ABUSIVAS * LEI 8.078 DE 11 DE SETEMBRO DE 1990

A INFLUÊNCIA PUBLICITÁRIA NO COMPORTAMENTO DOS MOTORISTAS NO TRÂNSITO

Mais artigos da área...

Texto enviado ao JurisWay em 05/02/2019.

Última edição/atualização em 06/02/2019.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

A fim de proteger o paciente, o prontuário médico é revestido de caráter sigiloso. Portanto, em regra, devem os profissionais da área da saúde, bem como o hospital, garantir a guarda do documento em caráter absoluto. Portanto, denota-se que o dever é de guarda, já que o prontuário pertence paciente e não ao hospital. (TJSP – Apelação: 11053332720148260100).

Entretanto, esse sigilo poderá ser mitigado em três hipóteses, quais sejam: se comprovada à justa causa, em função de um dever legal, ou expressa autorização do paciente.

Ocorre que, existem situações onde o próprio paciente requisita o seu prontuário e o documento lhe é negado. Nessa perspectiva, dever-se-á observar o princípio da informação à luz art. 6º do Código de Defesa do Consumidor, de maneira que o não fornecimento ou demora excessiva/injustificada na entrega do prontuário poderá acarretar violação direta de seus direitos de personalidade. (TJ-DF – RI 07008706220158070016).

 

Com efeito, nessa hipótese, poderá o paciente ajuizar ação de exibição de documentos, comprovando a negativa do hospital ou o total silêncio quanto ao seu fornecimento a fim de obtê-lo.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Monique Rodrigues Do Prado) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados