JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Proibição de Renunciar ao Cargo.


Autoria:

Luís Gustavo Bruno Piacesi


Bacharel Advogado, consultor jurídico, formado em 2004. Técnico em Transações Imobiliárias - Corretor de Imóveis, formado em 2011.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

A responsabilidade civil do notário em reconhecimento de firma

A RESPONSABILIDADE CIVIL NO CRIME DE HOMICÍDIO

AS CAUSAS EXCLUDENTES DA RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO E O DIREITO DE REGRESSO

O JUIZ EM JUÍZO: A RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR ATOS JURISDICIONAIS NO CONTENCIOSO CÍVEL E A DESCONSTITUIÇÃO DA COISA JULGADA COMO REQUISITO PARA A AÇÃO INDENIZATÓRIA

Bulliyng é Crime e Cabe Processo Por Dano Moral

TEORIA DO VALOR DO DESESTÍMULO

EM TEMPO DE CRISE, ENTENDA UM POUCO SOBRE EMPRÉSTIMO COM DESCONTO EM FOLHA DE PAGAMENTO

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ADVOGADO

RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR CONDUTA OMISSIVA : uma análise Doutrinária e Jurisprudencial sobre as controvérsias Teóricas

A Responsabilidade Civil por Dano Existencial O Desrespeito às Minorias Sexuais

Mais artigos da área...

Resumo:

Políticos cassados não podem renunciar ao cargo.

Texto enviado ao JurisWay em 03/03/2010.

Última edição/atualização em 19/03/2018.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Um outro tema a ser abordado sobre política é a eterna medíocre e podre mania que os políticos acusados de corrupção e alguns outros crimes têm em renunciar a seus mandatos para não perderem direitos políticos.

Não há que se ter tal "privilégio". Se foi eleito para algum cargo público, que seja homem suficiente de arcar com seus erros e ser exemplarmente punido. Aos honestos, não há com o que se preocupar. Aos desonestos, por renunciarem a seus cargos, fica demonstrado que algum culpa têm.

Aqui não está, de forma alguma, julgando quem quer que seja, pois julgamentos não cabem a nós, seres humanos, mas sim a Deus Pai Todo Poderoso. Porém, se tratando dos diversos casos pela imprensa apresentados bem como pelos detentores de cargos públicos de lados opostos que acusam "A" ou "B" daprática de algum delito, não há que se falar em renúncia do cargo.

É engraçado como candidatos de lados opostos criticam seus adversários mas não os apaludem nas boas obras realizadas. Fazem propaganda contra Indivíduo "A" ou "B" somente daquilo que eles consideram errado. Não fazem tais obras e criticam quem as fazem. Deveriam andar juntos para o progresso do país, se é que querem de fato o progresso. Se não querem, aí sim renunciem a seus cargos e deixem quem quer trabalhar sério trabalhar.

Se "A" concorre a um cargo e vence as eleições, não cabe a "B" ficar se opondo a tudo que "A" faz ou pretende mas sim, apoiá-lo no que for preciso ao invés de ficar "enchendo de bobagens" os ideias daquele que venceu.

Estamos no século 21, estamos no ano de 2010. Estamos em tempos muito difíceis para a humanidade. Nosso tempo de amor ao próximo está se esgotando e ainda tem gente que insiste em atrapalhar.

Abrimos nossos olhos, nossos ouvidos e nossas mentes para o recado que Deus tem nos dado ao longo do infinito. Somente com amor poderemos evitar tais absurdos cometidos na política do nosso país.

Não à renuncia. Ou então não se candidate a nenhum cargo político ou público ou seja lá qual for se tiver possibilidades de renunciar para não perder os direitos.
Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Luís Gustavo Bruno Piacesi) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Comentários e Opiniões

1) Joilson Silva (29/03/2010 às 08:44:19) IP: 200.230.57.15
Caro Luís Gustavo;
brilhante a sua exposição sobre o que chamo "festival de corrupção" no cenário da política brasileira. Peço vênia para refletir de forma diversa, quando você diz que o julgamento de tais pessoas não cabem a nós, seres humanos, mas a Deus Pai Todo Poderoso. Em se tratando de crimes praticados contra a Administração Pública e contra a ordem jurídica, defendo a ideia de que compete aos Tribunais julgar e não a Deus, pois este escolheu aqueles para esta tarefa.
Saudações!
2) Lili (31/03/2010 às 11:15:17) IP: 187.36.89.115
Eu acho uma cachorrada,uma forma de enganar o povo; porque se cometei un crime , voce tem que pagar , mais quem faz a leis são eses cachorros, por isso,é que eles usão essa forma de burla a lei.É como , Voce atirar em alguém, com arma fogo, e falar vou entregar, o revolver por isso não vou ser preso .Um forma de pagar o que fez é pagar pelo que foi feito. Resposta :Luiz Gustavo.


Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados