JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL, CASAMENTO GAY E SHAKESPEARE


Autoria:

Carlos Eduardo Rios Do Amaral


MEMBRO DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

envie um e-mail para este autor

Resumo:

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL, CASAMENTO GAY E SHAKESPEARE

Texto enviado ao JurisWay em 14/04/2013.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL, CASAMENTO GAY E Shakespeare

 

Por Carlos Eduardo Rios do Amaral

 

“Há mais coisas entre o céu e a Terra do que supõe vossa vã filosofia”. Escreveu William Shakespeare na sua tragédia Hamlet.

 

Ninguém ousaria duvidar, os dois temas mais polêmicos de nossa sociedade brasileira contemporânea são: a redução da maioridade penal e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

 

E as discussões travadas em torno desses dois temas, na mídia, redes sociais e no Congresso Nacional, são acalorados, despertando muitas vezes fúria e manifestações exaltadas de seus defensores e opositores.

 

Pois bem. Acontece que por debaixo destes dois temas, duas indagações permeiam dia-e-noite a mente do Poder Público, tirando o sono do Executivo.

 

E são elas: como reduzir a maioridade penal sem que isso provoque um caos ainda na maior na superlotação carcerária? A outra: como a previdência social suportará o ônus de conceder pensão morte a viúvos ou viúvas de casamentos homossexuais?

 

Nosso sistema penitenciário vai de mal a pior. Criminalistas e autoridades prisionais debruçam-se diariamente sobre essa questão da população carcerária. O Brasil tem o 4ª maior contingente de presos do planeta. É muito bandido para pouca cadeia.

 

Por sua vez, a previdência social registrou em 2012 (fevereiro) um déficit de R$ 5,143 bilhões. É muito dinheiro que o País não tem. Acaso aprovada a desaposentação no Congresso o rombo nas contas do INSS seria de R$ 70 bilhões, conforme noticia o Ministério da Previdência.

 

É mesmo verdade que há, sim, mais coisas entre o céu e a Terra do que supõe vossa vã filosofia. Quem resolver a equação dessas duas indagações ou demonstrar definitivamente que estas não possuem solução alguma, ganhará certamente o debate.

 

Dinheiro pode até não trazer felicidade. Mas sem ele não se administra um País.

 

______________             

 

Carlos Eduardo Rios do Amaral, Defensor Público do Estado do Espírito Santo, é titular do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa Dos Direitos Individuais e Coletivos da Mulher (NUDEM) da Capital

 

 

 

 

 

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Carlos Eduardo Rios Do Amaral) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados