JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor
 

Cientistas desenvolvem gel que recupera o músculo cardíaco

Fonte: Diário da Saúde 24/2/2012

Texto enviado ao JurisWay em 24/02/2012.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

SAN DIEGO — Cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, desenvolveram um hidrogel injetável que poderá ser usado em tratamento eficaz e seguro para recuperar o tecido do músculo cardíaco depois de um infarto. O estudo foi publicado na revista do Colégio Americano de Cardiologia. Em animais, o gel apresentou bons resultados.

Segundo a equipe liderada por Karen Christman, do Departamento de Bioengenharia da universidade, o hidrogel é feito a partir de tecido conjuntivo cardíaco, despojado de células do músculo cardíaco por meio de um processo de limpeza. O material é liofilizado (desidratado), transformado em pó e em seguida liquefeito. Então o fluido pode ser facilmente injetado no coração. Ao atingir a temperatura do corpo, o líquido se transforma num gel semisólido, poroso que estimula as células a repovoarem as áreas de tecido cardíaco danificado, preservando a sua função, explica Karen.

O hidrogel forma uma espécie de andaime para a reparação do músculo e impede uma maior deterioração nos tecidos circundantes.

— Isto ajuda a promover uma resposta de remodelação positiva, sem inflamar o coração danificado — diz Karen.

Os experimentos mostraram que o gel também pode ser injetado através de um cateter, método minimamente invasivo e que não necessita de cirurgia ou anestesia geral. Em suínos com lesão cardíaca, o gel parece melhorar a função do órgão. Isto indica que talvez ele possa ser útil em humanos. O coração dos porcos é semelhante em tamanho ao do homem. Em experimentos com ratos, o gel não foi rejeitado pelo organismo e não causou arritmia.

— Há outros produtos em forma de gel sendo pesquisados, mas a maioria foi testada apenas em roedores e injetados ​​com ajuda de uma agulha e seringa. No entanto, quase todos eles não são compatíveis com o uso de cateter — comenta a médica.

O tratamento com gel seria um grande avanço, dizem especialistas. Só nos Estados Unidos estima-se que ocorrem 785 mil casos novos de ataque cardíaco a cada ano.

 

Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.

 

 

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados