JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Ortografia Oficial 2016 com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Eu Juiz

Entenda

O que é 'Eu Juiz'?

Eu Juiz é um espaço onde qualquer pessoa pode analisar uma situação real e dar seu voto sobre qual deveria ser a sentença do juiz, podendo justificar sua resposta e ver as respostas das outras pessoas.

Ao final, é dada uma orientação sobre a solução mais aceita de acordo com a legislação vigente.

Ver outros casos

Empregadas ajuízam reclamatória trabalhistas contra empregador que as fez "abaixar as calças"

Descrição do Caso:

Carla, Francisca, Joana, Solange e Fabiana prestavam seus serviços desempenhando a função de vendedoras em uma loja de roupas, no centro da cidade de água mansa.

Todavia, no dia 22 de abril do presente ano, um fato constrangedor "chamou" a atenção das vendedoras:

"Alguém tinha pregado na porta do banheiro das funcionárias um absorvente higiênico usado".

As vendedoras sem saber o que fazer, comunicaram imediatamente, o fato para a gerente, que, por sua vez, ficou estarrecida com aquela "brincadeira de mau gosto".

A gerente depois de muito meditar a respeito do assunto e tendo a certeza que deveria tomar uma atitude severa e exemplar para o caso, decidiu convocar todas as vendedoras, no fatídico banheiro.

Assim, uma vez que estavam todas as vendedoras reunidas, a gerente pediu palavra e utilizando um tom sério e ameaçador, sentenciou:

- Vocês podem ficar tranqüilas que de qualquer forma irei descobrir quem foi a responsável por este ato deplorável!

As empregadas se sentindo ameaçadas argumentavam que a responsabilidade não era de nenhuma delas, mesmo porque qualquer "cliente" poderia ter adentrado no local e realizado tal feito.

Todavia, a gerente estava irredutível e sob os argumentos de que a própria lei lhe conferia o poder de realizar revistas nos empregados, arrematou:

- Podem ir tirando a roupa agora e abrindo seus armários que eu vou conferir pessoalmente quem é a engraçadinha...

Algumas empregadas sem saber o que fazer, cumpriram o determinado e passaram por aquela revista constrangedora. Outras, mesmo sob a ameaça de uma advertência, se negaram a passar por aquela situação.

Felizmente, ou infelizmente, a gerente não logrou êxito em descobrir quem era a autora daquela brincadeira infeliz.

Inconformadas, as empregadas decidiram procurar seus direitos na Justiça.


Próximo Passo:

Argumentos do Autor (Petição Inicial)

Importante:
1 - Todo o conteúdo pode ser citado na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2017. JurisWay - Todos os direitos reservados