JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Servidor Público na Lei 8.112 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

ESTAMOS VIVENDO NUM MUNDO VIRTUAL


Autoria:

Sergio Furquim


Advogado. Especialização: Direito Previdenciário pela Escola Paulista de Direito Social. Presidiu a Subseção OAB/CAMANDUCAIA-MG no período de 2002 a 2012. Recebeu Moção de Aplauso da Câmara Municipal de Camanducaia -2008/2012. Desenvolveu um trabalho " OAB CIDADÃ ( Video YOTUBE -Parte 1 e 2 ) Autor dos Livros: Mensagens Positivas e Artigos de Refletem a Realidade Brasileira.

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Os namoros são virtuais, mas será que este namoro virtual vai vingar de verdade? Lembra antigamente os namoros começavam nas escolas, nos bailes onde conheciam as pessoas ao vivo.

Texto enviado ao JurisWay em 30/07/2015.

Última edição/atualização em 03/08/2015.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

ESTAMOS VIVENDO NUM MUNDO VIRTUAL E ESQUECEMOS DO MUNDO REAL.

 

Nos dias atuais, temos nos deparado com algo surpreendente e fascinante, que é a virtualização do ser humano.

Atualmente o ser humano esta voltado para o mundo virtual, Já notaram que as crianças com seus 05 anos de idade já possuem celular.

Agora os adolescentes exigem dos pais celulares de última geração , estes adolescentes não querem nem saber quanto custa o aparelho exigem que os pais comprem e sequer estão preocupados com a condição financeira dos pais.

 Anos atrás as pessoas se reuniam para um bate papo em rodas de amigos jogando conversa fora, era uma amizade verdadeira e real.

Hoje em dia é muito raro reunir amigos para um bate papo ao vivo e quando reúnem cada um fica só teclando nas redes sociais, a reunião parece um velório, aliás no velório as pessoas colocam os papos em dia, enquanto na reunião de amigos na atualidade cada um fica só no bate papo virtual.

Estamos nos transportando para as redes sociais perdendo nossa identidade física, ou melhor, estamos criando uma nova identidade virtual, que navega o planeta inteiro e ficam online 24 horas, e este ser não dorme nunca, e o único alimento que ele necessita é que você o alimenta, dando assim a cada dia mais vida e energia.

Você já notou no metrô as pessoas em vez de se comunicarem  umas com as outras, ficam teclando o celular, às vezes quando se dão conta já passou sua estação. Já presenciei isto, fico observando as pessoas no metrô, na rua, nos locais públicos, ou seja, em todos os locais as pessoas estão só de cabeça baixo olhando para o celular teclando.

Também esta acontecendo muito : as pessoas estão no seu  horário de trabalho, mas ligados nas redes sociais , quantos já foram demitidos  por estarem concentrados mais nas rede sociais  do que em seu trabalho, observem as conseqüências desse mundo virtual . As pessoas estão viciadas nesta tecnologia,  de um lado foi muito bom e proveitoso, mas de outro está trazendo grande conseqüência para as pessoas, elas estão perdendo suas identidades, elas estão vivendo apenas para o mundo virtual, estão esquecendo que o ser humano para sobreviver precisa de afeto, amor, carinho e compreensão, mas ao vivo e não virtual.

As pessoas ao se levantar , seu primeiro ato e ligar o celular e ir ao What-zap e depois nas outras redes sociais, gastam um bom tempo com isso, sequer lembrou dos filhos e os filhos também não lembram dos pais,  primeiro coisa que faz é  conectar e dar um Bom dia aos amigos virtuais e sequer dar um bom dia para quem está ao seu lado. Este e o mundo virtual.

Estas pessoas estão perdendo suas identidades.

Já ouvi esta frase: Eu posso ficar sem alimentar, mas sem meu celular e meu computador não fico.

As pessoas não têm tempo pra si mesmo. Todo seu tempo e dedicado  ao mundo virtual , Seus passeios não são como  antigamente  onde as pessoas se divertiam , se conheciam  tornavam-se amigos de verdade  , onde um ia na casa do outro  e o dia passava rapidamente. Hoje em dia as pessoas estão se tornando virtuais. Se conhecem pela rede social já ficam íntimos e passam o dia, e entra a noite  teclando esquecem-se do mundo real.

Os namoros são virtuais, mas será que este namoro virtual vai vingar de verdade? Lembra antigamente os namoros começavam nas escolas, nos bailes onde conheciam as pessoas ao vivo.

No mundo virtual as pessoas perdem a identidade, porque elas podem passar por outra pessoa enganar ao outros, só que ela esta enganando a si própria. Quando der conta de que o mundo virtual roubou parte da sua vida, tirando a infância porque hoje em dia as crianças e adolescentes não tem mais o hábito de brincar. As meninas não brincam mais de boneca, os meninos não brincam mais de jogar bolinha de gude,e outros brinquedos de tempos atrás,eram  brincadeiras muito saudáveis, que saudade desse tempo .

Hoje em dia eles não têm tempo para as brincadeiras porque estão conectados nos celulares ou nos computadores jogando  jogos virtuais.

Hoje em dia as pessoas tornaram individualistas, estamos vivendo num mundo descartável. Já notou que tudo é descartável? Nada é durável, o que notamos é que os seres humanos estão se tornando descartáveis também. Quando uma pessoa fica doente e precisa de ajuda é muito difícil conseguir ajuda, mesmo pagando por isso.

 

Nos dias de hoje a vida se resume: 80% do tempo as pessoas se preocupam com trabalho e conectado nas redes sociais e 10% do tempo preocupam com o lazer e os outros 10% preocupam com a família. As pessoas vivem a vida de verdade apenas 20%. Tempos atrás as pessoas viviam em função da família, hoje em dia vivem em função da modernidade conectada 24 horas com raras exceções. A família ficou para o segundo plano.

Tudo que passa na vida das pessoas que estão conectadas (viciadas) como festas, balada, desavença são postados nas redes sociais. Acabou a privacidade das pessoas e elas  não se deram conta disso. Hoje em dia as pessoas estão sendo monitoradas pelas redes sociais porque elas são tão inocentes que postam tudo o que acontece na sua vida. Ficou mais fácil para desvendar um crime ou uma trapaça que esses internautas venham a cometer.

De um lado é muito bom, mas de outro e péssimo porque acabou a privacidade e também esta acabando o mundo real para as pessoas. Hoje em dia os vizinhos sequer se conhecem  porque a maioria do tempo estão conectadas no bate papo virtual.

       Pessoal, olha que tal  voltar a viver no mundo real porque o virtual só vai trazer constrangimentos e não dará lucro nenhum aliás vai dar prejuízo porque você está perdendo parte da sua vida ,ou seja viver  de verdade.

 

             Sérgio Furquim-   Sandra Furquim

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Sergio Furquim) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Comentários e Opiniões

1) Natália (24/08/2015 às 12:55:01) IP: 189.12.26.95
Depois dessa reflexão repensarei sobre meu modo de viver .


Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2017. JurisWay - Todos os direitos reservados