JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Benefícios Previdenciários com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Saiba o que são Inventário Judicial e Inventário Extrajudicial


Autoria:

Beatricee Karla Lopes


Drª Beatricee Karla Lopes é Advogada Civilista e Criminalista - OAB/ES 15.171; pós-graduada em Civil e Penal; Escritora de Artigos Jurídicos; Membro Imortal da Academia de Letras da Serra-ES; Comendadora Cultural e Membro Imortal da Academia de Letras de São Mateus-ES; Comendadora Cultural da ONG Amigos da Educação e do Clube dos Trovadores Capixabas; Personalidade Cultural de 2017 do 3º Encontro Nacional da Sociedade de Cultura Latina do Brasil; Poeta; Escritora Literária; e colunista do Portal SBN Notícias - https://portalsbn.com.br/. Contato: (27) 9.9504-4747, e-mail: beatriceekarla@hotmail.com, site: beatriceeadv.wixsite.com/biak, página do Facebook: @DraBeatricee, Grupo no Facebook: @DireitoSBN e Instagran: @DireitoSBN. Para encontrar: #DireitoSBN e #DraBeatricee.

Endereço: Rua Dr. Arlindo Sodré, 370 - Escritório de Advocacia
Bairro: Fátima, Tel.: 9.9504-4747

São Mateus - ES
29933-540


envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

A necessidade ou não da prova pericial grafotécnica nas ações cíveis de nulidade contratual com pedido de danos morais

Possibilidade de produção de prova por réu revel

PECULIARIDADES DA EXECUÇÃO CÍVEL NO ÂMBITO DOS JUIZADOS ESPECIAIS ESTADUAIS

PECULIARIDADES DO DEPOIMENTO PESSOAL NO PROCESSO DO TRABALHO E NO PROCESSO CIVIL.

As custas judiciais e a multa dos embargos de declaração como instrumento de negação de acesso a jurisdição

O Princípio da Inalterabilidade da Sentença

Astreintes: noções gerais sobre as multas cominatórias do processo civil pátrio

DAS QUESTÕES PROCESSUAIS NAS AÇÕES DE COBRANÇA DO SEGURO DPVAT, NO ÂMBITO DOS JUIZADOS ESPECIAIS ESTADUAIS262

A EDUCAÇÃO SUPERIOR EM JUÍZO

MODELO DE IMPUGNAÇÃO DE EXCEÇÃO DE PRÉ EXECUTIVIDADE

Mais artigos da área...

Texto enviado ao JurisWay em 13/08/2018.

Última edição/atualização em 16/08/2018.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Como agir após a morte de um ente querido, para a realização da divisão dos bens entre os herdeiros desse familiar?

Primeiramente será necessário abrir um Inventário, que é um processo em que se faz um levantamento de todos os bens deixados pela pessoa falecida. A partir deste levantamento, se faz uma avaliação e em seguida os bens são divididos entre os herdeiros.

A dúvida é: deve-se buscar o Poder Judiciário para a realização de um Inventário Judicial por meio de uma Ação Judicial, ou deve-se procurar um cartório para a realização de um Inventário Extrajudicial, que dispensa a intervenção do Poder Judiciário?

Pois bem, o Inventário Judicial tem como objetivo encontrar (achar) os bens deixados pelo falecido, para descrevê-los e distribuí-los entre os seus herdeiros. Havendo testamento ou interessado incapaz, proceder-se-á, obrigatoriamente, ao Inventário Judicial, pois é o que reza o caput do art. 610 do Novo Código de Processo Civil (NCPC).

Para a abertura do Inventário Judicial tem-se um prazo de 60 (sessenta) dias contados da morte do falecido, e, caso não se dê a entrada dentro desse prazo, haverá multa por atraso em face daquele que deveria ter realizado a abertura desse Inventário. Quem deve realizar a abertura do Inventário Judicial é quem está na posse e na administração do espólio (a herança), porém, se essa pessoa não fizer, o Inventário poderá ser proposto pelo cônjuge ou companheiro, por um herdeiro, legatário, testamenteiro, cessionário do herdeiro ou do legatário, credor do herdeiro, do legatário ou do falecido, pelo Ministério Público (quando há herdeiros incapazes), pela Fazenda Pública (quando há algum interesse desta), pelo administrador judicial da falência do herdeiro, do legatório, do falecido ou do cônjuge ou companheiro. O local de abertura do Inventário Judicial é o último local em que o falecido possuía domicilio.

O Inventário Extrajudicial está previsto no art. 610, § 1.º, do NCPC. Essa modalidade de Inventário só é possível quando todos os interessados forem capazes e estiverem de acordo com a partilha dos bens, quando então será feito por meio de Escritura Pública.

A Escritura Pública é o documento que possibilitará o ato de registro e também o levantamento de valores depositados em Instituições Financeiras.

O processo de Inventário é uma obrigação imposta por Lei e, independente da modalidade (Judicial ou Extrajudicial), o ADVOGADO é o profissional habilitado para a realização do mesmo.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Beatricee Karla Lopes) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2018. JurisWay - Todos os direitos reservados