JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

19 de Maio: Dia do Defensor Público


Autoria:

Carlos Eduardo Rios Do Amaral


MEMBRO DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

Rede Social não é Urna (nem lixeira)

Lei nº 13.257/2016: políticas públicas para a primeira infância

Princípio da Dignidade da Pessoa Humana

Exigência de diploma para jornalista no Brasil. O retorno [ou consolidação] da ditadura nas PECs das mordaças (33/2009 e 386/2009)

Garantias Constitucionais: A Ação Popular e a Ação Civil Pública.

ALGUNS DISPOSITIVOS INCONSTITUCIONAIS DA LEI Nº 6.425, DE 29 DE SETEMBRO DE 1972 - ESTATUTO DOS POLICIAIS CIVIS DE PERNAMBUCO

A NOVA REFORMA DA PREVIDÊNCIA E O DESRESPEITO AO PRINCÍPIO DA IGUALDADE.

Fundos no ADCT: sobre o Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza

A DEMONSTRAÇÃO DA PERTINÊNCIA TEMÁTICA NA FISCALIZAÇÃO ABSTRATA DE NORMAS: UM CASO DE INCONGRUÊNCIA E INADEQUABILIDADE

Salario Mínimo

Mais artigos da área...

Resumo:

19 de Maio: Dia do Defensor Público

Texto enviado ao JurisWay em 13/05/2013.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

19 de Maio: Dia do Defensor Público

 

Por Carlos Eduardo Rios do Amaral

 

No próximo dia 19 comemoramos o Dia Nacional do Defensor Público. A data faz reverência a Ivo Hélory de Kermartin, Ivo de Tréguier ou, como é mais conhecido, Santo Ivo.

 

Nascido na França, na comuna de Minihy-Tréguier, em 17 de Outubro de 1253, foi canonizado pela Igreja Católica Romana, tornando-se santo (19.05.1347). Santo Ivo era franciscano terciário (da Terceira Ordem Franciscana).

 

Foi em Paris que mostrou o brilho da sua inteligência, no estudo da Filosofia, da Teologia e do Direito, em 1267/1279. Ivo de Kermartin, ao voltar à sua terra natal, aceitou o encargo de ser juiz do tribunal eclesiástico (1280), renunciando depois para se dedicar à advocacia. Com sua sabedoria, imparcialidade e espírito conciliador, desfazia as inimizades e conquistava o respeito até dos que perdiam as causas.

 

A defesa intransigente dos injustiçados e dos necessitados deu-lhe o título de advogado dos pobres, um título que continuou merecendo ao tornar-se sacerdote e ao construir um hospital, onde cuidava dos doentes com as suas próprias mãos. Ele próprio ia buscar nos castelos o cavalo, o carneiro roubado dos pobres sob o pretexto de impostos não pagos.

 

Além de ser considerado um juiz que não aceitava nenhum presente, era considerado o melhor mediador da França, e sempre tentava conseguir acordos fora das cortes para minimizar os custos legais para ambas as partes. Ficou famosa sua frase "jura-me que a sua causa é justa e eu a defenderei gratuitamente".

 

Faleceu em Louanne, em 19 de Maio de 1303, com 50 anos de idade. Atualmente, cada ano, o “Grand Pardon” de Santo Ivo reúne, em Tréguier, junto ao seu túmulo, impressionantes multidões de fiéis, especialmente os advogados da França.

 

Assim como Ivo Hélory de Kermartin, é na pessoa de cada Defensor Público, agente político de transformação social, que se assegura o sagrado direito de obter justiça.

 

______________              

 

Carlos Eduardo Rios do Amaral, Defensor Público do Estado do Espírito Santo, é titular do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa Dos Direitos Individuais e Coletivos da Mulher (NUDEM) da Capital

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Carlos Eduardo Rios Do Amaral) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2024. JurisWay - Todos os direitos reservados