JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Os ensinamentos de Alice


Autoria:

Gustavo Rocha


Advogado Pós-Graduado Gerente jurídico por 4 anos Membro da comissão especial de Processo Eletrônico da OAB/RS Membro da comissão especial de Fiscalização e Ética Profissional da OAB/RS Membro da comissão permanente de Acesso a Justiça do Conselho Federal da OAB Implanta gestão e softwares jurídicos desde 1997 Sócio da Consultoria GustavoRochacom, inscrita no CRA/RS 003799/O Presta exclusivamente consultoria nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico. 10 anos de consultoria direcionada em escritórios e departamentos jurídicos no Brasil e Portugal Mais de 2000 artigos publicados no portal www.gustavorocha.com Canal no Youtube (gustavorochacom) com aulas, palestras e dicas práticas Palestrante e professor convidado de universidades e cursos de Pós-Graduação pelo país nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico Contato direto: gustavo@gustavorocha.com

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Legal Operations versus Controladoria! #DepartamentoasQuintas
Desenvolvimento Profissional

Desmaterializando o direito
Desenvolvimento Profissional

Perguntas fazem muito mais do que respostas
Desenvolvimento Profissional

Empresa Simples de Crédito e Inova Simples: Conhece?
Desenvolvimento Pessoal

Seja uma autoridade no assunto
Desenvolvimento Pessoal

Mais artigos...

Resumo:

Os ensinamentos de Alice

Texto enviado ao JurisWay em 06/11/2019.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Não qualquer Alice, mas a singular Alice do livro de Lewis Carroll, mais conhecida no Brasil como Alice no País das Maravilhas, que nos brinda com frases memoráveis e muito claras quando aplicadas a gestão, pessoas e quiçá tecnologia.

Este texto é uma homenagem a querida Daiana Wendler da Flint Consultoria, que faz uma apresentação singular da Alice e sua transformação no universo corporativo em seu site.

“Aonde fica a saída?”, Perguntou Alice ao gato que ria. 
”Depende”, respondeu o gato. 
”De quê?”, replicou Alice; 
”Depende de para onde você quer ir…”

Como esta afirmação deveria povoar nossa essência diariamente: Aonde queremos ir? O que estamos fazendo para chegar lá? Como estruturar o caminho para chegar até lá?

Sem uma definição clara de propósito, estamos fadados apenas a circular pela vida, conforme os propósitos dos outros.

Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então.

Outra verdade da vida ignorada pela grande maioria: Não somos seres prontos e acabados, somos seres em eterna evolução, crescimento e evolução.

Fugir desta regra é fugir da existência por si mesma.

“Entenda os seus medos, mas jamais deixe que eles sufoquem os seus sonhos.”

Lute, lute e lute. Se tudo está confuso, pare, escute a si mesmo e eleve templos as virtudes da sua essência e masmorras aos vícios que outrora possam ter povoado a tua existência.

Você não deve viver a vida como outras pessoas esperam que você viva; tem que ser sua escolha, pois quando estiver lutando, você estará sozinho…

Somos sempre nós mesmos e o resto é o resto. Daí o porque de buscar a si mesmo é a busca mais importante da nossa vida.

E não pense que isto é algo pessoal, trata-se da verdade profissional mais basilar: Você é um profissional naquilo que já construiu e evoluiu pessoalmente.

Alice: Quanto tempo dura o eterno?
Coelho: As vezes apenas um segundo.

Aprendamos, portanto, a encontrar a nossa evolução e construção todos os dias, todos os instantes, pois o eterno é o agora e não o amanhã ou o que já passou.

“Dizem que o tempo resolve tudo. A questão é: Quanto tempo?.”

E por esta razão, todo tempo é importante, e medir e principalmente compreender o valor do tempo, não apenas monetário, mas com foco naquilo que realmente importa na sua vida: O que você tem feito com o tempo que tem?

Eles dizem que para sobreviver, você precisa ser louco como um chapeleiro. O que por sorte: eu sou.

E no mundo atual, devemos ser como os loucos chapeleiros, pensar de forma disruptiva, ainda que confusa no início, pois depois tudo começa a fazer sentido:

Se eu tivesse um mundo só meu, tudo seria bobagem. Nada seria o que é, porque tudo seria o que não é. E, ao contrário, o que é, não seria. E o que não seria, seria. Entende?

Leia acima algumas vezes. No início confuso, depois tem nexo e sentido.

Assim como é o mundo disruptivo que estamos passando. Sem muito nexo, causalidade e função. Porém, quanto mais nos aprofundamos em compreendeer, ler este universo, mais ele é conexo, simples e direto.

E diante de todas estas verdades do livro e filme, qual será a sua reação e realidade?

Dúvidas e pensar como Alice?
Vida e simplicidade como chapeleiro?
Quiçá sabedoria e observação como gato?

Todas opções são válidas, desde que a premissa singular seja observada:

Então acha que está mudada, não é? — falou a Lagarta.
Receio que sim. — respondeu Alice.

Pois, mudar é regra que deve sempre basilar nossa existência neste universo em constante evolução e inconstância divina.

Alice: Chapeleiro, você me acha louca?
Chapeleiro: Louca, louquinha ! Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são .

*Todos textos citados foram extraídos do site https://www.pensador.com/frases_alice_no_pais_das_maravilhas

E não tenha medo da mudança, de parecer diferente, diverso daquilo que hoje ainda é posto como certo/reto/ordeiro.

Justamente aos “louquinhos” que devemos a evolução da humanidade!

#SejaDisruptivo #Mude #RepenseosPadrões

#FraternoAbraço

Gustavo Rocha
Consultoria GustavoRocha.com |  Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
Robôs  | Inteligência Artificial  | Jurimetria
(51) 98163.3333  | gustavo@gustavorocha.com  | www.gustavorocha.com

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Gustavo Rocha) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados