JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Será o fim do JurisWay?
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Uma sonhada justiça


Autoria:

Priscilla Xavier Franco


Advogada formada pela Faculdade Vale do Rio Doce - FADIVALE - atuante na área cível e trabalhista. Pós graduanda em Direito Processual Civil e Trabalhista

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Os operadores do direito não podem ser escravos da tecnocacia, menos ainda do texto frio da lei.

Texto enviado ao JurisWay em 09/09/2010.

Última edição/atualização em 10/09/2010.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Não existe sociedade que tenha costumes e fundamentos universais; vivemos em mutação. Os fatos, costumes e princípios se transformam dia-a-dia.

O magistrado não pode estar "preso" nas grades do formalismo, pois a todo instante nos deparamos com o choque entre o direito natural e positivo, e nem sempre é possível ser neutro e racional.

Toda lei é composta por duas partes: homem e sociedade; e nem tudo que é bom para um, necessariamente é para o outro.

O intérprete da lei deve ser livre no sentido de saber que a essência da lei é busca JUSTIÇA.

Vivemos em tempos em que milhares de pessoas roubam para saciar a fome, enquanto outros milhares fazem por ganância.

São tempos em que terras e construções desativadas são ocupadas na busca e proteção e de um lugar, para que sabe, até chamar de lar?!

Enquanto isso, outra parte ostenta mansões onde suas torneiras são banhadas a ouro, seus tapetes são persas legítimos, e nesse lugar brindam a champangne tudo aquilo que não vêem, ou fingem não ver.

Banalizam tudo: a fome, a pobreza, a violência, a educação, e até o crime do colarinho branco entrou para o hall dos acontecimentos ditos "normais".

O operador do direito desempenha o papel fundamental para a sociedade, pois, é a  materialização do equilíbrio entre o racional e o emocional.

A técnica não significa a completude do ordenamento, tão pouco pode ser considerada irrelevante diante dos fatos concretos.

Quando respeitado o conteúdo da lei, a liberdade do jurista há de ser ampla para atingir com sua atuação prática os fins sociais em busca da tão sonhada JUSTIÇA! 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Priscilla Xavier Franco) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados