JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

ORKUT E A TRANSFORMAÇÃO DA SOCIEDADE MODERNA


Autoria:

Andréia Botti Azevedo


Advogada militante em São Paulo/Capital, formada pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Trata-se da análise sobre a evolução histórica do conceito de sociedade até sua inserção no mundo atual e tecnológico, reflexões e crítica sob um novo paradigma.

Texto enviado ao JurisWay em 24/08/2009.

Última edição/atualização em 31/08/2009.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

 

 

Até a modernidade a sociedade era vista de modo restrito e concreto, ela era o corpo social, a sede nominal das vinculações humanas, o espaço concreto no qual os homens se encontravam sob a forma de comunidade.

Na Antigüidade esse lugar era a "civitas" que correspondia ao espaço de encontro dos cidadãos, tendo como principal característica a assembléia.

Na Idade Média a idéia de sociedade foi ampliada para além da cidadania política, ela se tornou a "res publica" dos cristãos.

A sociedade se tornou o lugar de encontro dos cristãos e por isso ultrapassou os limites da assembléia. Contudo, mesmo essa ampliação era delimitada, a sociedade política ainda era um tipo de sociedade, a sociedade cristã. Não havia a idéia de sociedade em termos gerais, a sociedade era o conjunto dos cristãos. Logo, até o fim da Idade Média a sociedade sempre foi uma idéia restrita e concreta.

A sociedade era pensada apenas como uma determinada sociedade, a sociedade dos cidadãos, a sociedade dos cristãos, sempre ligada a uma qualidade que caracterizava o ser humano.

Na sociedade moderna é que se inicia o processo de abstração da sociedade pois a partir do Renascimento o aumento do comércio e o crescimento populacional introduzem a idéia de sociedade de indivíduos.

A sociedade é pensada como um agrupamento de indivíduos quando nem a política, nem a religião são suficientes para organizar sua estrutura.

Agora o que define a sociedade é basicamente a economia. Enquanto sociedade econômica, a sociedade não se define mais por nenhuma qualidade distintiva dos homens.

A sociedade se torna um agrupamento de entes que buscam bens para satisfazer suas necessidades. Logo, em razão do predomínio da economia e da interação social humana a sociedade não é mais algo restrito e concreto sendo a partir de então vista em termos amplos e abstratos. A transformação da sociedade moderna começa assim.

Tendo em vista a evolução pela qual passou a sociedade, percebe-se um retrocesso nas relações sociais e na sociedade como um todo.

O evoluir da humanidade, o desenvolvimento dos povos, a disseminação de novas culturas aliada à tecnologia, novos padrões de consumo, comunicação, entre outras mudanças, demonstra a abstração que distancia o homem perante a vida social.

A autonomia da sociedade gera a perda de identidade do ser humano e o transforma em mero membro do grupo no qual pertence.

Numa época de globalização, com a difusão dos mais diversos meios de comunicação, o uso da internet propicia uma maior interação e através dela milhares de pessoas, antes denominados cidadãos, cristãos ou simplesmente indivíduos, são chamados de internautas.

Hoje, o lugar de encontro dessa nova modalidade é o mundo virtual, aqueles que antes buscavam bens para satisfazer suas necessidades continuam com esse intuito, só que vão além, buscam entretenimento, diversão, outros interesses, outras necessidades que facilmente são satisfeitas tendo acesso a esse mundo.

Em meio a informações, uma das maneiras de interação que esse novo universo permite é a possibilidade de ser membro de uma comunidade virtual, escolhida de acordo com os gostos pessoais, as qualidades ou a simples afinidade. Assim, novos grupos são formados, agregações de indivíduos, novos relacionamentos, interesses comuns, todos com o mesmo elo de ligação, o fato de ser mais um membro dessas comunidades.

Numa sociedade de massas, onde o ser humano há muito tempo já não é mais seu fundamento, uma nova sociedade surge, dividida em segmentos, grupos muitas vezes cosmopolitas sob o nome de "comunidades" tal qual na Antiguidade. Num outro momento, agora com menos critérios para  admissão de seus membros, não deixa de ser uma determinada sociedade, a sociedade virtual. Ainda dentro dessa sociedade pequenos agrupamentos são criados, reiterando o princípio de tudo.

O que deveria evoluir, o que uma cultura deveria sedimentar volta a suas origens, só que hoje com diferenças, como a liberdade de escolher entre as várias comunidades e não ser discriminado por isso, ou não mais adquirir o "status" por fazer parte de determinada comunidade.

De fato, a sociedade se encontra dividida, muito além do que imaginamos, agora só nos resta se adaptar , se conformar...ou optar e não escolher nenhuma...ousar...ajudar a expandir esse mundo, a separá-lo ainda mais...criando a sua comunidade porque com certeza ela terá muitos adeptos...

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Andréia Botti Azevedo) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Comentários e Opiniões

1) Bia (17/09/2009 às 19:49:06) IP: 189.100.92.123
Eu amei! muito show


Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados