JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Será o fim do JurisWay?
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Rock, Sertanejo ou Clássico: Qual o seu estilo de gestão?


Autoria:

Gustavo Rocha


Advogado Pós-Graduado Gerente jurídico por 4 anos Membro da comissão especial de Processo Eletrônico da OAB/RS Membro da comissão especial de Fiscalização e Ética Profissional da OAB/RS Membro da comissão permanente de Acesso a Justiça do Conselho Federal da OAB Implanta gestão e softwares jurídicos desde 1997 Sócio da Consultoria GustavoRochacom, inscrita no CRA/RS 003799/O Presta exclusivamente consultoria nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico. 10 anos de consultoria direcionada em escritórios e departamentos jurídicos no Brasil e Portugal Mais de 2000 artigos publicados no portal www.gustavorocha.com Canal no Youtube (gustavorochacom) com aulas, palestras e dicas práticas Palestrante e professor convidado de universidades e cursos de Pós-Graduação pelo país nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico Contato direto: gustavo@gustavorocha.com

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Rock, Sertanejo ou Clássico: Qual o seu estilo de gestão?

Texto enviado ao JurisWay em 12/07/2018.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Aproveitando o dia mundial do rock comemorado amanhã,13/07, trago a reflexão alguns dos estilos de gestão comuns no mercado hoje em dia: Rock, Sertanejo e Clássico.

Igualmente destaco que não se trata de escolher o melhor gênero ou impor gosto ou ainda mal dizer algum dos estilos,  mas sim trazer a reflexão as nuances características de cada um (destaque necessário frente a geração mimimi).

Pois bem.

Aqueles que chamamos de clássicos, gostam de tudo do jeito que está, sem mudanças, algo igual ao século XVIII nos dias atuais, esquecendo que já estamos em 2018 e não em 1918 ou menos.

Pegam um modelo que deu certo e querem continuar aplicando o mesmo como se sempre fosse dar certo o mesmo modelo. Levam a risca o dito popular de quem em time que está ganhando não se mexe (melhor esquecer a copa, não é mesmo?!).

Este estilo de gestão é muito arcaico e principalmente perigoso em um ambiente disruptivo que vivemos, onde ficar parado pode ser o fim do negócio. O mercado tem se alterado numa velocidade muito rápida e aplicar velhos conceitos pode não ter eficiência nem eficácia necessária atualmente.

Lógico, não afirmo com isto que o que já passou não presta ou não serve, isto seria um absurdo. Tudo que já passou tem seu valor histórico, conceitual e principalmente de base para que possamos evoluir. Entretanto, sem evoluir, ficaremos fora do mercado.

Isto nos remete ao estilo Sertanejo, onde a grande maioria, quiçá a sua totalidade de gênero é em torno da sofrência, da dor, da perda, da traição e do amor não correspondido.

Todos sabemos da importância do sofrimento na evolução humana, o famoso #NOPainNOGain, todavia, ao ficar sofrendo e reclamando de estar sofrendo, não iremos igualmente evoluir.

Se houve alguma situação ruim, que lhe fez sofrer inclusive, ao invés de fazer uma música e fazer mais milhões de pessoas sofrerem junto (brincadeirinha), e ainda reclamarem em uníssono que nada dá certo, que tal um pouco de atitude frente a dor e resolver tudo antes de chorar, se descabelar ou querer brigar com o outro?

De uma dor, temos duas alternativas: Ou ultrapassamos ou tiramos uma lição dela.  Chega de sofrência inútil!

De para mudar o clássico e sair da sofrência, temos uma alternativa antiga, mas mutante, inovadora e símbolo de algo que faz toda a diferença que é a atitude: Rock’n’Roll baby!

Não falo da atitude impensada, sem tentar encontrar o porque das coisas, agir por impulso, etc, mas sim atitude frente aos problemas, atitude frente aos movimentos do mercado, enfim, atitudes que podem gerar resultados plenos ao seu negócio.

Tenha muito medo de não mudar e de permanecer apenas no coro das reclamações, dores, problemas. Todos temos problemas e dores e ficar passivo não irá resolver nada e igualmente cooptar seguidores de dor apenas fará a dor ser coletiva.

Tenha atitudes frente ao que acontece! Tenha vibração, melodia e sangue nos olhos!

Somente assim, com energia constante é que se chega ao sucesso!

Vida longa as atitudes! Vida longa ao Rock!

#FraternoAbraço

Gustavo Rocha
Consultoria GustavoRocha.com  |  Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
Robôs  | Inteligência Artificial | Jurimetria
(51) 98163.3333  | gustavo@gustavorocha.com  | www.gustavorocha.com

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Gustavo Rocha) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados