JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Cuidado, Democracia!


Autoria:

Carlos Eduardo Rios Do Amaral


MEMBRO DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Cuidado, Democracia!

Texto enviado ao JurisWay em 19/06/2013.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Cuidado, Democracia!

 

Por Carlos Eduardo Rios do Amaral

 

Era uma vez um País que ia de mal a pior. Seu povo envergonhava-se de seus representantes eleitos. A inflação devorava o bolso das famílias, corroía salários dos trabalhadores e elevava os preços. O inconformismo era geral.

 

Neste País, aos poucos, deixava-se de se reconhecer a autoridade do Estado. Administradores, parlamentares e juízes assistiam, paulatinamente, ao enfraquecimento da soberania de suas decisões.

 

Sem uma identidade política, sem uma figura simbólica que se identificasse com essa Nação aos pedaços, crescia a impopularidade de tudo e de todos que tivessem relação com a máquina pública.

 

O bom futebol desse País não entorpecia mais sua sociedade civil. Nem mesmo uma Olimpíada realizada em seu território aliviou as tensões advindas da ausência de políticas públicas e sociais.

 

Impaciente, o povo tomava as ruas. Sem uma representação, sem uma ideologia, essa massa acéfala reivindicava o óbvio, o bem-estar geral de todos, o controle da inflação, a busca do pleno emprego e, enfim, a retomada do crescimento nacional.

 

Jovens, intelectuais, empresários, artistas, esportistas, inclusive com o uso da mídia de vanguarda, uniam-se sob um denominador comum, todos queriam que esse País se levantasse. Bandeiras e flâmulas tremulavam nas mãos dos manifestantes, sinalizando o amor à Pátria e a necessidade de mudanças radicais em todos os setores do Estado.

 

Um dia, esse País, finalmente, encontrou seu líder. Alguém jovem, um grande entusiasta, que hipnotizava multidões. Era a pessoa certa, sua retórica fazia com que todos voltassem a acreditar na reconstrução da Nação, rumo ao fortalecimento da economia. Um verdadeiro Aquiles.  

 

De origem humilde, abandonado pelo pai, vindo a perder a mãe desde cedo, solteiro convicto, sempre dizendo estar casado com a Pátria, esse líder de fala convincente conseguiu submeter as massas populares e a imprensa ao seu jugo. Manifestações e atos de vandalismo chegaram ao fim.

 

O nome desse homem: Adolf Hitler.

 

_______________        

 

Carlos Eduardo Rios do Amaral é Defensor Público do Estado do Espírito Santo

 

 

 

 

 

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Carlos Eduardo Rios Do Amaral) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados