JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

Companhias Aéreas


Autoria:

Paula Martins Fogli


Advogada, graduada pela FMU, com atuação na área cível e empresarial. Cursos: Informática Jurídica pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Relevância das Questões Ambientais e Sustentabilidade no dia a dia - orientações para o cidadão pela FGV- Fundação Getúlio Vargas Inscrita na ordem dos advogados do Brasil sob o número 355.217 Contato: paula@blp.adv.br Linguas:

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Usucapião Extrajudicial
Direito Civil

Texto enviado ao JurisWay em 10/06/2016.

Última edição/atualização em 15/06/2016.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

O FIM DO ABUSO DAS COMPANHIAS AÉREAS

(CCJ do Senado Aprova Limite para Multa no Cancelamento de Passagens Aéreas)

 

É evidente o desgaste dos consumidores que planejaram uma viagem e que de última hora necessitam cancelar tudo, somado a frustação existente em cancelar a viagem está a necessidade de pagar pela desistência. Um Verdadeiro Absurdo!

Neste sentido, foi aprovado na data de 15/04/2015 um projeto de lei, a ser incluída no Código Brasileiro da Aeronáutica (Lei 7.565/1986) que fixa um teto de cobrança para as companhias aéreas no caso dos cancelamentos de voos solicitados por passageiros.

Desta forma, a proposta, que seguirá diretamente para a Câmara dos Deputados, se não houver recurso capaz de levá-la para o plenário do Senado, determina que no caso de cancelamento dos bilhetes dentro da validade, a multa será limitada a percentual de 5% ou 10% da tarifa paga, e o restante do valor pago deverá ser devolvido ao consumidor/passageiro.

O critério de restituição é temporal, assim a taxa de 5% está prevista para os pedidos feitos, com no mínimo, cinco dias de antecedência da data da passagem, e nos outros casos a taxa será de 10% do valor pago. Entretanto, a nova lei não abrangerá os casos em que os consumidores perderam o voo.

O Objetivo do projeto de lei é inibir o abuso das companhias aéreas na cobrança de multas exorbitantes pela remarcação ou reembolso, quando os bilhetes estejam ainda  dentro do prazo de validade.

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Paula Martins Fogli) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados