JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor
 

iPad movimenta até mercado de seguros

Fonte: Correio Braziliense 10/12/2010

Texto enviado ao JurisWay em 10/12/2010.

indique está página a um amigo Indique aos amigos



Tablet da Apple nem bem chegou ao Brasil e empresas lançam uma série de acessórios e serviços vinculados ao produto
 
Presente no mercado brasileiro desde a última sexta-feira, o iPad está movimentando, em efeito dominó, o faturamento de uma cadeia de empresas que oferecem acessórios e serviços específicos para serem usados com o aparelho da Apple. As ofertas incluem desde teclados até capas à prova d’àgua. A mais nova modalidade de exploração deste nicho é o seguro iPad. Com um custo anual de até 15% do valor do produto, o usuário fica protegido, por exemplo, contra roubo, furto qualificado e danos elétricos, além de impacto de veículos, aeronaves e embarcações em geral.
roteção contra roubo e danos do iPad pode resultar em um gasto adicional para o consumidor de R$ 390 (Bruno Peres/CB/D.A Press)  
roteção contra roubo e danos do iPad pode resultar
em um gasto adicional para o consumidor de R$ 390

Por si só, o preço do iPad no Brasil de até R$ 2.599 — o mais caro do mundo nos países em que o dispositivo é comercializado — é um bom argumento para contratar a proteção. O seguro iPad enquadra o tablet na categoria de eletroportáteis e também pode ser contratado para notebooks, smartphones e palmtops. A cobertura total do modelo mais caro do iPad para um segurado pessoa física custa na faixa de R$ 390. Edson Frizzarim, diretor de ramos elementares da Porto Seguro, explica que a contratação da apólice é simples. “Basta informar as características do equipamento como marca, modelo e número de série e apresentar cópia da nota fiscal”, afirma.

Outro nicho promissor desde a chegada do iPad é o desenvolvimento de aplicativos específicos para o aparelho. Breno Masi, sócio da Fingertips, aposta que o ano que vem será de um grande boom do setor. “O mercado de aplicativos está mais maduro. A tendência é de as pessoas e as empresas adotarem cada vez mais aplicativos com utilidade prática no dia a dia”, pondera. Assim que o iPad foi lançado nos Estados Unidos, em abril, a Fingertips decidiu entrar neste mercado. A empresa pretende lançar, no mês que vem, um aplicativo para eventos esportivos com planilhas e estatísticas das equipes e dos atletas.

Aplicativos
Com apenas dois anos de atuação no desenvolvimento de aplicativos para iPhone 4, e agora para o iPad, a Fingertips impressiona pelo seu crescimento: no primeiro ano, o faturamento da empresa foi de R$ 2 milhões e a estimativa é fechar 2010 com R$ 4,5 milhões — mais 125%. Para o ano que vem, Masi projeta faturamento entre R$ 8 milhões e R$ 9 milhões, volume turbinado pelo desenvolvimento de aplicativos para o iPad.

A expectativa também é grande no ramo de conteúdo editorial. As empresas do setor investem pesado em jornais, revistas e livros com versões completas à venda em formato compatível com os tablets. “Há dois anos, eu diria que o principal desafio era evitar que o papel fosse superado pelo digital. Mas hoje o desafio é como associar da melhor maneira as revistas ao digital, para que haja uma sinergia maior para o negócio”, avalia o presidente da Associação Nacional de Editoras de Revistas (Aner), Roberto Muylaert.

No entendimento do presidente da Aner, a boa notícia para os editores é que os usuários estão dispostos a pagar pelo conteúdo editorial oferecido via iPad. “Isso significa que ganhamos a guerra. Ninguém conseguirá substituir o produtor de conteúdo, aquele que embala e hierarquiza as informações. Antes, falava-se com temor sobre o fim do papel. Hoje estamos todos de mãos dadas”, comemora Muylaert.
 



Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados