JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

O REAL PROBLEMA DAS EMPRESAS BRASILEIRAS


Autoria:

Jupira Lucas Zucchetti


Sou Contabilista em Campinas-SP, atuando no mercado desde 2003 na assessoria contábil e fiscal a micro e pequenas empresas.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

A GREVE E A EMISSÃO DE NOVOS NÚMEROS DE PIS
Direitos Humanos

Resumo:

MUITAS EMPRESAS FECHAM CEDO SUAS PORTAS NEM TANTO EM RAZÃO DA ALTA CARGA TRIBUTÁRIA QUE EXISTE NO PAÍS, MAS SIMPLESMENTE POR FALTA DE CONHECIMENTO BÁSICO DE MUITOS EMPRESÁRIOS.

Texto enviado ao JurisWay em 02/11/2010.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

O REAL PROBLEMA DE MUITAS EMPRESAS BRASILEIRAS

 

 

            Muito se vê pela internet,  em muitos sites especializados as “regrinhas básicas para a  empresa não fechar”. Apresentam como se fosse uma  verdadeira“receita de bolo pronto”, ou seja;  “se você fizer isso ou aquilo sua empresa terá sucesso garantido”.

 

            Porém, o que é geralmente  comum de vermos por aí, são empresários que sequer conhecem o básico, como por exemplo; efetuar um controle interno de suas contas a pagar e a receber, ou mesmo ler um balancete contábil apresentado pelo seu Contador, mas já querem falar sobre holding “ações na bolsa”, etc, etc. Simplesmente pulam etapas, e quando vão perceber a empresa já está na “UTI”,  em estado terminal. E quando isso acontece, acabam jogando a culpa da sua falta de conhecimento nos altos encargos tributários que assolam o país. Porque impostos, seja aqui como em qualquer outro país eles sempre vão existir, o que diferencia realmente uma empresa da outra é o conhecimento e a execução primeiro do básico,  para depois sim, se alsar em vôos mais altos.Muitos empresários podem até argumentar: “ahhh mas possuo pessoal especializado que cuida disso tudo para mim...”. O pessoal especializado pode até fazer, mas se você não entender pelo menos o básico do que está sendo feito e apresentado, com certeza vai “comprar gato por lebre”, e sempre achar que tudo está as mil maravilhas, e quando a empresa começa a entrar em crise, já é tarde para saber. Daí é onde começa a se  perder tempo e gastar “rios” de dinheiro que já não possuem para saber onde foi o erro,  e buscar quem são os “bodes espiatórios” . Mas o empresário esquece que o erro começou lá atrás, ou seja, da sua  falta de  CONHECIMENTO, de se saber dos detalhes de todo um processo.

 

            É que nem ocorre em muitas instituições financeiras que se observa, muitos que trabalham nessas locais e que analisam cadastros de pessoas juridicas  sequer sabem diferenciar um contrato social (quando a empresa é formada por dois ou mais sócios)  de um requerimento de empresário (quando é constituida por uma única pessoa). Ou seja, são pequenos detalhes assim que muitas vezes fazem a diferença e dão forças para o empresário argumentar com terceiros, ou seja, o CONHECIMENTO. Caso a instituição financeira não “saiba” diferenciar um de outro (contrato social e requerimento), e o empresário já ter esse  CONHECIMENTO já possuirá “armas” para argumentar. São pequenos detalhes assim que fazem a diferença no dia a dia de uma empresa de sucesso,  e de outra que se perde nas linhas burocráticas da falta de conhecimento de si próprio e de terceiros.

 

 

Jupira Lucas Zucchetti

(contabilista Campinas-SP)

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Jupira Lucas Zucchetti) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados