JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A Luta das Construtoras pela Cláusula de Reajustamento de Preços


Autoria:

Diego Martins Silva Do Amaral


Sou formado em direito pela UCG, advogado, membro da CAJ e da Com. de Dir. Imobiliário e Urbanístico da OAB/GO, pós-graduado em D. Civil e Proc. Civil pela Univ. Candido Mendes - RJ e MBA em gestão de Negócios Imobiliários UFG.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

Sobre a obrigatoriedade de licitar, prevista como regra na CF e na Lei nº 8.666/93, e como está a situação dos conselhos de classe, da Petrobrás, das Organizações Sociais e das OSCIP's com relação a esta lei

Peculiaridades do contrato administrativo: entenda a revisão dos preços e o reajuste contratual.

Inexigibilidade de licitação para contratação de assessoria jurídica

A figura da carona no Registro de Preços entre órgãos de diferentes esferas de governo

Breves apontamentos sobre as Comissões de Licitação e sua Constituição

A CONTROVÉSIA À RESPEITO DO PARENTESCO E O IMPEDIMENTO DE LICITAR

A IMPORTÂNCIA DAS LICITAÇÕES PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Profissionais dos CREAs x Cerceamento e irregularidades em licitações

A QUEM COMPETE ATUALIZAR OS VALORES DE LICITAÇÃO?

IMPOSSIBILIDADE DA SUBCONTRATAÇÂO NOS MOLDES DA LEI 8666/93

Mais artigos da área...

Resumo:

O artigo traz a luta das construtoras que assinam contratos públicos, em conseguir junto aos órgãos, e, ou prefeituras, conseguir valer a cláusula de reajustamento de preços prevista nos próprios contratos.

Texto enviado ao JurisWay em 28/07/2009.

Última edição/atualização em 17/09/2009.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

 
Com base no DECRETO No 1.054, DE 7 DE FEVEREIRO DE 1994, que regulamenta o reajuste de preços nos contratos da Administração Federal direta e indireta, e dá outras providências, é estabelecido que a empresa contratada, após 12 (doze) meses contados a partir da data da apresentação da proposta, pode pedir que os valores sejam reajustados por uma das variações dos índices oficiais.
 
O professor José dos Santos Carvalho Filho leciona que "quando pactuam, as partes implicitamente pretendem que seja mantido o equilíbrio econômico-financeiro do contrato".
Se, por algum fato ou motivo superveniente, as obrigações para uma das partes se tornam extremamente onerosas, verifica-se uma quebra do Equilíbrio econômico-financeiro, nascendo para a parte o direito de modificação de suas cláusulas, de forma a que o equilíbrio perdido seja restaurado.
Nesse sentido, socorre-nos mais uma vez José dos Santos Carvalho Filho:"... o efeito principal desse verdadeiro postulado contratual é o de propiciar às partes a oportunidade de restabelecer o equilíbrio toda vez que de alguma forma mais profunda ele for rompido, ou, quando impossível o restabelecimento, ensejar a própria rescisão do contrato".
Os contratos administrativos são regulados pela Lei nº 8.666/93 – Lei de Licitações e Contratos Administrativos, que, em seus artigos, estabelece normas quanto à observância obrigatória de certas regras, sendo impositivo também estejam expressas as cláusulas de reajuste de preços, tanto no corpo do instrumento contratual como no próprio ato convocatório do processo de licitação, senão vejamos:
"Art. 40. O edital conterá no preâmbulo o número de ordem em série anual, o nome da repartição interessada e de seu setor, a modalidade, o regime de execução e o tipo da licitação, a menção de que será regida por esta Lei, o local, o dia e a hora para recebimento da documentação e proposta, bem como para início da abertura dos envelopes, e indicará, obrigatoriamente, o seguinte: .... ..
XI – critério de reajuste, que deverá retratar a variação efetiva do custo de produção, admitida a adoção de índices específicos ou setoriais, desde a data prevista para apresentação da proposta, ou do orçamento a que essa proposta se referir, até a data do adimplemento de cada parcela;"
"Art. 55. São cláusulas necessárias em todo contrato as que estabeleçam: ......
III- o preço e as condições de pagamento, os critérios, data-base e periodicidade do reajustamento de preços, os critérios da atualização monetária entre a data do adimplemento das obrigações e a do efetivo pagamento;"
Assim, conclui-se que este instrumento tão necessário para execução das obras pelas construtoras, é de extrema importância, chegando a acontecer casos em que, se não respeitado o reajuste dos contratos, as empresas acabam paralisando as obras, por inviabilidade em executá-las.
 
Diego Martins Silva do Amaral
OAB/GO 29.269

 

 

 
Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Diego Martins Silva Do Amaral) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Comentários e Opiniões

1) Lilian (16/11/2018 às 23:32:17) IP: 177.79.31.207
Excelente trabalho


Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados