JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Pente Fino do INSS e a MP Nº 871 de 18/01/19. Quais as principais mudanças do Auxilio doença, Aposentadoria por Invalidez


Autoria:

Marcio Santos


Advogado atuante desde 2010 na Comarca de Diamantina/MG. Graduado pela FCJ/UEMG-Unidade Diamantina. Pós graduado em Administração Pública Municipal pela UFVJM. Com escritório de Advocacia e Consultoria Jurídica situado a Rua das Monteiras, 91A Largo do João, Diamantina/MG - CEP 39.100-000 - Fone/WhatsApp 38 3531 3677

Endereço: Rua das Monteiras, 91A
Bairro: Largo Dom João

Diamantina - MG
39100-000

Telefone: 38 35313677


envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Você Nunca Passará na OAB
Técnicas de Estudo

Outros artigos da mesma área

Da Contribuição do Município para custear o Regime Próprio de Previdência (RPP) de seus servidores.

Acrescimo Assitencial de 25% nas aposentadorias por idade e contribuição

O direito dos professores na aposentadoria sem a incidência do fator previdenciário

ENSAIO SOBRE APOSENTADORIA ESPECIAL

Principais Divergências Existentes no Auxílio Doença Comum (B 31) e Acidentário (B 91)

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇAO - Com renda proporcional e integral

"DANO MORAL PREVIDENCIÁRIO: UM INSTITUTO NECESSÁRIO"

Reestabelecimento de auxílio doença

Auxílio doença, aposentadoria por invalidez e outros benefícios por incapacidade laborativa

A SOLIDARIEDADE SOCIAL E A CONTRIBUTIVIDADE COMO SUSTENTÁCULOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

Mais artigos da área...

Resumo:

Com o objetivo de combater fraudes, irregularidades, revisar benefícios por incapacidade, reduzir judicialização e gastos com benefícios indevidos ou pagos a maior, foi criada a Medida Provisória nº 871 de 18/01/2019.

Texto enviado ao JurisWay em 07/06/2019.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Com o objetivo de combater fraudes, irregularidades, revisar benefícios por incapacidade, reduzir judicialização e gastos com benefícios indevidos ou pagos a maior, foi criada a Medida Provisória nº 871 de 18/01/2019.

Esta Medida Provisória promoveu alterações na legislação que rege a organização da Seguridade Social, em especial a Previdência Social, com foco na melhoria da gestão do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Com o intuito de implementar as novas medidas regulamentadas pela referida MP foi instituído o Programa Especial para Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidade e o Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade.

Os segurados que se enquadrarem nas situações passíveis de revisão poderão ser notificados pelo banco ou pelos correios. Eles terão prazo de 10 dias para apresentar defesa sobre a irregularidade apontada.

Se a defesa não for apresentada o benefício ficará suspenso. Se apresentada a defesa e esta não for aceita pelo INSS a pessoa ainda poderá recorrer no prazo de 30 dias.

Nos casos específicos dos segurados que possuem algum benefício por incapacidade, seja o Auxilio Doença ou a Aposentadoria por Invalidez, e que não tenha passado por perícia a mais de 6 meses, poderão ser submetidos a nova Perícia para revisão do direito ao benefício.

Outro detalhe importante é que a MP 871 de 18/01/2019 cancelou a isenção de revisão dos aposentados por invalidez com mais de 55 anos. A partir da referida MP estão isentos à revisão do benefício somente os aposentados por invalidez com 60 anos ou mais.

Por fim, é importante destacar que o segurado que for convocado para nova perícia e ter o seu benefício cortado poderá recorrer, sendo de fundamental importância que tal recurso seja formalizado por advogado especialista em direito Previdenciário, que deverá observar os prazos para defesa e recursos cabíveis, objetivando resguardar o direito ao contraditório e a ampla defesa, caso o segurado entenda ser injusta a cessação do seu benefício.

O presente artigo foi útil? Deixe aqui o seu comentário...

Em breve trataremos de outras mudanças trazidas pela MP nº 871.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Marcio Santos) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados