JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor
 

O que você sabe sobre osteoporose?

22/09/2016 Fonte: iSaúde

Texto enviado ao JurisWay em 05/10/2016.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 


Buscando mais informações sobre a osteoporose, o iSaúde Bahia entrevistou a ginecologista Dr.ª Margarida Matos. Confira também dez dicas para prevenir esse mal.

Bahiana

Na maioria dos casos, ela acomete mulheres a partir da menopausa. Tem como característica o enfraquecimento dos ossos o que ocasiona fraturas com muita facilidade. Estamos falando da osteoporose. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 13% a 18% das mulheres e 3% a 6% dos homens, acima dos 50 anos, sofrem com essa doença, em todo o mundo. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, o número de pessoas vítimas de osteoporose supera a casa dos 10 milhões. E você sabe por que ela ocorre? Confira a entrevista concedida pela Dr.ª Margarida Matos ao iSaúde Bahia.

iSaúde Bahia - O que é a osteoporose?

Dr.ª Margarida Matos - É uma doença que diminui a resistência dos ossos o que pode levar ao aumento do risco de fratura.
    
iSB - Por que ela ocorre?

Dr.ª Margarida Matos - A osteoporose se desenvolve em decorrência de distúrbio do processo de remodelação óssea.
Na verdade, o esqueleto humano tem sua massa óssea formada por osso compacto (cortical) e osso esponjoso (trabecular). O osso compacto constitui 85% da massa óssea e é mais abundante nos membros e o esponjoso tem alta porosidade e representa 85% da massa óssea encontrando-se na cabeça e na coluna.
No tecido ósseo existem células chamadas de osteclastos que removem o osso e, um segundo tipo, denominadas ostoblastos, que regeneram o tecido ósseo. Quando há desequilíbrio entre a regeneração e a remoção, há alteração na remodelação óssea e surge a osteopenia que, não tratada, evolui para osteoporese.

iSB - Quais os principais sintomas?

Dr.ª Margarida Matos - O principal sintoma é fratura óssea, em consequência de pequenos traumas. Geralmente ocorre no antebraço distal, na coluna vertebral e no fêmur.

iSB - Como é feito o diagnóstico?

Dr.ª Margarida Matos - Através do exame chamado densitometria  óssea femural e vertebral.

iSB - Como é feito o tratamento? Tem cura?

Dr.ª Margarida Matos - O tratamento é feito com o uso de Bifosfonatos: substâncias que aumentam a massa do fêmur e da coluna. Devem ser ingeridas via oral, diariamente, semanalmente ou mensalmente a depender da dose.  Merece cuidado na ingestão, que deve ser em jejum, após o que, a paciente deve manter o repouso, não fazer exercícios e nem voltar a deitar. Deve-se manter sentada no aguardo de 30 minutos, para, em seguida, ingerir a sua refeição da manhã.  

O uso contínuo consegue bons estados de recuperação da densidade óssea.
Atualmente, já existe o uso dessa medicação via intravenosa uma vez ao ano. Mas, no Brasil, ainda está a caminho.

Veja algumas dicas para prevenir a Osteoporose:

Ingestão de Cálcio: Pelo menos 1.200 mg /dia , incluindo suplementos, se  necessário. Ingerir, de preferência após o jantar, para melhor absorção, pois ajuda na manutenção da densidade óssea.

Ingestão de vitamina D: usar 400 a 800 UI, diariamente, para auxiliar na fixação do cálcio no tecido ósseo.

Exercícios físicos: regulares com peso e alongamento muscular, para fortalecimento da musculatura e melhor sustentação óssea.

Parar de fumar: o cigarro diminui a densidade óssea e pode levar à menopausa precoce.

Reposição Hormonal pode ajudar a prevenir, pois aumenta a massa óssea.

Evitar quedas a partir de 50 anos, para não causar fissura nos ossos.

Tomar sol: estimula a transformação de pró-vitamina D em vitamina D.

Estimulo a amamentação. A amamentação diminui o risco de osteoporose na vida adulta. A incidência de mulheres com osteoporose que não amamentaram é quatro vezes maior.

Evitar bebidas alcoólicas. Elas diminuem a absorção do cálcio por provocar lesões intestinais.



Para acessar o site iSaúde, clique aqui.

Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados