JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Novo CPC com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A VINGANÇA DA NATUREZA


Autoria:

Fabiano Barroso


Advogado militante na Baixada Santista desde 1997, atuando nas áreas cível e criminal. Formado em Direito pela Unisantos - Universidade Católica de Santos. Pós-Graduado em Direito do Estado pela Universidade Cândido Mendes/RJ.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

SANEAMENTO BÁSICO: MELHORES E PIORES INDICADORES

MOBILIDADE URBANA E O USO DA BICICLETA COMO MÉTODO ALTERNATIVO DE LOCOMOÇÃO

O E-LIXO E O SISTEMA DE LOGÍSTICA REVERSA CRIADO PELA LEI DO PLANO NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS - PNRS

A RESPONSABILIDADE PENAL AMBIENTAL E AS SANÇÕES PARA A PESSOA JURÍDICA NA LEI N° 9.605/98 - BREVES CONSIDERAÇÕES

A RESPONSABILIDADE AMBIENTAL DO GESTOR PÚBLICO SOB O PRISMA DOS PRINCÍPIOS DA PREVENÇÃO E PRECAUÇÃO

Seu condomínio é verde?

O aquecimento global

CONTROLE JUDICIAL DO LICENCIAMENTO AMBIENTAL

A POLÍTICA NACIONAL DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS COM BASE NA LEI 9.433 DE 1997

O PRINCÍPIO DA RESPONSABILIDADE NA EFICÁCIA DO DIREITO FUNDAMENTAL AO MEIO AMBIENTE COMO FUNDAMENTO JURÍDICO PARA A SUSTENTABILIDADE

Mais artigos da área...

Resumo:

natureza, destruição, atos do homem

Texto enviado ao JurisWay em 17/03/2013.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

O nível do mar avança. Aqui na Baixada Santista, o mar está engolindo a Praia do Gonzaginha, em São Vicente. A Praia do Góes, no Guarujá, está desaparecendo. Em Santos, as constantes ressacas marinhas insistem em derrubar as muretas de proteção na Ponta da Praia, e a maré avança sobre a avenida.

 

As chuvas constantes em alguns lugares do mundo causam catástrofe e destruição. Em São Paulo toda vez que chove, é melhor começar a rezar.

 

Tornados, furacões, tempestades violentam impiedosamente diversas cidades do mundo. Poluição da atmosfera causada pelas indústrias químicas e congêneres. Derramamento de óleo no mar com nefastas conseqüências para os mangues, fonte de reprodução de diversas espécies marinhas. Indústrias que extraem minério do solo escavam imensos buracos onde antes havia montanhas.

 

O desmatamento coloca a Amazônia em perigo. Especialistas afirmam que a Hiléia Verde poderá sofrer um processo de “savanização” e virar cerrado. Animais ameaçados de extinção avançam sobre as urbes em busca de alimento, pois seu ambiente natural foi devastado. Dias atrás uma onça parda foi capturada na região metropolitana de Belo Horizonte.

 

O aquecimento global cobra seu preço... Nunca, em tão pouco tempo, na história da humanidade, o clima sofreu tantas mudanças, causado pelas (más) ações do homem.

 

Nos últimos anos, com o avanço da tecnologia, a empreitada de estragos ao meio ambiente tem se tornado cada vez mais funesta.

 

Em breve tudo estará terminado, e nada restará para ser explorado ou morto, e só então começará a real vingança da natureza. Por enquanto estamos diante de demonstrações de fúria, cólera... avisos que o ser humano teima em ignorar.

 

A desforra virá quando só pudermos contemplar a paisagem nua, onde antes havia vegetação. Quando os leitos dos rios secarem devido ao desmantelamento da mata ciliar. Quando os peixes começarem a desaparecer por força dos dejetos jogados no oceano. Quando as espécies silvestres extinguirem-se por completo, pois o homem as “desapropriou” de seu habitat. Quando o ar estiver tão carregado de CO2 que será impossível respirar. Quando não houver mais o canto dos pássaros.

 

Quando só restarem sobre a face da terra as cicatrizes desta tortura diária contra a Natureza, não haverá mais vida, não haverá mais alegria, apenas trevas e desolação, e arrependimento, mas será tarde demais...

 

Todo o mal que o homem faz retorna para ele, o bem, contudo, é enterrado com seus ossos, já disse Shakeaspere, em alguma de suas peças. Apesar de não gostar desta frase, começo a pensar que ela é verdadeira... Verdadeiramente triste.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Fabiano Barroso) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Comentários e Opiniões

1) Samuel (17/12/2013 às 10:56:46) IP: 177.208.107.181
O mundo e seus habitantes precisam conscientizar-se da importância de se preservar a natureza em benefício da própria raça. Caso as avarias a ela (natureza) continuarem; a humanidade estará fadada ao extermínio.


Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados