JurisWay - Sistema Educacional Online
 
É online e gratuito, não perca tempo!
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Educação Ambiental nas Escolas


Autoria:

Marcela Tereza Belizario Da Silva Do Prado


Sou servidora pública estadual, bacharel em Direito pela Universidade de Cuiabá, especialista em Direito Ambiental Urbano.

envie um e-mail para este autor

Resumo:

A EA nas escolas pode ser inserida de forma lúdica, demonstrando às crianças que o uso de uma garrafinha permanente ao invés da descartável para beber água, contribui com o meio ambiente.

Texto enviado ao JurisWay em 11/11/2016.

Última edição/atualização em 14/11/2016.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS

 

Marcela Prado1

 

Muito se ouve falar em educação ambiental, porém quando se trata de sua implementação, a ideia de fazê-la, são encontrados inúmeros obstáculos, independente de qual ambiente ela será realizada, se em órgãos públicos, empresas privadas, escolas ou até mesmo nas ruas, mas a maior dificuldade está justamente na mudança cultural que temos que realizar na cabeça das pessoas e não em determinado local.

 

Mas não se trata de uma missão impossível! A Educação Ambiental é mais do que uma teoria, é uma mudança cultural, mental, social e como é a infância a melhor fase para condicionar a mente ao que é certo e errado, o processo de aprendizagem da EA está mais fadado ao sucesso se implementado nesse período da vida.

 

A EA nas escolas pode ser inserida de forma lúdica, demonstrando às crianças que o uso de uma garrafinha permanente ao invés da descartável para beber água, contribui com o meio ambiente; que o lanche embalado em guardanapo de papel ao ser consumido, aquele papel pode ser jogado no lixo da coleta seletiva pois é reciclável.

 

Nessa fase de descobertas e curiosidades, os pequenos estão mais propensos à “comprar a idéia” de que estão fazendo o bem ajudando a conservar o meio ambiente mesmo com pouca idade, pois acreditam estar agindo como gente grande.

 

 

Em visitas à escolas que já contam com a coleta seletiva, verificamos que eles acham bonitinhos aqueles 'lixos coloridos' e é interessantíssimo perceber que as crianças param e soletram o que está escrito, para que serve cada um, pois querem jogar o lixo no lugar certo.

 

Em uma dessas oportunidades, surgiram questionamentos sobre como proceder com as turmas ainda não alfabetizadas. Simples, as crianças podem aprender a fazer a seleção de acordo com as cores primárias que já são conhecidas por eles: no azul podem jogar papel; no vermelho, plástico; no amarelo, metal e quando estiverem grandes, usarão também o verde, onde se jogam vidros.

 

Alterar a cultura de um grupo não é tarefa fácil, mas em se tratando de crianças, isso se torna leve e agradável, pois não há pré-julgamentos, nem manias de anos sobre como proceder, impondo dificuldades em alterar a forma como já faziam isso ou aquilo.

 

A ideia de plantar uma árvore já se tornou cultura nas escolas, mas além da aula de campo divertida, necessário se faz explicar a necessidade de aguá-la todos os dias para que cresça, a importância daquela sombra daqui há alguns anos, se for frutífera, o quanto aqueles frutos serão bem-vindos, aí sim estar-se-á praticando a educação ambiental.

 

Enfim, iniciado esse trabalho de conscientização, de respeito ao meio ambiente através da educação ambiental, poderemos sim acreditar que os hábitos adquiridos por essa geração, aliado às mudanças já conquistadas em relação a empresas públicas ou privadas nos dias atuais, realmente farão a diferença.

 

Fontes:

 

http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?artigo_id=10267&n_link=revista_artigos_leitura

 

http://www.culturaambientalnasescolas.com.br/institucional/site/educacao-ambiental

 

http://fatea.br/seer/index.php/eccom/article/viewFile/403/259

 

http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental/educacaoambiental_naescola.pdf

 

 

 

 

 

 

1 Especialista em Direito Ambiental Urbano pela UFMT.

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Marcela Tereza Belizario Da Silva Do Prado) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2019. JurisWay - Todos os direitos reservados