JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor

Últimos artigos

Procon-SP autuou 30 empresas durante a Operação Inverno
19/07/2012

PF prende 26 em operação para reprimir garimpo ilegal em Roraima
19/07/2012

Aprovado projeto sobre esclarecimento ao consumidor quanto ao padrão digital
19/07/2012

Governo prorroga licenciamento compulsório das patentes do antirretroviral Efavirenz
19/07/2012

Saiba o que levar em consideração ao visitar um feirão de imóveis
19/07/2012

Veja as dicas do Procon de como planejar um casamento
19/07/2012

Ipem-SP reprova 33% dos cronotacógrafos fiscalizados em rodovias e empresas no primeiro quadrimestre
19/07/2012

Programa no Rio Grande do Sul ensina a cuidar de nascentes e reservatórios de água
19/07/2012

Governo quer mudar regras de portabilidade bancária
19/07/2012

Yamaha faz recall de veículos aquáticos
19/07/2012

Mais artigos...

 

Aprenda a evitar doenças respiratórias causadas pelo frio

Fonte: R7 Notícias 7/5/2012

Texto enviado ao JurisWay em 19/07/2012.

indique está página a um amigo Indique aos amigos



Fazer inalações, ventilar locais e beber bastante água são dicas dadas por pediatra 

Rápidas quedas de temperatura, como as que aconteceram nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro nos últimos dias, trazem inevitavelmente um aumento no número de pessoas com gripes e resfriados. Logo que os termômetros começam a cair, surgem aqueles conhecidos sintomas como tosse, espirros, coriza, febre e dor de garganta. Há uma forma de evitar ser pego por essas doenças?

O pediatra Fernando Dominguez Gonzalez, do Hospital Infantil Cândido Fontoura, sugere que, em períodos mais frios e secos, as pessoas fiquem em lugares com maior ventilação, além de cuidar bem da alimentação, ingerindo muitas frutas, verduras e legumes. O consumo de líquidos também é uma medida que o médico aponta como indispensável.

— É essencial que a pessoa beba bastante água. Aquela que não bebe pode ter certeza que terá mais chances de pegar um resfriado ou uma gripe. Não só água, como também sucos de frutas: laranja, acerola, maracujá, pois contêm bastante vitamina C.

Para o pediatra, colocar uma bacia com água no quarto é uma boa dica. Esse procedimento evita irritações nasais e previne problemas respiratórios. Da mesma forma, é importante fazer inalações e usar o umidificador para que não haja acúmulo de bactérias em casa ou no trabalho.

Para aqueles que já têm problemas respiratórios, como asma ou bronquite, recomenda-se a continuação do uso dos medicamentos. Além da prevenção em casa, é necessário que haja um acompanhamento médico.

O pediatra desaconselha, no entanto, o uso de aquecedor, para evitar que o corpo fique exposto a temperaturas muito diferentes – do ambiente externo e de dentro da casa, por exemplo.

Doenças respiratórias

Crianças e idosos são os mais suscetíveis a contrair essas doenças e mais sensíveis a reações alérgicas. Gonzalez explica que, nas crianças, a imunidade ainda está incompleta, enquanto que, nos idosos, já está em queda.

A rinite é a mais comum das doenças respiratórios desta época.

— Rinite é uma inflamação das mucosas do nariz. As causas são variadas: pode ser uma alergia, uso de produtos químicos irritantes, medicamentos e até resfriados. Mas é muito comum o surgimento da inflamação por causa do frio e do uso de roupas de lã e cobertores com acúmulo de poeiras.

Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo no Hospital Municipal Menino Jesus, na região central da capital paulista, mostra que o número de casos de doenças respiratórias aumenta de 30% a 40% nesta época.

Com este frio, as pessoas preferem ficar em lugares fechados e quentes. Isso é prejudicial à saúde, porque sem ventilação, as chances de pegar alguma doença viral ou bacteriana são maiores, de acordo com Gonzalez.

— A meningite é uma inflamação nas meninges. Tanto vírus quanto bactérias podem atacar as membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal. Os sintomas mais comuns são dores de cabeça, náuseas, vômitos e, principalmente, rigidez no pescoço. Muitas vezes, a pessoa não consegue nem mexer a cabeça de tanta dor que ela sente.

Segundo o pediatra, se a meningite bacteriana não for tratada com algum especialista, poderá deixar sequelas graves e levar a pessoa à morte. Por isso, a prevenção é fundamental. E, em caso de os sintomas de resfriados e gripes não passarem, é fundamental procurar o médico.

 

 




Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.
Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados