JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Recursos no Novo CPC com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Drogas Sintéticas


Autoria:

Saritha Regina Pedreira Chagas Marino


Estudante de direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

envie um e-mail para este autor

Resumo:

O presente artigo aborda o tema das drogas sintéticas, seu conceito e efeitos.

Texto enviado ao JurisWay em 19/10/2013.

Última edição/atualização em 21/10/2013.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

  

1-    DROGAS SINTÉTICAS: 
 
 

CONCEITO

 

As drogas sintéticas são tidas como entorpecentes cuja fabricação desenvolva-se totalmente em laboratório, por meio de misturas de substancias psicoativas produzidas através de meios químicos os quais os principais componentes ativos não podem ser encontrados na natureza, como no caso das anfetaminas, do  ecstasy e os benzodiazepínicos.  

 

Apesar de criadas artificialmente, possuem efeitos graças a sua semelhança com substancias sintetizadas em nosso organismo, a maioria são criadas com a finalidade de imitar as naturais e obter método de fabricação mais baratos.

  


EFEITOS
 
 

A maioria das drogas sintéticas produz efeitos alucinógeno , estimulantes e até mesmo  depressor, atuando diretamente no sistema nervoso central.

 

As drogas depressoras diminuem a atividade mental, fazendo com que o cérebro funcione de forma mais lenta, desencadeando a redução da atenção, concentração, tensão emocional e a capacidade intelectual, deixa  o individuo  sonolento e  poderá possuir também  o efeito analgésico, por diminuírem o trabalho dos neurônios envolvidos com o processamento da dor

 

Já as drogas estimulantes têm por finalidade acelerar o as atividades mentias e do organismo do usuário , possuem como efeitos mais comuns a diminuição do sono do apetite e o aumento do estado de alerta, da pressão sanguínea e da ansiedade

 

Por fim as drogas perturbadoras, alucinógenas, são aquelas que mais do que aumentar ou diminuir a atividade do sistema nervoso central, mudam a maneira de ele trabalhar, tendo efeito menos quantitativo e mais qualitativo, causando delírios, ilusões ou alucinações, como no caso do LSD.

 

Esta variedade dos efeitos que podem ser causados é consequência de diferentes mecanismos de ação no cérebro. Cada droga desencadeia uma sensação diferente.

 

Nosso organismo no entanto não consegue distinguir a origem desses estímulos desencadeados pelo uso da droga. Por mais que o estimulo não seja “natural”, o prazer causado pela droga é real.

 

 

QUAIS SÃO ELAS?

 

As principais drogas sintéticas proscritas são as seguintes:

 

 A Anfetamina mais comumente conehcida como “Bolinha” ou “arrebite”.  Esta droga é produzida desde 1927 como vasoconstrictor, com ação semelhante à cocaína. Verifica-se que muitas das drogas sintéticas são derivadas de anfetaminascomopor exemplo a PMA (Para-metoxianfetamina), PMMA ( Para-metoximetilanfetamina ). Anfetamina modificada produzida com o nome de “mitsubishi” e DOB ( 2,5-dimetoxi-4-bromoanfetamina ), conhecida desde 1967, podendo ser usado como base para a produção do ecstasy. Atualmente uma das substancias mais conehcidas modificada pela a partir da anfetamina é o Ice, cristal branco semelhante ao gelo. Pode ser injetado, ingerido ou inalado. Surgiu nos anos 80.

 

O LSD 25 (Dietilamida de ácido lisérgico), foi sintetizado em 1938,  sendo usado como alucinógeno a partir da década de 1950, uma substancia que apresenta as mesmas consequencias do que a do LSD é 2-CB ( 4-bromo-2,5-dimetoxifenetilamina), conhecida como “nexus”, bem como 2-CT-7 (2,5-dimetoxi-4(n)-propiltiofenetilamina) e o  D-CB e o 2-CT-7 foram produzidos na década de 70

 

A Quetamina (Special-K) é um anestésico de uso veterinário e humano na forma líquida ou cristal branco que é aspirado pelo usuário. Foi produzido nos anos a partir da década de 1960.

  

O GHB (ácido gama-hidroxibutírico) é usado na forma de sal ou diluído em água comumente conhecido como “ecstasy líquido”  Inicialmente foi produzido como anestésico, e a partir da década de 1960 passou a ser utilizado  como droga alucinógena, apresentnado como dorga derivada a GLB (Gama-butirolactona) utilizada com a mesa finalidade

 

O PCP (Cloridrato de eniciclidina). Pó branco cristalino solúvel em água que surgiu nos anos 70. É inalado, ingerido ou injetado, seu derivado  a  Cetamina,droga anestésica para uso veterinário e humano produzida em 1965, utilizado logo como alucinógeno.

 

A MDMA  popularmente como nome de Ecstasy , extase, é um derivado de anfetamina, comprimido ingerido por via oral. O ecstasy foi sintetizado em 1912, e o seu uso como entorpecente iniciou-se na década de 70 nos EUA.

. 

Por fim os Anabolizantes apresentados como uma versão sintética da testosterona  encontradaos na forma dec omprimidos ou ampolas podendo ser utilizado por via oral ou intramuscular para aumentar a massa corporal e o MPTP (1-metil-4-fenil-1,2,3,6-tetrahidropiridina ) surgiu na década de 80 provocando sintomas semelhantes ao mal de Parkinson.[1]

 


OUTROS ESTUDOS IMPORTANTES SOBRE ELAS.

 

Uma tendência negativa refere-se ao aumento do trafico de consumo de drogas sintéticas.

 

A apreensão anual de metanfetamina duplicou de 2008 até 2010 e chegou a 45 toneladas, graças às operações realizadas na America Central e Ásia.

 

Os consumidores de anfetaminas somam o numero entre 14 milhões e 52 milhões de indivíduos enquanto o numero de usuários de ecstasy fica entre 10 milhões e 28 milhões de pessoas.[2]

A ONU advertiu sobre o crescente consumo de substancias obtidas pela internet e que podem representar um serio risco para a saúde,  uma vez que muitas dessas drogas produzidas em laboratórios, não se conhece os efeitos e reações adversas acarretando serio risco à vida do usuário.

 

Observa-se concomitantemente o aumento na demanda de substancias sintéticas que imitam os efeitos da cannabis, e que podem ser obtidas via “online” ou em lojas denominadas “smsrt shops”

 

Verifica-se no mercado o “boom”  das drogas sintéticas, o Brasil é tido como o pais que apresenta a maior industria químico-farmaceutica da America Latina, sendo quando inexistente a fiscalização sobre a comercialização e a circulação dos insumos químicos, acarretando um potencial para se transformar em um pais de elaboração e oferta de drogas sintéticas.

  



[1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Droga_sint%C3%A9tica

[2] http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,relatorio-da-onu-aponta-aumento-do-mercado-de-drogas-sinteticas,891915,0.htm

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Saritha Regina Pedreira Chagas Marino) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados