JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

EVA (valor econômico agregado)


Autoria:

Mayara Roberta Rigon


Bacharel em Ciências Contábeis

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Este artigo tem como objetivo principal a apresentação de um exemplo prático de cálculo do Valor Econômico Agregado - EVAÒ (EconomicValueAdded). EVAÒé uma marca registrada da Stern Stewart &Co. (U.S.A.).

Texto enviado ao JurisWay em 20/04/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Este artigo tem como objetivo principal a apresentação de um exemplo prático de cálculo do Valor Econômico Agregado - EVAÒ (EconomicValueAdded). EVAÒé uma marca registrada da Stern Stewart &Co. (U.S.A.), é uma ferramenta financeira e um sistema de gestão que tem ajudado inúmeras empresas no aperfeiçoamento de seu desempenho e de seu valor de mercado.  Empresas como Lojas Americanas, Petrobras Distribuidora, Brasil Telecom, Telemig e Amazônia Celular, Telemar, e outras que escolheram e implementaram o EVA, como sistema de gestão.

EVA (ECONOMIC VALUE ADDED)

 

O EVA é um indicador do valor econômico agregado que possibilita a executivos, acionistas e investidores uma nítida visão acerca da rentabilidade do capital empregado na empresa. Ou seja, mostra se este foi bem ou mal investido em termos de geração de riquezas para o empreendimento, possibilita analisar o resultado, os recursos aplicados e a estrutura de capital.

O EVA foi criado com a finalidade de avaliar se, a cada ano, a empresa está ganhando dinheiro suficiente para pagar o custo do capital que administra.

De forma direta é o lucro líquido operacional depois dos impostos (NOPAT – Net Operating Profit After Taxes) deduzido do custo de capital de terceiros e do custo de capital próprio.

O EVA negativo não significa necessariamente que a companhia esta a beira da falência, mas é um alerta para os sócios de tais empresas repensarem suas estratégias de atuação: o capital investido na empresa não esta sendo remunerado a uma taxa mínima que compense o risco envolvido no negocio. Diante dessa situação, cabe a companhia reavaliar sua atuação: realocar ativos, idealizar novos produtos, buscar novos mercados, investir em projetos mais rentáveis ou ate mesmo desinvestir, alocando o capital em outro tipo de negocio.

Em geral o Conselho de acionistas estabelece uma taxa de remuneração para o capital investido que traduz as expectativas dos acionistas e serve de meta para a empresa em suas projeções orçamentárias. Essa taxa varia de empresa para empresa, mas no mínimo os acionistas esperam algo que recupere a inflação e acrescente algum ganho ao capital. Que é o chamado custo de oportunidade.

No Brasil um das taxas de referencia aplicadas é o TJLP – taxa de juros de longo prazo.

VANTAGENS

 

1 - Auxilia na formulação de planos, projetos e orçamentos de longo prazo;

2 - Alinha os interesses dos agentes com os dos diretores, submetendo os

gerentes e funcionários aos desejos dos acionistas;

3 - Cria uma teia de interesses; porque representa a forma mais socialista

de capitalismo;

4 – Quando utilizado para determinar a remuneração dos funcionários, os

motiva a agregar valor;

5 – Indica realmente o ”quantum” foi agregado de riqueza.

 

Existem quatro abordagens distintas do EVA

a)    EVA – formulação contábil do lucro líquido: a determinação do EVA acontece com a dedução do valor pago para remunerar os recursos captados dos acionistas, também conhecido como capital próprio. Por esta abordagem considera-se que os juros pagos na captação de recursos alheios (capital de terceiros) já foram abatidos das receitas como despesas financeiras, originando o lucro líquido;

b)    EVA – formulação contábil do lucro operacional: nesta concepção o cálculo do EVA realizado com a subtração dos valores que remuneraram os recursos captados junto a terceiros, bem como o capital próprio, do lucro operacional (ou NOTPAT);

c)    EVA – formulação financeira do RROI: o cálculo do EVA considera, por este enfoque, a aplicação do percentual do RROI  (residual returnoninvestment) sobre o total dos recursos captados (investimento total). O RROI, segundo tais autores, é o “spread entre a taxa de retorno de uma empresa (ROI) menos o seu respectivo custo de capital.”;

d)    EVA – formulação financeira do WACC: é o enfoque mais tradicional de obtenção do EVA deduzindo-se do lucro operacional (NOPLAT) a parcela resultante do WACC (sigla de WeightAverageCostof Capital, que expressa o custo médio ponderado do capital, ou o custo de oportunidade da empresa obtido pela ponderação dos custos dos capitais próprios e de terceiros).

 

NOPAT = lucro operacional liquido depois do imposto, em que as despesas financeiras não estão incluídas.

WACC = custo médio ponderado de capital.

CAPITAL = é o capital investido tanto o capital próprio como o capital de terceiros.

 

 

CALCULO DO EVA

 

O Eva é representado por uma formula, vamos utilizar como exemplo uma empresa que possui um lucro operacional de 810.000. Os impostos sobre o lucro são calculados a razão de 30% sobre o lucro operacional e os acionistas estabeleceram a remuneração da TJLP (12%) como meta mínima de remuneração de capital. O ativo operacional corresponde a 4.640.00.

Formula

EVA = LOLAI – C% X TC

LOLAI = lucro operacional liquido após imposto.

C% = custo percentual do capital, ou seja, a remuneração que o acionista deseja.

TC = capital total

 

 

Aplicando-se a formula do EVA temos:

 

Lucro operacional                                                              810.000

Imposto sobre o lucro de 30%                                         243.000

Lucro liquido dos impostos                                              576.000 a)

Ativo operacional liquido                                                  4.640.000 c)

Remuneração do capital 12%                                         556.800 b)

EVA (a-b)                                                                             19.200 d)

Valor adicionado (d/c)                                                       0,41%           

 

Em resumo, podemos dizer que a expectativas dos acionistas foram atendias e, ainda, superadas 0,41%.

 

CONSIDERAÇOES FINAIS

Podemos concluir que com o atual cenário competitivo no qual as empresas estão passando no dia a dia, deparam – se com a necessidade de basear em padrões de desempenho ou em alvos de atuações consideráveis pelos gestores e pelos proprietários. Dentro desse contexto, a abordagem do EVA apresentou uma melhor forma de mensurar os resultados da empresa. Muitos gestores se contentam em apresentar um lucro líquido contábil positivo, no entanto, isso não necessariamente reflete o real resultado almejado pelos investidores.  Pelo ECONOMIC VALUE ADDED (EVA®), os gestores passam a visualizar se os negócios estão ou não agregando valor para os acionistas. Se não estiverem, os investidores certamente buscarão outras alternativas de negócio que remunerem seu capital. Logo, todos  na organização procurarão desempenhar as atividades de forma a gerar um EVA positivo  (e não apenas um lucro contábil positivo). É claro que qualquer processo orçamentário apresenta virtudes e limitações, mas cabe aos gestores observarem tais falhas e contorná-las de modo a adaptar o sistema para atingir o melhor resultado possível

 

 

                    

 

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Mayara Roberta Rigon) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados