JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor
 

Estou endividado. E agora?

Fique atento para não ser surpreendido pelo problema

Texto enviado ao JurisWay em 03/10/2008.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

Muita gente se envergonha de ter dívidas. Mas saiba que você não é o único. O importante é tentar resolver o problema, muitas vezes com a ajuda de familiares e amigos ou mesmo por meio de negociação direta com o cobrador. O importante, após liquidar ou sanear a dívida, é ficar atento para não ser surpreendido novamente por esse tipo de situação.

Dicas para vencer o endividamento:

1)  Reconheça o problema

Há muitas pessoas na mesma situação. Mas você pode superar o problema.

 

2) Organize suas contas pessoais

Saiba exatamente quanto você gasta e quanto pode poupar. Tenha sempre uma reserva em dinheiro para emergências. Converse com sua família sobre a gravidade da situação financeira e elaborem, juntos, orçamentos domésticos mensais.

 

3) Renegocie suas dívidas o mais rápido possível

Adiar o problema só vai piorar a situação. Pague primeiro as contas mais caras, como cartão de crédito e cheque especial, em que a incidência de juros é extremamente alta, muito acima da inflação que reajusta a maioria dos salários. Você pode trocar dívidas mais altas por outras menores, como obter um empréstimo com taxa de 3% ao mês para liquidar uma dívida com taxa de 10% ao mês, por exemplo. Mas cuidado: não use uma dívida para criar outras.

 

4) Racionaliza os gastos e combata o desperdício

Pense: em que eu posso economizar? Antes de comprar qualquer produto ou sérvio, informe-se bem, pesquise preços, negocie. Compre só o necessário. Dê preferência às compras à vista e peça desconto sempre.

 

5) Reflita antes de comprar

Pergunte-se: eu preciso comprar? Eu posso comprar? Eu devo comprar?

Fonte: Cartilha “Viva Sem Dívidas”, da Prefeitura de Belo Horizonte, em parceria com órgãos de defesa do consumidor.

Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados