JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Resenha Crítica Sobre os textos: Desafios da Real Política Industrial Brasileira do Séc. XXI e Retomando o Debate: A Nova Política Industrial do Governo Lula


Autoria:

Bianca Goulart Cardoso


Estudante de Direito na UPM/SP, décimo semestre.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

O caso dos Denunciantes Invejosos
Filosofia

Resumo:

O presente artigo tem como objetivo analisar os textos Desafios da Real Política Industrial Brasileira do Séc. XXI e Retomando o Debate: A Nova Política Industrial do Governo Lula, para assim entender o desenvolvimento econômico do Brasil

Texto enviado ao JurisWay em 28/04/2017.

Última edição/atualização em 01/05/2017.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Resenha Crítica

 

O texto de Mansueto Almeida tem como objetivo debater dilemas da atual política industrial brasileira, destacando-se problemas envolvidos na implementação de uma política de fomento em setores intensivos em tecnologia de uma economia diversificada, cuja indústria é liberada por setores de baixa e média-baixa tecnologia.

A política brasileira começou a adotar incentivos setoriais conhecidas como políticas indústrias, o autor aborda quatro problemas que essa política pode causar quando o Brasil tenta diferenciar a nova política com a antiga. Resultando em conflitos e contradições.

O Instituto de Pesquisa e Econômica Aplicada tem se empenhado para entender melhor o padrão de inovação e as características das firmas brasileiras que inovam e exportam. Suas pesquisas apontam que o padrão de inserção do Brasil é muito diferente do padrão do comércio internacional. No Brasil prevalece uma exportação de maior concentração em produtos com baixa intensidade tecnologia, opondo-se as exportações dos outros países, que se concentram em produtos de média e alta tecnologia.

Com isso os defensores da política industrial utilizam argumentos para que haja uma mudança na exportação do Brasil, a inovação em setores tecnológicos é importante para o crescimento do país.

Relata como os outros países conseguiram sucesso com as mudanças na política industrial, e como o Brasil adotou medidas em seus setores para que isso também aconteça.

O outro texto, do autor Max Benjamim Ferraz, tem a intenção de descrever a nova política industrial anunciada no governo do ex Presidente Luis Inacio Lula da Silva, analisando a nova política, relatando as suas contribuições.

Aborda também um breve contexto histórico da política industrial no Brasil, mostrando a época que a industrialização começou a ganhar maior importância e quais foram as suas metas e incentivos.

A política industrial começou a ser destaque como uma grande mudança para a economia a parir de 2003, seguindo dois planos: a política industrial, tecnológica e de comercio exterior, de 2004 e a política de desenvolvimento produtivo de 2008.

No Governo Lula foram criadas duas políticas: A Pitce e a PDT. O que são essas duas políticas?

A Pitce constitui-se de conjuntos de providencias que podem ser enquadradas como diretrizes de uma política industrial.

            A PDT aponta para dois conjuntos de metas: as chamadas macrometas, que se é composta por quatro grupos de ações específicas. Sendo:

- Ampliação do investimento fixo.

- Elevação do gasto privado em P e D.

- Ampliação das exportações.

- Dinaminação das MEDs.

A PDP pode ser positiva, pois dentro das suas propostas podemos observar o financiamento para a inovação tecnológica.

Com isso, o autor chega à conclusão que a PDP, por ter sido apresentada em pouco tempo, não permite que seja realizada uma avaliação adequada de seus resultados. Se esse plano trará bom impacto na economia.

O fato é que a política industrial voltou a ser discutida.

Com os textos, percebe-se a ideia dos autores de demonstrar a nova realidade política e como o Brasil está se saindo nessa tarefa de inovações. Pontos críticos de cada um, mas levando em conta o contexto histórico que nosso país se desenvolve ou tenta se desenvolver.

Portanto, a verdade é que, o Brasil começou a se desenvolver tardiamente em relação aos outros países desenvolvidos. Suas políticas ao longo do tempo não foram de grandes sucessos. A inovação e investimentos em tecnologia em exportação pode ser um grande avanço para o Brasil. E seus resultados podem gerar grande crescimento no setor da economia, junto com uma política que aborde todas as questões importantes e que colaborem.

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Bianca Goulart Cardoso) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados