JurisWay - Sistema Educacional Online
 
JurisWay - Produção de Textos com Certificado
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 

A importância da Missão, Visão e Valores na Advocacia


Autoria:

Alexandre Motta


Consultor e Sócio Diretor da Inrise Consultoria em Marketing Jurídico, empresa atuante em São Paulo. Com formação e pós-graduação em marketing pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) e experiência prática em marketing jurídico.

envie um e-mail para este autor

Outros artigos do mesmo autor

Monique Conde
Desenvolvimento Pessoal

Geração Y: Que DecepYção
Desenvolvimento Profissional

A Síndrome dos 5 minutos
Outros

O Poder do "Não" no Mundo Corporativo
Desenvolvimento Pessoal

Marketing Pessoal para Advogados - Como destacar sua imagem no mercado jurídico
Desenvolvimento Profissional

Mais artigos...

Resumo:

Artigo destinado a orientar aos escritórios de advocacia sobre a importância de se utilizar a Missão, Visão e Valores para obter uma identidade organizacional que se alinhe aos propósitos do escritório.

Texto enviado ao JurisWay em 17/02/2014.

Última edição/atualização em 21/02/2014.



Indique este texto a seus amigos indique esta página a um amigo



Quer disponibilizar seu artigo no JurisWay?

Atualmente, em qualquer escritório, seja ele de pequeno, médio ou grande porte, podemos verificar qual é a Missão, Visão e Valores simplesmente acessando seu site ou material impresso.

 

Mas afinal, o que significa Missão, Visão e Valores dentro de uma empresa?

 

Antes de tudo, é necessária uma breve explicação de cada item. Segundo o consultor Alexandre Motta em seu livro “Marketing Jurídico – Os Dois Lados da Moeda”, temos a seguintes definições:

 

Missão – é a razão da existência de uma organização. Finalidade ou motivo pelo qual a organização foi criada e para que ela serve.

 

Visão – é a imagem que a organização tem de si mesma e de seu futuro, aquilo que ela pretende ser ou destino que pretende que torne-se realidade.

 

Valores - Tudo que agrega importância profissional ao legado da organização. Itens pelo qual o escritório zela tanto interna quanto externamente.

 

A Missão deve responder a seguinte pergunta: qual é o nosso negócio? Este deve ser um conceito imutável de existência, pois, afinal de contas, só deve existir um único propósito que definiu a criação do escritório.

 

A Visão geralmente refere-se à uma imagem de longo prazo, algo que o escritório pretende alcançar em um determinado espaço de tempo, devendo ser inspiradora e clara para que todos colaboradores possam vivenciá-la.

 

Os Valores representam os princípios éticos de cada escritório, normalmente regras morais que norteiam todas as ações desde os sócios até seus funcionários.

 

 

 

Para exemplificar e facilitar a compreensão do leitor, segue a missão, visão e valores utilizados em nossa empresa, a Inrise Consultoria em Marketing Jurídico.

 

Missão - Ajudar advogados e escritórios jurídicos a desenvolverem-se correta e eticamente.

 

Visão - Tornar-se a consultoria mais reconhecida do mercado em marketing e RH jurídico.

 

Valores: Ética, Honestidade e Responsabilidade.

 

Se o seu escritório possui mais de um sócio, o ideal é que todos se reúnam e dialoguem para chegar a um consenso para que os três itens estejam realmente alinhados com a identidade do escritório.

 

Lembre-se sempre que, como estas informações definirão a identidade do escritório, elas precisarão ser objetivas, realistas e possíveis. Se ao longo do tempo o escritório vier a se desviar da missão, o ideal é que ela seja reformulada, de acordo com um novo propósito que se alinhe à visão e aos valores do escritório.

 

É obvio que com o crescimento do escritório e o consequente alcance de objetivos novos, a visão e os valores poderão ser alterados de acordo com a realidade vivenciada no momento por todos.

 

Depois da definição do MVV, o próximo passo é certificar-se de que todos os seus colaboradores estejam cientes dos mesmos, para que possam vivenciá-los em seu dia a dia. Esse passo geralmente é ignorado pelos sócios, o que deixa seus funcionários descompromissados no que tange conhecer os objetivos da empresa como um todo.

 

Mas qual a necessidade de elaborar tais itens e expô-los em seus materiais institucionais?

 

Muito além de um conjunto de regras, isso representa em seu escritório uma identidade organizacional.

 

 

 

 

Um dos objetivos da elaboração da Missão, Visão e Valores é que haverá um foco com qual o escritório deverá trabalhar, devendo ser levado como regra de conduta primordial por todos os sócios e colaboradores.

 

Além de causar uma primeira boa impressão ao mercado, gera confiança e credibilidade, já expondo a identidade e a estratégia de trabalho do escritório antes mesmo de um primeiro contato. Essa identidade organizacional cria uma percepção de valor aos expostos a elas, seja cliente ou colaborador, fazendo assim com que os valores pessoais alinhem-se aos objetivos do escritório.

 

Para certificar-se de que esta identidade organizacional está de acordo com sua forma de trabalho, procure analisar a qualidade do seu relacionamento com seus clientes para saber se eles entendem o que você veio fazer no mercado, conhecem o objetivo final que interessa ao escritório chegar e se identificam os valores proferidos por sua organização.

 

Monique Conde

 

Monique Conde é analista de marketing da Inrise Consultoria, formada em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda pela Universidade de São Caetano de Sul. Atua hoje como gestora de conteúdo e eventos da Inrise Consultoria em Marketing Jurídico. 

 

www.inriseconsultoria.com.br

 

 

Importante:
1 - Conforme lei 9.610/98, que dispõe sobre direitos autorais, a reprodução parcial ou integral desta obra sem autorização prévia e expressa do autor constitui ofensa aos seus direitos autorais (art. 29). Em caso de interesse, use o link localizado na parte superior direita da página para entrar em contato com o autor do texto.
2 - Entretanto, de acordo com a lei 9.610/98, art. 46, não constitui ofensa aos direitos autorais a citação de passagens da obra para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor (Alexandre Motta) e a fonte www.jurisway.org.br.
3 - O JurisWay não interfere nas obras disponibilizadas pelos doutrinadores, razão pela qual refletem exclusivamente as opiniões, ideias e conceitos de seus autores.

Nenhum comentário cadastrado.



Somente usuários cadastrados podem avaliar o conteúdo do JurisWay.

Para comentar este artigo, entre com seu e-mail e senha abaixo ou faço o cadastro no site.

Já sou cadastrado no JurisWay





Esqueceu login/senha?
Lembrete por e-mail

Não sou cadastrado no JurisWay




 
Copyright (c) 2006-2017. JurisWay - Todos os direitos reservados