JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Novo CPC com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

PSICOPATAS NA PRISÃO


Autoria:

Sadia Consuelo Candido Pitanga


SOU FUNCIONÁRIA PÚBLICA, BACHARELANDA EM DIREITO E ESCREVO ARTIGOS JURIDICOS PARA JORNAL DA FACULDADE E EM OUTROS BLOGS.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

Inviabilidade de subtração de coisa alheia móvel por conta de estar previamente vigiada.

É POSSÍVEL DEMOCRATIZAR O ACESSO AO DIREITO E FAZER JUSTIÇA NO PROCESSO PENAL QUE ATINJA OS POBRES?

UMA RELEITURA ANALÍTICA DA LEI DAS CONTRAVENÇÕES PENAIS.

Calúnia, difamação, injúria e o Juizado Especial Criminal

DO INFANTICÍDIO: UMA DISCUSSÃO SOBRE FORMA CULPOSA, CONCURSO DE PESSOAS E A INFLUÊNCIA DO ESTADO PUERPERAL

COMBATE AO CRIME ORGANIZADO E DELAÇÃO PREMIADA

USO DE PENALIDADES:DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA E OUTRAS REFLEXÕES CABÍVEIS

Caso Bruno Goleiro do Flamengo- A POSSIBILIDADE (OU NÃO) DE PROCESSO ENVOLVENDO CRIME DE HOMICÍDIO SER INICIADO E TER PROSSEGUIMENTO SEM CADÁVER:

Uma análise qualitativa da reincidência no sistema prisional no município de Jaru/RO no período de 2016 a 2017

A Implantação do toque de recolher e seus impactos na redução da criminalidade.

Mais artigos da área...

Texto enviado ao JurisWay em 03/05/2012.

Última edição/atualização em 07/05/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?


 

Não há prisão especial para psicopatas no Brasil, em geral o psicopata pode seguir dois caminhos na justiça brasileira. O Juiz pode declará-lo imputável ( tem plena consciência de seus atos e é punível como criminoso comum), ou semi-imputável(não consegue controlar seu atos, embora tenha consciência deles) e, nesse segundo caso, o Juiz pode reduzir de um a dois terços sua pena, ou enviá-lo para um hospital de custódia, se considerar que tem tratamento. Quanto ao problema legal muitos Promotores no Brasil, segundo revistas especializadas no Brasil, evitam a semi- imputabilidade, pois pode reduzir a pena, e geralmente  que vai para o hospital de Custódia em geral são criminosos diagnosticados com doença mental tratável, o que não é o caso da psicopatia.

        O psicopata no Brasil fica com os criminosos comuns , pois não existe prisão especial para os mesmos.

         O Psicopata, por sua vez, sabe que, caso se comporte bem, seja um preso modelo, sua pena pode ser reduzida, entretanto, por “baixo dos panos”, ele ameaça os outros presos, lidera rebeliões, prejudica a reabilitação dos presos comuns, que passam a desenvolver formas e  sobrevivência, e acabam também agindo com crueldade. O psicopata é organizado, age com calma, prepara minuciosamente suas ações e só as comete quando e onde julgam ideal, trata-se de uma pessoa impulsiva , mas não passional , uma vez que consegue administrar a tensão e o estresse, canalizado para a hora do crime, momento em que geralmente procura subjulgar, humilhar e causar dor, o tipo de crime que comete depende do seu grau de psicopatia. No processo procura manipular todos, seu advogado, peritos, tenta convencer promotores, juízes e a família da vítima de  sua inocência ou de sua insanidade.

          Dessa foram , segundo estudos que fiz e pareceres de especialistas no assunto, o ideal seria, após um julgamento adequado, colocá-los em cadeias especiais, para que possam ser acompanhados por profissionais especializados que determinariam suas possibilidades de sair e voltar a sociedade, pois segundo estatitíscas 70% deles, soltos, voltam a cometer crimes. Os estudos que já foram realizados, dão conta que psicopatas cometem 04(quatro) vezes, mais crimes graves do que bandidos comuns, os especialista afiram que é muito difícil detectar psicopatas antes que pratiquem seus crimes, pois o psicopata é um predador, que se oculta  no cotidiano, é um tigre que estuda a gazela escondido entre os arbustos  e ataca no momento exato, Hugo Merietan, psiquiatra argentino , professor da Universidade de Buenos Aires  diz que : Psicopatas  são atores natos, mestres em se camuflar “.

        Um caso verídico é de “Pedrinho o Matador”, o homem mais temido  da historia das cadeias brasileiras, ícone de uma geração  de bandido, e lenda viva entre as paredes do sistema prisional , não pertencia a nenhuma organização criminosa, agia sozinho, por instituto, gostava de matar, disse ter eliminado mais de 100 presos, 47 deles na prisão, para onde foi mandado aos 18 anos, e atrás das grades passou a cumular novas penas, matando companheiros de prisão.Passou a maior parte de sua vida na prisão.O Psiquiatra José Elias Andreus , foi um dos médicos que analisaram a mente do matador e o descreve como “um psicopata frio, que fala com naturalidade sobre as mortes, sem nenhum remorso, embora fosse um sujeito bom de papo e educado, nunca levantou a mão para ninguém que trabalhava no presídio .

     Segundo Hilda Morana, Presidente do departamento de Psiquiatria  Forense da Associação Brasileira de psiquiatria , o psicopata comete 4 vezes mais crimes violentos que o criminoso comum.

     O psicopata tem uma capacidade de simular arrependimento, tem chances 2,5 maiores de conseguir  liberdade condicional segundo estudo canadense .Mas o tempo na prisão não muda seu comportamento quando retorna a sociedade, sua personalidade o compele a novos crimes . Está comprovado que a psicopatia é um dos prognósticos mais poderosos de reincidência de crimes (segundo o psicólogo forense –Stephan Porter- que realiza pesquisas com psicopatas em prisões. no Canadá) .

   Sádia Consuêlo Candido Pitanga – 2010.

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Sadia Consuelo Candido Pitanga) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados