JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Qualidades, defeitos ou visão?


Autoria:

Gustavo Rocha


Advogado Pós-Graduado Gerente jurídico por 4 anos Membro da comissão especial de Processo Eletrônico da OAB/RS Membro da comissão especial de Fiscalização e Ética Profissional da OAB/RS Membro da comissão permanente de Acesso a Justiça do Conselho Federal da OAB Implanta gestão e softwares jurídicos desde 1997 Sócio da Consultoria GustavoRochacom, inscrita no CRA/RS 003799/O Presta exclusivamente consultoria nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico. 10 anos de consultoria direcionada em escritórios e departamentos jurídicos no Brasil e Portugal Mais de 2000 artigos publicados no portal www.gustavorocha.com Canal no Youtube (gustavorochacom) com aulas, palestras e dicas práticas Palestrante e professor convidado de universidades e cursos de Pós-Graduação pelo país nas áreas de gestão, tecnologia, marketing jurídico e processo eletrônico Contato direto: gustavo@gustavorocha.com

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

A ética e a inteligência artificial
Desenvolvimento Pessoal

Advocacia 5.0: rolling release
Desenvolvimento Profissional

Quatro pilares do crescimento
Desenvolvimento Pessoal

Cuidado com o Victor!
Desenvolvimento Profissional

Vamos falar de Startups?
Desenvolvimento Pessoal

Mais artigos...

Resumo:

Qualidades, defeitos ou visão?

Texto enviado ao JurisWay em 16/10/2019.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Divido um texto que traz uma reflexão importante nos dias atuais: Só buscamos qualidades nos colaboradores, ou apenas visualizamos seus defeitos ou temos a visão de devemos aproveitar o seu melhor e minimizar o seu pior?

Vejamos:

Dizem que, numa carpintaria ocorreu, certa vez, uma estranha assembleia: uma reunião das ferramentas para acertar suas diferenças.


O martelo exerceu a presidência, mas os participantes notificaram-no que teria que renunciar. O motivo? Fazia muito barulho, sua culpa, mas pediu também fosse expulso o parafuso, argumentando que ele dava muitas voltas para conseguir algo. Diante do ataque, o parafuso concordou, mas por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Disse que era ela muito áspera no tratamento com os demais. A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse a trena, que sempre media os outros, segundo a sua medidas, como se fosse a única perfeita.


Nesse instante, entrou o carpinteiro, reuniu o material e iniciou o seu trabalho. Utilizou o martelo, a lixa, a trena e o parafuso. Finalmente, a rústica madeira transformou-se num fino móvel.


Quando a carpintaria ficou finalmente só, a assembleia voltou à discussão. Foi então que o serrote tomou a palavra e ponderou:


Senhores, ficou evidente que temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha com nossas qualidades, com nossos pontos preciosos.


Assim, não pensemos em nossos pontos fracos, concentremo-nos em nossos pontos fortes.


A assembleia compreendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limar e afinar asperezas e a trena era exata.


Sentiram-se, então, como uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade, e alegres pela oportunidade de trabalhar unidos.


Fato como este ocorre com os seres humanos. Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação torna-se tensa e negativa.


Mas, quando se busca com sinceridade os pontos fortes dos outros florescem conquistas humanas.


É fácil encontrar defeitos. Qualquer um pode fazê-lo. Mas encontrar qualidades e ver atributos no semelhante, isto é para os sábios.


BIBLIOGRAFIA: “ALÉM DO QUE SE VÊ “ – MADRAS EDITORA, 2017


Cláudio Roque Buono Ferreira e Wagner Veneziani

 

Quantas vezes no trabalho ao invés de potencializarmos o melhor do nosso colega, exigimos dele nossas qualidades/atributos?

É justamente na diferença que somamos, que multiplicamos pontos fortes. Se todos forem bom no mesmo quesito, quem irá ser bom naqueles que somos fracos?

É essencial perceber esta realidade e aplicar diariamente na nossa conduta: paciẽncia, relevância e principalmente visão de futuro e de conjunto para aproveitar com sapiência o melhor de cada membro da equipe e ter resultados maravilhosos na diversidade!

Vamos fazer a diferença? Hoje! Agora! Now!

#FraternoAbraço

Gustavo Rocha
Consultoria GustavoRocha.com  |  Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
Robôs  | Inteligência Artificial  |  Jurimetria
(51) 98163.3333  | gustavo@gustavorocha.com  | www.gustavorocha.com

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Gustavo Rocha) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados