JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

História do Direito como matéria primordial para o aluno de Direito


Autoria:

Beatriz Dos Santos Bittencourt


Sou acadêmica em Direito da faculdade FANESE, venho com o objetivo de apresentar a importância da matéria de História do Direito para o acadêmico em Direito.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

PODE-SE DIZER QUE O CONTRATO DE COMPRA E VENDA TEM SUA ORIGEM NO CONTRATO SOCIAL DE ROSSEAU?

IBGE: CRESCE A MISÉRIA E A FOME NO BRASIL

" ESCOLA, EDUCAÇÃO, FAMÍLIA E SOCIEDADE "

A socialização do Estado é indispensável num Estado Democrático de Direito?

OBESIDADE: O NOVO DESAFIO À POLÍTICA DE SAÚDE DO SUS

A IMPORTÂNCIA DOS CONSELHOS TUTELARES NA EFETIVA PROTEÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

A TUTELA SEGUNDO O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: UMA ANÁLISE SINTÉTICA SOBRE O INSTITUTO PROTETIVO DO MENOR APÓS AS MODIFICAÇÕES DA LEI 12.010/09.

A CONTRIBUIÇÃO DO DIREITO PRIVADO NA CONSTRUÇÃO DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO

DA POSSIBILIDADE JURÍDICA DA LAVRATURA DE ESCRITURA PÚBLICA DE ESTABELECIMENTO DE DIRETIVAS ANTECIPADAS DE VONTADE.

A IMPORTÂNCIA DA PSICANÁLISE PARA O DIREITO: uma análise da formação de um serial killer sob uma perspectiva freudiana

Mais artigos da área...

Resumo:

A disciplina História do Direito vem sendo cada vez mais exigida no curso de Direito,o artigo tem como objetivo explicar a importância da matéria.

Texto enviado ao JurisWay em 01/05/2016.

Última edição/atualização em 03/05/2016.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

História do Direito como matéria primordial para o aluno de Direito

 

Beatriz dos Santos Bittencourt

Acadêmica em Direito da faculdade Fanese

 

Sumário: 1 .Introdução. 2. Conceito de Direito. 3. Ligação entre Direito e História. 4. Conclusão. 5. Referências

 

Resumo: A disciplina História do Direito vem sendo cada vez mais exigida no curso de Direito, pois descreve todos os acontecimentos jurídicos ocorridos desde a antiguidade até os dias atuais. Tem como objetivo explicar as relações entre Direito e sociedade, explica o que o Direito fez, é relevante pois ensina o que o Direito é.

Palavras-Chaves: Disciplina. História. Direito. Relação. Sociedade 

 

1- Introdução

 

 

História do Direito é a parte da história geral que examina o direito como fenômeno sociocultural, inserido em um contexto fático. Matéria ligada por fontes históricas, documentos jurídicos, agentes e instituições legais. A História do Direito possui uma natureza interna constituída pelas instituições públicas e privadas, é uma natureza externa composta pelas fontes que influenciam o Direito: leis, jurisprudência. Tem como objetivo ensinar como o Direito atual se formou e se desenvolveu, além de realizar uma análise crítica das legislações passadas e produzir uma interpretação crítica dialética das ideias norteadoras que influenciam o Direito.

 

2- Conceito de Direito

 

 

A palavra “Direito’’ vem dos Romanos antigos e é a soma das palavras DIS (muito) + RECTUM  (justo, certo), isto é, aquilo que é muito justo; tem muita justiça. Direito é o conjunto de normas para a aplicação da justiça e a minimização de conflitos em uma determinada sociedade. Segundo Flávia Lages, a sociedade não existiria sem o homem, as regras e as normas, pois é o Ser Humano quem faz o Direito e é pra ele que o Direito é feito, como expressa Vicente Ráo:

 

  “O Direito pressupõe, necessariamente, a existência daquele ser e daquela atividade. Tanto vale dizer que pressupõe a coexistência social, que é o próprio homem’’ (RÃO, Vicente. O direito e a vida dos direitos. 5. Ed. São Paulo; 1999. p. 51.

 

 

Direito é, pois, um conjunto de normas de condutas que seguem o homem desde o seu nascimento até a sua morte, ou seja, é inerente ao homem. Cada sociedade formula o que vai ser feito, o que vai ser legislado de acordo com suas culturas, tradições e suas eras históricas.

 

 

3- Ligação entre Direito e História

 

 

José Lopes, no livro “O Direito na história’’ irá destacar como pontos de ligação entre Direito e história o uso de métodos. Alguns métodos da Nova História serão utilizados também pela Nova História do Direito. Já Flavia Castro, irá destacar com pontos, o homem e a cultura. Ela irá dizer que cultura é o processo pelo qual o homem acumula experiência. Para ela, tudo o que o homem produz é fruto  da cultura.  O conceito moderno de cultura foi cunhado no século XIX por Edward Tylor em uma abordagem antropológica, segundo o qual a cultura é o conjunto de hábitos e costumes. A cultura é passageira e histórica, ela depende do momento em que o indivíduo está vivendo para obter características que possam defini-la. 

 

 

4- Conclusão

 

 

É notável a importância do estudo da disciplina História do Direito na formação acadêmica jurídica pois é partir dela que percebe-se todo o processo evolutivo na história do Direito, e sua relevância na fundamentação do Direito como é visto na sociedade atual, além disso é fundamental na descrição de fatos ocorridos em uma determinada época. É de suma importância, pois, visa compreender as diversas transformações nos diversos povos, do ponto de vista jurídico, sendo assim, a base fundamental para a formação dos futuros juristas.

 

 

5- Referências

 

 

CASTRO, Flávia Lages. História do Direito Geral e Brasil. Rio de Janeiro. Lumem Juris, 2010.

COULANGES, Numa- Denny Fustel – A família In: A cidade Antiga.

WOLKMER, Antônio Carlos. Fundamentos da História do Direito. Belo Horizonte: Del Rey, 2010.

 

 

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Beatriz Dos Santos Bittencourt) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados