JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Alimentos Grávidicos


Autoria:

Cynthia Pola Miashiro


Advogada atuante na Baixada Santista, formada pela Universidade Santa Cecília desde 2005. Conhecimento e experiência nas áreas Civil, Família, Trânsito, Consumidor, Criminal, Eletrônico.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

Cumular ou não cumular, eis a questão: os pedidos de divórcio e alimentos podem ser feitos na mesma ação ou devem ser feitos em ações distintas?

UMA ANÁLISE DA (IN) APLICABILIDADE DA GUARDA COMPARTILHADA NO MUNICÍPIO DE SÃO LUÍS DO MARANHÃO NUMA VISÃO JURISPRUDENCIAL

LEI DA PALMADA NÃO É BICHO DE SETE CABEÇAS

Bioética na Reprodução Assistida e sua Relação com o Direito

COM A EDIÇÃO DA EMENDA CONSTITUCIONAL 66, O SISTEMA JURÍDICO NACIONAL CONTINUA A CONTEMPLAR A FIGURA DA SEPARAÇÃO JUDICIAL?

Sobre o adolescente que "pixou" e que teve que reparar o dano, reparando a pintura. Breves comentários.

Os principais aspectos e mudanças com o novo modelo de guarda compartilhada

DA FILIAÇÃO SOCIOAFETIVA

A Inconstitucionalidade do artigo 1641, II do Código Civil frente ao princípio constitucional da isonomia.

Origem da Família

Mais artigos da área...

Resumo:

Breve comentário sobre a Lei 11.804/08.

Texto enviado ao JurisWay em 19/07/2010.

Última edição/atualização em 20/07/2010.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

 

Esta lei disciplina o direito à alimentos da mulher gestante e a forma como este direito deverá ser exercido.

São considerados como alimentos grávidicos,os valores suficientes para cobrir as despesas adicionais do período de gravidez e do que sejam dela decorrentes da concepção até o parto(alimentação especial,assistência médica e psicológica,exames complementares,internações,parto,medicamentos,...).

Havendo indícios convincentes de paternidade,conforme dispõe a Lei 11.804/08,deverá o Juiz de Direito após ser procurado pela parte interessada para que o mesmo solucione a lide,fixar os alimentos grávidicos,que irão perdurar até o nascimento da criança,sempre sopezando,a real condição financeira do alimentante ( pai da criança) .Deverão ser observados o binômio :possibilidade x necessidade.

-Possibilidade do alimentante,ou seja,a real condição financeira de quem deve fornecer os alimentos,sem que o mesmo pereça em  sua sobrevivência.

-Necessidade do alimentando,ou seja,as despesas da criança deverão ser divididas proporcionalmente entre a mãe e o pai,evitando assim um enriquecimento sem causa.

Após o nascimento ,os alimentos grávidicos serão convertidos em pensão alimentícia em favor do menor.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Cynthia Pola Miashiro) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados