JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor

Últimos artigos

Um bom acordo é quando tudo se encaixa
23/07/2014

Adiantamento do 13º salário: ajuda financeira que pode ser bem-vinda
23/07/2014

Norma da ABNT em vigor há um ano restringe reformas em imóveis novos
23/07/2014

Inscrições para o Sisutec começam a partir desta segunda-feira
21/07/2014

Saiba fazer a transferência de dívida de carro ou imóvel para outra pessoa
21/07/2014

ingressos na Copa foram maior reclamação no Procon estadual
21/07/2014

Estudar no exterior já é realidade da classe C
21/07/2014

Além do 'efeito Copa': produtos e serviços no Rio subiram até 143% entre os Mundiais de 2010 e 2014
21/07/2014

Norma da ABNT em vigor há um ano restringe reformas em imóveis novos
21/07/2014

Caixas eletrônicos serão substituídos por banco 24 horas
21/07/2014

Mais artigos...

 

Tarifa de celular mais baixa ajuda a conter inflação semanal

Texto enviado ao JurisWay em 16/07/2014.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

Tarifa de celular mais baixa ajuda a conter inflação semanal
16/7/2014
imagem transparente

As tarifas de telefone móvel ficaram 0,57% mais baratas na passagem da primeira para a segunda semana de julho. O recuo na variação do item auxiliou para um pequeno alívio no orçamento semanal das famílias, que passou de 0,28% para 0,24% no período.

Entre os grupos de despesas, o principal responsável pelo recuo do IPC-S (índice de Preços ao Consumidor – Semanal), divulgado nesta quarta-feira (16), pela FGV (Fundação Getulio Vargas), foi o de Educação, Leitura e Recreação, com deflação de 0,29%. O barateamento das tarifas de hotéis foi o que mais influenciou para a variação negativa do grupo.

Com o principal destaque para as tarifas de celular (de 0,58% para 0,01%), os preços do grupo de Comunicação também apontaram recua na passagem de uma semana para outra, de 0,21% para 0,04%

Apresentaram também decréscimo nas taxas de variação os grupos de Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,57% para 0,52%), Vestuário (de 0,37% para 0,16%), Despesas Diversas (de 0,40% para 0,30%) e Alimentação (de 0,13% para 0,11%).

O IPC-S desta semana mostrou que ficaram mais em conta os itens artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,97% para 0,84%), roupas (de 0,35% para -0,10%), jogo lotérico (de 0,79% para 0,00%) e alimentação fora de casa (de 0,92% para 0,84%).

Por outro lado, subiram os preços dos itens dos grupos Transportes (de 0,04% para 0,13%) e Habitação (de 0,42% para 0,44%). Na primeira classe de despesa, destaca-se o item tarifa de ônibus urbano (de -0,33% para 0,27%), e na segunda, tarifa de eletricidade residencial (de -0,07% para 0,69%).



Fonte: R7
Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados