JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Benefícios Previdenciários com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

TODOS TÊM ESTRELAS NA TESTA (VIOLÊNCIA DOMÉSTICA)


Autoria:

Carlos Eduardo Rios Do Amaral


MEMBRO DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

O que mais mata os jovens no Brasil e no mundo, segundo a OMS

" A COSTELA DE ADÃO "

Palestras - Uma das mais importantes ferramentas do Marketing Jurídico

Declaração Universal dos Direitos da Água

Como passar em Concurso Público depois dos 50

A INCIDÊNCIA DAS NORMAS INTERNACIONAIS SOBRE MORADIA NO ORDENAMENTO JURÍDICO BRASILEIRO: INSTRUMENTOS PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA HABITACIONAL MAIS JUSTA

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL FRENTE À ATUAL SITUAÇÃO DA APLICAÇÃO DAS MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

A OBSERVÂNCIA DA RESPONSABILIDADE ECOLÓGICA COMO PRESSUPOSTO DA MANUTENÇÃO DA EXISTÊNCIA HUMANA

O PRIMEIRO ERRO JUDICIÁRIO DA HUMANIDADE - A SENTENÇA DE CRISTO. (CONTINUAÇÃO).

O PAPEL DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO

Mais artigos da área...

Resumo:

TODOS TÊM ESTRELAS NA TESTA (VIOLÊNCIA DOMÉSTICA)

Texto enviado ao JurisWay em 28/09/2011.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

TODOS TÊM ESTRELAS NA TESTA (VIOLÊNCIA DOMÉSTICA)

 

Por Carlos Eduardo Rios do Amaral

 

Nessa minha primeira meia década de atuação na Lei Maria da Penha, na Defensoria Pública da Mulher e no Juizado de Violência Doméstica, no atendimento diário a cerca de mais de vinte mulheres sempre ouço a seguinte frase a respeito do monstro do lar – o agressor – :

 

“Mas Doutor! Ninguém tem estrela na testa!”

 

O agressor é usuário de drogas, bebedor compulsivo, gigolô que não quer saber de trabalho nem ajudar em casa, não gosta de passear, vive enfiado no botequim e nas bocas-de-fumo, deve ao tráfico, adúltero irrecuperável vivendo em zonas de prostituição, mal querido na comunidade, ladrão, entregue ao vício do jogo, entre outros milhares de adjetivos e expressões que já ouvi a respeito do diabo do companheiro.

 

E tudo isso, toda essa amarga e intragável qualidade do companheiro agressor só é notada depois da união?

 

Durante a fase da amizade, namoro e noivado todas essas qualidades e comportamento insuportável e bandido do agressor teriam passados despercebidos?

 

Ou será que a pobre e infeliz da vítima, quebrando a cara mesmo, descobriu para o que serve a amizade, o namoro e o noivado naquelas coisas que dizem respeito ao amor e a escolha de quem queremos viver para o resto de nossas vidas?

 

Não. Namoro e noivado não devem se resumir a idas ao cinema, sorveteria e bem-bom.

 

Casar é uma escolha difícil, demorada, que deve se arrastar durante anos a fio.

 

Como diz o título deste pequeno texto: todos têm estrela na testa. Não só uma, mas vários tipos de estrela. Uns chegam a ter um cometa que escorre até o pescoço.

 

Contrariando regras da óptica, até mesmo as estrelas apagadas podem ser vistas a olho nu na testa do pretenso e provável futuro amor.

 

Mas, se durante o namoro e noivado você não abrir os seus olhos, não ficar na ponta dos pés, para verificar que tipo de estrelas seu companheiro têm na testa, certamente você poderá ser surpreendida.

 

O ambiente de trabalho, as amizades, a igreja, a família, a comunidade, o botequim, o campo de futebol, o supermercado, a repartição, todos esses lugares e ambientes freqüentados pelo homem são propícios para se verificar quem é o seu amor, verdadeiramente. E devem ser visitados pela mulher, às escondidas, como uma espiã.

 

Lembre-se, para um artista difícil não é interpretar. Difícil é não estar interpretando. Essa máxima não vale só para o ator.

 

Quem anda com porco comerá farelo. Passarinho que dorme com morcego acordará de cabeça para baixo.

 

O porco e o morcego, assim como a pessoa virtuosa e honesta é uma questão de escolha. De demorada e paciente escolha.

 

Algo que é para sempre requer todo o cuidado do mundo. Reclama paciência de Jó.

 

Transformar o namoro e o noivado apenas numa fase de êxtase, luxúria e extravasamento de sensualidade ou carência poderá ter conseqüências desastrosas, muitas vezes irremediáveis.

 

Depois não vale dizer ao padre, ao juiz e ao gerente do banco que “ninguém tem estrela na testa”.

 

Você pode não admirar a astronomia, mas pelo menos observe as estrelas na testa dos outros.

 

Escolha o caminho da cautela e da prudência. É a única via que chega até a felicidade. Não ande jamais na contra-mão da vida.

 

Arrependimento não mata. Mas é muito doloroso. E, pensando bem, alguns arrependimentos matam, sim, de tiro, de faca ou de outro modo.

 

Seja feliz!

 

_______________  

 

Carlos Eduardo Rios do Amaral é Defensor Público do Estado do Espírito Santo

 

 

 

  

 

 

 

 

 

  

 

 

 

   

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Carlos Eduardo Rios Do Amaral) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2017. JurisWay - Todos os direitos reservados