JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A Cartola


Autoria:

Milena Becker


Auxiliar administrativo. Graduanda em Direito (2014) na Universidade Univates - Lajeado/RS. Inglês intermediário.

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Sofia recebia cartas anônimas, repletas de perguntas intrigantes, as quais despertavam nela um enorme interesse em ir em busca das respostas desvendando a verdade. O pensamento de Sofia deveria alojar-se nas mentes de todo ser humano.

Texto enviado ao JurisWay em 02/11/2013.

Última edição/atualização em 13/11/2013.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

 

 

GARDER, Jostein. O mundo de Sofia, Cia das letras, 1996

 

 

            De acordo com o texto, a menina Sofia recebia cartas anônimas, repletas de perguntas intrigantes, as quais despertavam nela um enorme interesse em ir em busca das respostas desvendando a verdade. Desta forma o texto inicia narrando a trajetória de Sofia durante sua estadia na escola, durante seu trajeto até a casa e durante a expectativa pela qual ficava quando recebia as cartas datilografadas contendo os tais questionamentos do tipo: qual é a coisa mais importante da vida? Como o mundo foi criado? Como devemos viver?

            O tal “curso” que Sofia recebia nas cartas dizia que é mais fácil fazer perguntas filosóficas do que respondê-las, mas cabe a cada um de nós encontrar a sua própria resposta para tais perguntas. Uma das cartas dizia: “ A única coisa de que precisamos para nos tornarmos bons filósofos é a capacidade de nos admirarmos com as coisas”.

            A cabeça de Sofia tentava desvendar alguns mistérios, nos quais fora exposta, mas também se questionava: quem teria trazido as cartas?Seria um filósofo um uma filósofa? Alguma coisa lhe dizia que a vida era um grande enigma. Então certa noite, Sofia teve um diálogo com sua mãe, no qual pode sair do senso comum e questioná-la sobre diversos assuntos que a inquietavam.

            De tal maneira Sofia esperava as cartas diariamente, esperava novas perguntas, novas histórias, mitos e filósofos gregos, mas para sua mãe, bastava ela imaginar que poderiam ser apenas cartas de amor.

            Diante do exposto, sou de parecer favorável com os questionamentos que o autor da obra “criou” na mente de Sofia, pelo papel de um filósofo, o qual mandava um tal curso através de cartas reflexivas. Acredito também que o pensamento de Sofia, apesar de não ser o pensamento da maioria das pessoas, deveria alojar-se nas mentes de todo ser humano, e fazer com que este não pense apenas em assuntos fúteis do dia-a-dia, mas que reflita sobre a real existência do ser humano, de onde veio, bem como para onde vai.

Já que a filosofia é a busca pela verdade, esta deveria fazer parte, um pouco pelo menos, da vida de cada cidadão, pois certamente o proporcionaria um momento de interesse por questões que envolvam sentimentos e razões, bem como o curso proporcionou a Sofia.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Milena Becker) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados