JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
Publicidade

Links publicitários abrem em uma nova guia/janela.

Publicidade

Links publicitários abrem em uma nova guia/janela.

Publicidade

Links publicitários abrem em uma nova guia/janela.

JurisWay > Cursos Gratuitos Online > Língua Portuguesa > Tatiane Santana

Uso do Hífen 2 - Prefixos e Sufixos

<< Página
 de
 >>
Tamanho da letra: a a a a a


Gostaria de receber um Certificado JurisWay?

Inscreva-se em um dos Estudos Temáticos abaixo, que englobam também o tema tratado neste minicurso:

Grafia, Pronúncia e Significado das Palavras (Língua Portuguesa)
Certificado com carga horária de 30 horas


Novo Acordo Ortográfico no Brasil (Língua Portuguesa)
Certificado com carga horária de 40 horas


O que são Estudos Temáticos?

São cursos mais extensos que englobam uma série de conteúdos relacionados a um determinado assunto, e que oferecem certificado de conclusão. Os Estudos Temáticos não são gratuitos.

Saiba como funciona o sistema de
Cursos Online com Certificado JurisWay


Dicas JurisWay:


- Você também pode navegar pelas páginas do curso usando as setas de seu teclado.

- Quando chegar na última página, clique em avançar para concluir o curso.


Ajude o JurisWay


- Ao final do curso, dê uma nota de 1 a 10 e deixe um pequeno comentário sobre o conteúdo, dizendo o que mais gostou ou o que não achou legal.

- Aproveite para dar suas sugestões sobre como poderíamos melhorar o conteúdo.

Bons estudos!



Tatiane Santana
Uso do Hífen 2 - Prefixos e Sufixos
Língua Portuguesa


O Novo Acordo Ortográfico reformulou profundamente as regras de uso do hífen, com o objetivo de deixá-las mais claras, resumidas e simples. Veja neste curso as novas regras relacionadas ao uso de prefixos e sufixos.


Palavras-chave: Novo Acordo Ortográfico, hífen, prefixos, sufixos, regras
Iniciar Curso
1 - Prefixos e Sufixos
        1.1 - Introdução
As regras de emprego do hífen eram muitas, o que trazia tantas dúvidas que muitos acreditavam que não havia regras bem definidas. O Novo Acordo Ortográfico reformulou profundamente as regras de uso do hífen, com o objetivo de deixá-las mais claras, resumidas e simples. Este curso, segundo da série Uso do Hífen, trata exclusivamente das regras estabelecidas pelo Novo Acordo Ortográfico relacionadas ao uso de prefixos e sufixos. Veja os outros títulos da série:

  • Uso do Hífen 1 - Verbos, Compostos, Locuções e Sequências de Palavras
  • Uso do Hífen 3 - Casos em que o hífen não é usado
  • Assim, caso ainda não o tenha feito, recomendamos que você leia o primeiro curso da série antes de continuar.

    1.2 - Prefixos
    1ª Regra - Vogais iguais

    O hífen é usado quando o prefixo terminar com a mesma vogal que inicia a segunda palavra. Essa regra vale para todos os prefixos terminados por vogal, exceto co-, pro-, pre- e re- (como veremos mais tarde). Veja alguns exemplos:

  • anti-inflamatório, auto-observação, entre-eixo, micro-ondas,
  • semi-interno, sobre-estimar, supra-auricular


  • Atenção: em alguns casos consagrados pelo uso, as vogais iguais acabaram por se fundir, como em telespectador, radiouvinte, aguardente.

    Veja uma pequena lista dos prefixos mais comuns terminados por vogal:

    agro-, albi-, alfa-, ante-, anti-, arqui-, auto-, beta-, bi-, bio-, contra-, deca-, eletro-, entre-, euro-, foto-, geo-, giga-, hétero-, hidro-, infra-, iso-, macro-, mega-, multi-, poli-, pseudo-, semi-, sobre-, neuro-, orto-, tri- etc.
    2ª Regra - Consoantes iguais

    O hífen é usado quando o prefixo terminar com a mesma consoante que inicia a segunda palavra.

    Veja alguns exemplos:

  • Ad-digital, ad-digitalizar, hiper-requintado,
  • inter-racial, inter-regional, inter-resistente,
  • sub-base, sub-bibliotecário, sub-braquial,
  • super-revista
  • 3ª Regra - pós-, pré-, pró-

    Usa-se o hífen em prefixos acentuado graficamente, como pós-, pré- e pró-:

    Pós:

    - Pós-graduação, pós-tônico

    Pré:

    - Pré-cozido, pré-escolar, pré-história, pré-natal, pré-requisito,

    Pró:

    - pró-ativo, pró-europeu

    4ª Regra - prefixo terminado em -m e -n +palavra com vogal, h-, m- e n-

    O hífen também será empregado se o prefixo terminar em -m ou -n e a segunda palavra se iniciar por vogal, h-, m-, ou n-. Confira:

  • Circum-escolar, circum-hospitalar, circum-murado, circum-navegação
  • Pan-africano, pan-americano,
  • pan-harmônico, pan-hispánico,
  • pan-mágico, pan-negritude
  • 5ª Regra - ex-, sota-, soto- , vice-, vizo-

    Usa-se o hífen sempre que os prefixos forem ex- (sentido de anterioridade ou cessação), sota- e soto- (inferioridade, abaixo de, subordinação), vice- ou vizo- (substituto, inferior). Veja alguns exemplos:

  • ex-almirante, ex-diretor, ex-hospedeira, ex-marido, ex-ministro,
  • ex-presidente, ex-primeiro-ministro, ex-rei
  • sota-almirante, sota-capitão, sota-mestre, sota-ministro,
  • soto-almirante, soto-capitão, soto-pôr,
  • vice-presidente, vice-reitor, vice-governador
  • vizo-rei
  • 6ª Regra - prefixo terminado em vogal, -r ou -b + palavra com h-

    Haverá hífen quando o prefixo terminar por vogal, -r ou -b, e a segunda palavra se iniciar com h-. Veja:

  • adeno-hipófise, anti-hemorrágico, anti-herói, auto-hipnose,
  • bio-histórico, extra-hepático, geo-história, giga-hertz,
  • hiper-hidrose, inter-hemisfério, infra-hepático, neo-humanismo,
  • pseudo-herói, semi-homem, sobre-humano,
  • sub-hepático, sub-humano, super-homem, tri-hídrico
  • 7ª Regra - prefixo terminado em -b e -d + palavra com r-

    Quando o prefixo terminar com -b ou -d e a segunda palavra se iniciar com r-, haverá hífen. Veja:

  • ab-rupto, ob-rogar, sob-roda, sub-reitor, sub-réptil, sub-rogar
  • ad-renal, ad-referendar


  • Exceções consagradas pelo uso: adrenalina e seus derivados.

    Ab-rupto ou abrupto?

    Essa ainda é uma questão polêmica. O professor e acadêmico Evanildo Bechara, que será a autoridade máxima no Brasil para decidir as possíveis pendências com relação ao Novo Acordo Ortográfico, indica como "preferível" a forma com hífen ab-rupto, de acordo com as regras citadas na página anterior.

    Entretanto, em muitos dicionários, a forma com hífen (ab-rupto) já não era nem listada, apesar de muitos deles indicarem no vocábulo abrupto a pronúncia ab-ru ou ab-rru, ou seja, separando o prefixo "ab" de "rupto". Diversos gramáticos também já manifestaram preferência pela forma "abrupto", sem hífen, defendendo, inclusive, a pronúncia natural, sem separação.

    Para encerrar a questão, verifica-se que o VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa), produzido pela ABL (Academia Brasileira de Letras) após o Acordo Ortográfico registra tanto a forma ab-rupto quanto abrupto.
    Exceções: Prefixos co-, pro-, pre- e re-

    Os prefixos co-, pro-, pre- e re-, que terminam com vogal, normalmente se unem à segunda palavra, sem hífen, independente da letra com que esta inicie.

    Exceções à 1ª Regra: Vogais iguais:

    - Coobrigar, coobrigação, coordenar, cooperar, preeleito, preeminência, preestabelecer, preexistir, preexistente, reedição, reedificar, reeducação, reeleição, reentrar, reescrever.

    Exceções à 6ª Regra: Vogal + h- (Nesses casos, o H será suprimido)

    - Coabitar, coerdeiro, reidratar, reumanizar, reabituar, reabilitar, reaver

    Outros casos, que não constituem exceção:

    - Coautor, coedição, cofator, propor, prolepse, proeminente, refazer, remarcar

    1.3 - Sufixos
    Emprega-se o hífen em vocábulos formados pelos sufixos de origem tupi -açu (grande), -guaçu (grande), -mirim (pequeno), se o primeiro elemento acabar em vogal acentuada graficamente ou por tônica nasal:
  • Andá-açu; Cajá-mirim; Sabiá-guaçu; Amoré-guaçu; Capim-açu; Arumã-mirim; Socó-mirim.

  • Nos casos em que não forem acentuados, os vocábulos são usados sem hífen:
  • Jiboiaçu; Cajumirim; Mojimirim.

  • Institucional

    O que é JurisWay
    Por que JurisWay?
    Nossos Colaboradores
    Profissionais Classificados
    Responsabilidade Social no Brasil



    Publicidade

    Anuncie Conosco



    Entre em Contato

    Dúvidas, Críticas e Sugestões



    Seções

    Cursos Online Gratuitos
    Vídeos Selecionados
    Provas da OAB
    Provas de Concursos
    Provas do ENEM
    Dicas para Provas e Concursos
    Modelos de Documentos
    Modelos Comentados
    Perguntas e Respostas
    Sala dos Doutrinadores
    Artigos de Motivação
    Notícias dos Tribunais
    Notícias de Concursos
    JurisClipping
    Eu Legislador
    Eu Juiz
    É Bom Saber
    Vocabulário Jurídico
    Sala de Imprensa
    Defesa do Consumidor
    Reflexos Jurídicos
    Tribunais
    Legislação
    Jurisprudência
    Sentenças
    Súmulas
    Direito em Quadrinhos
    Indicação de Filmes
    Curiosidades da Internet
    Documentos Históricos
    Fórum
    English JurisWay



    Áreas Jurídicas

    Introdução ao Estudo do Direito
    Direito Civil
    Direito Penal
    Direito Empresarial
    Direito de Família
    Direito Individual do Trabalho
    Direito Coletivo do Trabalho
    Direito Processual Civil
    Direito Processual do Trabalho
    Condomínio
    Direito Administrativo
    Direito Ambiental
    Direito do Consumidor
    Direito Imobiliário
    Direito Previdenciário
    Direito Tributário
    Locação
    Propriedade Intelectual
    Responsabilidade Civil
    Direito de Trânsito
    Direito das Sucessões
    Direito Eleitoral
    Licitações e Contratos Administrativos
    Direito Constitucional
    Direito Contratual
    Direito Internacional Público
    Teoria Econômica do Litígio
    Outros



    Áreas de Apoio

    Desenvolvimento Pessoal
    Desenvolvimento Profissional
    Língua Portuguesa
    Inglês Básico
    Inglês Instrumental
    Filosofia
    Relações com a Imprensa
    Técnicas de Estudo


    Copyright (c) 2006-2014. JurisWay - Todos os direitos reservados

    Tempo gasto : 156,25 milésimos de segundos