JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A Crise da Civilização Humana e a Globalização


Autoria:

Mayara Rocha Faria


Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. Bacharel em Direito

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Esse artigo visa abordar a Civilização Humana e a Globalização.

Texto enviado ao JurisWay em 15/12/2014.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

A Crise da Civilização Humana e a Globalização


É de extrema preocupação a atual crise planetária no que se refere tanto à aspectos ambientais, como civilizatórios, uma vez que, “as formações políticas e as instâncias executivas parecem totalmente incapazes de aprender essa problemática no conjunto de suas implicações” conforme descrito por Felix Guattari em um trecho do seu livro, As Três Ecologias, embora seja de comum preocupação entre as nações e um assunto de interesse público, por se tratar do futuro do nosso planeta, os problemas relativos ao meio ambientem são geralmente abordados meramente pela ótica dos danos ambientais, quando deveria ser abordado no tocante aos três registros ecológicos, ou seja,  a nível de meio ambiente, das relações sociais, e da subjetividade humana, por outras palavras há a necessidade de uma revolução social, política e cultural do planeta como um todo, para se obter uma resposta real sobre a crise.

 

Como exemplos concretos da crise, podemos citar:

 A poluição ambiental, a degradação dos recursos naturais e a destruição da biodiversidade, o desregulado crescimento, a desordem urbana, a extinção da diversidade cultural, etc.

 

Globalização

A globalização foi um processo típico iniciado na segunda metade do séc. XX. Esta conduz a uma crescente integração econômica, social, cultural e política, além de difundir rapidamente informações pelo mundo.

Porém, a globalização pode tanto unificar como dividir o mundo, justamente por não afetar de igual forma à todos os grupos (sociais e culturais).

Dentre os problemas atribuídos a globalização, podemos citar:

 No campo econômico, o acúmulo cada vez maior de riquezas dos países desenvolvidos e o aumento da pobreza dos países em desenvolvimento, isto devido, a venda de caros produtos industrializados dos países desenvolvidos para os em desenvolvimento, e de baratos produtos agrícolas dos países em desenvolvimento para os desenvolvidos, sendo esta, umas das várias formas de dominação das potências desenvolvidas sobre países do terceiro mundo.

No aspecto político, o Estado – nação vai ficando cada vez mais debilitado, e perdendo suas funções, começando com a dependência econômica através das “ajudas” de instituições financeiras e de países ricos interessados em manter tudo como está.

No que tange ao aspecto cultural a globalização tem um efeito ainda mais devastador, uma vez que, tende pela homogeneização da cultura, pois freqüentemente se tem eliminado e relativizado as diferenças, por outro lado em posições multiculturais radicais, ao se destacar as diferenças, é favorecido o surgimento de políticas saciais que criam desigualdades e injustiças, ou seja, o resultado pode ser negativo tanto na padronização quanto na discriminação.

 

Possíveis soluções para a crise

Segundo Guattari, uma possível solução para a crise seria uma rearticulação dos três registros fundamentais da ecologia (meio ambiente, relações sociais e o da subjetividade humana), para ele a natureza deveria deixar de ser vinculada a uma minoria de especialistas diplomados e amantes da natureza e ser parte integrante do que chamou de as três ecologias, “sendo parte de um processo contínuo de re-singularização, onde os indivíduos devem se tornar à um só tempo solidários e cada vez mais diferentes.”

 

Para Manuel Muñoz a solução seria a destruição de qualquer forma de preconceito e descriminação e o reconhecimento e valorização das diferenças, Muñoz afirma: “Um novo mundo é possível, e é possível promover dignidade e a cidadania na recriação das culturas a partir das seguintes opções: Pela vida, pela liberdade integral, pela justiça e solidariedade, pela integridade da criação e pelo resgate e valorização da própria identidade cultural.” 



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


MUÑOZ, Manuel. Art. Sociedade, Multiculturalidade e Sustentabilidade

 GUATTARI, Felix. Trecho do livro “As Três Ecologias”

 Fontes Digitais: http://www.angelfire.com/sk/holgonsi/getulio.html

 http://educaterra.terra.com.br/voltaire/atualidade/globalizacao4.htm

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Mayara Rocha Faria) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados