JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Ortografia Oficial 2016 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Frases de Montesquieu


Autoria:

Alessandra Salewski


Bacharelanda em direito

envie um e-mail para este autor

Resumo:

Frases de Montesquieu - O criador da Teoria da Separação dos Poderes

Texto enviado ao JurisWay em 03/10/2011.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

    Frases de Montesquieu

     

A sutileza do pensamento consiste em descobrir a semelhança das coisas diferentes e a diferença das coisas semelhantes;

Recebemos três educações diferentes: a dos nossos pais, a dos nossos mestres e a do mundo. O que aprendemos nesta última, destrói todas as ideias das duas primeiras;

Nas mulheres jovens, a beleza supre o espírito. Nas velhas, o espírito supre a beleza;

Quando vou a um país, não examino se há boas leis, mas se as que lá existem são executadas, pois boas leis há por toda a parte;

Quanto menos os homens pensam, mais eles falam;

A pessoa que fala sem pensar, assemelha-se ao caçador que dispara sem apontar;

Leis inúteis enfraquecem as leis necessárias;

Defenderei sempre o direito de discordarem de mim;

Só o poder limita o poder;

Se quiséssemos ser apenas felizes, isso não seria difícil. Mas como queremos ficar mais felizes do que os outros, é difícil, porque achamos os outros mais felizes do que realmente são;

Só se conhece o que se pratica;

Liberdade é o direito de fazer tudo o que a lei permite;

A liberdade, esse bem que nos permite desfrutar dos outros bens;

É uma experiência eterna de que todos os homens com poder são tentados a abusar;

Se a mulher nos ama, até as nossas insuficiências nos desculpa, mas se não nos ama, não desculpa nem as nossas prioridades

 Um império fundado pelas armas tem de se manter pelas armas;

O que não for bom para a colméia também não é bom para a abelha;

É uma infelicidade que existam tão poucos intervalos entre o tempo em que somos demasiado novos e o tempo em que somos demasiado velhos;

Correndo em busca do prazer, tropeça-se com a dor;

 As repúblicas acabam pelo luxo; as monarquias, pela pobreza;

Se eu conhecesse alguma coisa que fosse útil à minha pátria, mas prejudicial à Europa, ou que fosse útil à Europa, mas prejudicial ao gênero humano, considerá-la-ia um crime;

A corrupção dos governantes quase sempre começa com a corrupção dos seus princípios;

Um homem não é infeliz porque tem ambições, mas porque elas o devoram;

O melhor pode ser inimigo mortal do bom;

Uma injustiça feita a um só é uma ameaça feita a todos;

A principal força da religião vem de que nela cremos; a força das leis humanas de que as tememos;

É preciso ter estudado muito para saber pouco;

Procuremos nos acomodar a esta vida; não há como esta vida acomodar-se a nós;

Mais uma cabeça é vazia, mas procura esvaziar-se;

Estou persuadido que os anjos não desprezam tanto os homens quanto os homens desprezam-se uns aos outros;

 

 A liberdade, esse bem que nos permite desfrutar dos outros bens;

É preciso saber o valor do dinheiro: os pródigos não o sabem e os avaros ainda menos;

Sempre vimos boas leis, que fizeram com que uma pequena república crescesse, transformarem-se depois num peso para ela, depois de grande;

O receio aumenta-nos os desgostos, tal como os desejos os prazeres;

A adversidade é nossa mãe; a prosperidade é apenas uma madrasta;

A maioria dos homens é mais capaz de grandes ações do que de boas;

Devemos chorar as pessoas à nascença, e não quando da sua morte;

O amor da democracia é o da igualdade;

O governo é como toda as coisas deste mundo: para o conservarmos temos de o amar;

O maior mal que faz um ministro não é arruinar as finanças do povo. Há outro mil vezes mais perigoso: o mal exemplo que ele dá;

     

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Alessandra Salewski) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2017. JurisWay - Todos os direitos reservados