JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

TRIBUTO À ALMA FEMININA (No Dia Internacional da MUlher)


Autoria:

Carleial.bernardino Mendonça


Carleial.Bernardino Mendonça. Psicólogo-Clínico pela Universidade católica de Minas Gerais; Escritor e Pesquisador nas áreas da Psicobiologia e do Direito e, Bacharelando em direito da Faculdade de Direito Estácio de Sá,em Belo Horizonte-MG.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos da mesma área

VALOR MÍNIMO PARA REPARAÇÃO DOS DANOS CAUSADOS PELA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Nova Lei de Garantia de Direitos da Criança Vítima de Violência

Da lesão à imagem, intimidade e privacidade ao corpo do morto e direito da Dignidade do ser humano

DIREITOS HUMANOS A Evolução dos Direitos Humanos

ANÁLISE COMPARATIVA DOS PACTOS INTERNACIONAIS DE 1966 DA ONU COM A DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS DE 1948 E A CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Desaparecimento Forçado de pessoas

O USO DE ALGEMAS, SUA LEGALIDADE E A GARANTIA DA SEGURANÇA NAS ESCOLTA E NA CONDUÇÃO DE PRESOS.

DA USUCAPIÃO DE MEAÇÃO EM FAVOR DA MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA FAMILIAR

Internação definitiva de menor infrator deve ser precedida obrigatoriamente de internação-sanção

" A OPINIÃO PESSOAL " E " A OPINIÃO PÚBLICA "

Mais artigos da área...

Resumo:

Homenagem à Mulher em seu Dia Internacional. O autor tece comparações sobre os comportamentos masculino e feminino; apontando e anailsando as consequências negativas do distanciamento masculino dos ideais divinos da Criação.

Texto enviado ao JurisWay em 08/03/2012.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

                           TRIBUTO  À  ALMA  FEMININA

                             (No Dia Internacional da Mulher)

 

No título deste Trabalho, falo de “Alma Feminina” porque esta homenagem é voltada mais para os atributos e valores interiores da Mulher, do que para os seus conhecidos e apreciados encantos externos. A maioria das homenagens que se faz à Mulher é prestada por comerciantes que buscam com exclusividade o lucro, sem qualquer interesse na prestação de culto à alma feminina. A prova disso vemos no “Dia das Mães”, em que a maioria de nós superlota as lojas para comprar os diversos e variados bens materiais para louvarmos aquela que é a sublime criação de Deus.

 

Neste momento, rendo tributo mais a alma da mulher do que ao seu corpo que já é tão falado, paparicado,  mimado, bajulado, fotografado, filmado, explorado, exibido e desejado pelos homens (e por outras mulheres, também), que a vêem como utensílio de prazer sexual, comércio ou apenas como companhia na solidão. Falo da Beleza da Mulher e não da sua boniteza. Mulher Bela não é igual à mulher bonita ou bonitinha! Beleza é o conjunto dos seus Encantos; enquanto que boniteza é apenas o seu aspecto físico corporal que um simples vírus da gripe o modifica ou destrói. Beleza é a união de valores que caracterizam a riqueza espiritual e mental de alguém, que a  transcende e se irradia para o mundo que a cerca, como tanto se vê na Madre Tereza de Calcutá! Alguém duvida da sua grande Beleza?  Até os animais mais simples, como os pássaros, reconhecem e são atraídos pela Beleza de uma pessoa; vide o exemplo de São Francisco de Assis! Porque se fala em Dia da Mulher, quando a ela dever-se-ia dedicar-se e comemorar-se todos os dias da nossa curta existência!

 

No trabalho que publicamos no último dia das mães, “A Costela de Adão , pedimos perdão ao Criador por “discordarmos” das “Sagradas Escrituras”, quando afirmarmos que foi Adão que nasceu da costela de Eva;

e, não o contrário.  Cremos que os raros e inteligentes homens, ainda existentes, saberão reconhecer a importância e o dever de homenagear a Mulher, não apenas em um dia ou mês do ano; mas, sim, todos os dias de todos os anos, até a consumação dos tempos. Afinal, a quem foi dado o privilégio único de criar a vida e prosperar a Espécie Humana sobre a Terra? Apesar dos esforços tolos, onerosos e infundados de se criar a vida artificial; ainda pertence e pertencerá à Mulher a gênese da Vida. Todos nós viemos da Mulher e não foi por acaso que Deus a escolheu para gerar o seu Filho, o Salvador! Poderia ter Ele nos dado Jesus por geração espontânea, pelo barro, como fez com o primeiro homem ou por qualquer outro modo que quisesse; afinal, o Criador não necessitaria da ajuda e nem da parceria de ninguém para fazer o Cristo viver entre nós. Porém, escolheu a mais Bela,Pura e Perfeita de todos os viventes: a Santíssima Virgem Maria. Agindo dessa forma, o próprio Deus quis nos mostrar a importância e o valor que devemos tributar e atribuir à Mulher, não em uma data específica; mas, por todos os séculos e séculos...Amém ! Infelizmente, deixamos de reconhecer e de cumprir o que afirmou a Virgem Mãe de Deus, em seu Cântico, em casa de sua prima Izabel, há dois milênios antes: “...De hoje em diante me chamarão Bem-Aventurada todas as gerações...” (Lucas,1,46 – 55).

 

Os homens, originariamente criados pelo dom divino e à imagem e semelhança de Deus; d´Ele se afastou, enveredando-se nos caminhos da destruição,perversão, agressividade e violência contra todos os seus semelhantes e em oposição ao  seu meio ambiente. Agindo assim e escolhendo o caminho do Mal, a maioria dos homens corrompeu-se, perdeu a Graça Divina e tornou-se maligna. As Mulheres não! Em sua maioria continua em  estado de graça do Criador, comportando-se guiadas genética e instintivamente por sua sensibilidade; agindo com amor, sabedoria e humanidade. Lembremos-nos do Amor de uma Mãe, quem quer que seja ela, independentemente do seu estado de pobreza, posição social, cor, nacionalidade, credo e cultura! Será sempre protetora, amorosa, responsável, valorosa, batalhadora, sofredora e incomparável! Sofre com o a dor e o sofrimento dos filhos, qualquer idade que tenham; até com os filhos das outras mães! Não existe idade para uma Mãe e nem para os seus filhos. Para uma Mãe o seu filho sempre será visto e estimado como o seu “bebê”. Até entre os animais mais inferiores as fêmeas são assim, agindo da mesma forma,  defendendo o seu habitat, sua comunidade e seus filhotes da sanha do bicho homem e da agressividade dos machos de sua espécie! Daí, estarem, ainda, as Mulheres gozando  das Bênçãos e com a Graças de Deus.

 

Atualmente, muitas mulheres estão se afastando e já se afastaram desse paradigma de Beleza que citamos acima e perdendo a amizade do Criador. Imitando o comportamento negativo e os vícios nocivos e degradantes da maioria dos homens; a minoria das mulheres já apresenta os sinais da degeneração física e mental masculina, nos vícios, nos crimes e nas doenças, dantes, típicas de homens e decorrentes dos exemplos da degradação da maioria dos homens.

 

Felizmente, a maioria das Mulheres permanece fiel aos ditames do Criador, através do seu comportamento e agir de forma meiga, delicada e sensível ao sofrimento de todos. Veja quem se destaca no mundo atual em obras de caridade e humanismo! Para se verificar o grande distanciamento das Mulheres, relativo ao comportamento negativo, degenerado e nocivo dos homens em qualquer lugar do mundo; basta que se observe e se analise o comportamento feminino, comparando-o com o dos homens, para se verificar o distanciamento entre o BEM e o MAL.  Preste atenção no trânsito: quando notamos que quem está dirigindo atrás, na frente ou nos nossos lados é uma Mulher; podemos ficar tranqüilos que ela saberá se comportar como um verdadeiro Ser Humano! Mas, se é um homem e pior, se for novo em idade...comece a rezar e pode se resguardar contra besteiras e tolices de toda espécie que  põe em risco  a sua segurança e a sua vida.Quem provoca mais acidentes fatais? Quem dirige se exibindo com velocidade, fazendo barulho com aquele lixo sonoro nas alturas, arrebentando os nossos tímpanos e elevando a nossa pressão arterial? Quem mais desrespeita os semáforos e os pedestres? E nas ruas? As mulheres andam aos bandos fazendo arruaças, agredindo os outros, usando palavrões aos berros, pichando paredes, casas, prédios, monumentos e bens públicos? São as mulheres que estupram idosos, adultos e crianças? Quem pratica mais assaltos, furtos e roubam mais? Quem mais superlotam os presídios do mundo inteiro como praticantes dos mais hediondos crimes; a mulher ou o homem? E quantos desses milhões de crimes são praticados contra as mulheres por quem esses criminosos deveriam amar e proteger! É o sexo feminino que promove as guerras, as revoluções ideológicas, os atentados, as sabotagens? São as mulheres, ainda, que  poluem as águas, os ares e a terra? Foram elas que perderam a sensibilidade de apreciar o Belo, o Puro e os Encantos da Natureza? São as mulheres mais agressivas e violentas que eles?  Não tenho dúvidas que as mulheres são muito mais merecedoras de confiança que os homens! Quando ando à noite por uma rua e vejo algumas mulheres caminhando ao lado ou vindo em meu sentido; sinto-me aliviado, tranqüilo e seguro! Mas, quando é um bando de homens que vejo e que vem na minha direção ou não;  logo procuro sair do seu campo de visão, do seu raio de ação e, o mais depressa possível, procuro segurança.

 

Claro que foram os homens que se animalizaram e se transformaram em exterminadores de tudo que existe sobre a Terra, no Ar e sob as Águas. Os Oceanos, os Rios, o Solo e até o Espaço Sideral estão contaminados pela insensatez, ganância e vaidade masculina! Não pelas mãos das Mulheres. Nem é preciso ir mais longe descrevendo as diferenças comportamentais entre os homens e as mulheres. Apesar de milênios de sufocação das Mulheres pelos homens, hoje, apesar de poucos séculos do início de sua emancipação humana, a Mulher já supera o homem na maioria das atividades e profissões que antes eram restritas a eles (e, até proibidas a elas).  Hoje encontramos Mulheres entre os melhores e mais capacitados profissionais, em todas as áreas da Ciência e em qualquer outra atividade profissional. Não faz muito tempo que, quando precisávamos recorrer a algum tratamento, cuidados ou auxílio de médicos, dentistas, engenheiros, advogados, etc.; procurávamos e confiávamos mais no sexo masculino! Hoje? É o contrário! São as Mulheres que nos garantem mais seriedade, competência e segurança nessas necessidades; além do carinho, delicadeza, atenção, sensibilidade e humanismo que a maioria delas sabe dispensar  aos seus clientes e pacientes.

 

É uma lástima e considero um crime a falta de respeito às Mulheres que muitos homens (com “h” minúsculo) demonstram diante da Mulher. Um bom exemplo dessa insensatez masculina, fruto da ignorância cultural e educacional, se vê quando a mulher mostra e demonstra a sua beleza e encantos físicos, por menos que seja logo surgem esses indivíduos fazendo comentários desairosos e desrespeitosos, utilizando-se de palavras chulas, tolas e grosseiras para extravasarem os seus analfabetismo cultural, educacional, moral e carências afetiva e sexual. Além de serem incapazes de apreciar os valores interiores da Mulher que está nos expondo a sua Beleza, tais homens só pensam, raciocinam e só querem extravasar a sua ignorância mental e as suas necessidades animalescas mais primárias; é o que acontece e se nota em muitos Sites de relacionamentos em que a maioria das mulheres deseja apenas relacionamento social enriquecedor, um Amor verdadeiro e autêntico, conhecer e ter amizades sinceras e culturalmente positivas. Não estão se expondo com o fim exclusivamente sexual ou erótico, porque elas reconhecem e sabem sentir que não são seres somente carnais; mas sim, sociais, espiritualmente ricas  e não Seres que pensam apenas “naquilo”!

Portanto, saibam os homens honrar e prestar culto de gratidão e louvor a todas as Mulheres, não somente hoje, mas em todos os dias de suas pobres e curtas existências terrenas.

                                   --------------------------

Belo Horizonte, 8 de março de 2012

 

CARLEIAL. Bernardino Mendonça.

 

Psicólogo-Clínico pela PUC-Minas; Estudante de Direito da Faculdade de Direito Estácio de Sá;

Escritor e Pesquisador nas áreas do Direito e da Psicobiologia.

 

 

 

 

 

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Carleial.bernardino Mendonça) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados