JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Servidor Público na Lei 8.112 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A possibilidade do uso das Práticas Restaurativas no ambiente Empresarial para prevenção e resolução de conflitos interpessoais e organizacionais


Autoria:

Bibiana Rabaioli Prestes


Advogada e Gestora Legal

envie um e-mail para este autor

Resumo:

1Resumo realizado para publicação no Entrementes, 11ª Semana Acadêmica da FADISMA.

Texto enviado ao JurisWay em 03/09/2014.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

No ambiente empresarial convivem diariamente pessoas que têm uma relação profissional entre si e, dessa relação depende o bom desempenho e evolução da atividade empresarial. Para que tudo ocorra da melhor forma possível é imprescindível que a relação entre as pessoas seja equilibrada, em forma de colaboração. Porém, é difícil manter sempre esse status e, às vezes, ocorrem conflitos que vão afetar direta ou indiretamente o desenvolvimento da atividade empresarial e/ou nas relações entre Empresas, trazendo uma situação desconfortável e dispendiosa. Os conflitos interpessoais são os que ocorrem entre duas ou mais pessoas, e podem tornar o dia-a-dia de trabalho complicado para as pessoas envolvidas. Já os conflitos organizacionais são aqueles que, podendo ou não terem sido gerados por duas ou mais pessoas, vão atingir diretamente a abrangência de uma equipe ou toda a organização de uma Empresa. Para evitar que conflitos aconteçam, as Práticas Restaurativas desempenhadas por pessoas qualificadas pelo conhecimento na elaboração de “Círculos de Construção da Paz”, “Objeto da Palavra” e, também com o grandioso apoio da “Comunicação Não Violenta”, são um método eficaz na prevenção de conflitos, podendo ser executadas uma vez por mês ou na frequência que acreditarem necessária pela Empresa, com a participação de todo o quadro de trabalhadores, direção e gerência para possibilitar uma reflexão e a colocação com pontos positivos/negativos, para fazer um check-in geral das relações. No caso de um conflito aparente e já instaurado se faz necessário analisar quais são as necessidades de cada ator, quais as consequências e refletir na busca de uma solução da forma mais positiva possível. Um conflito não quer dizer necessariamente que seja ruim, depende da forma que se lidará com ele, isso determinará se poderão ser extraídos pontos positivos ou não, e pode, por vezes, trazer uma mudança benéfica na organização, pois estimula a criatividade para soluções. Assim como na prevenção de conflitos, um conflito já instaurado pode ser objeto de Práticas Restaurativas, pois muito comumente os conflitos são gerados por algum erro de comunicação e as Práticas Restaurativas possibilitam que as pessoas se comuniquem expondo suas opiniões, seus sentimentos, suas ideias e esclarecimentos acerca do ocorrido por meio de um ambiente seguro, leve, calmo, através do diálogo, respeitando o momento de cada um e os princípios e valores que norteiam as Práticas Restaurativas na busca de resultados positivos para restauração da relação conflituosa.

Palavras-chaves: Empresas. Práticas Restaurativas. Resolução de Conflitos.

Referências Bibliográficas:

SENAC, Curso de Administração de Conflitos. Acessado em 16 de agosto de 2014.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Bibiana Rabaioli Prestes) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados