JurisWay - Sistema Educacional Online
 
Kit com 30 mil modelos de petições
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Eventos
Artigos
Fale Conosco
Mais...
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Eu Juiz

Entenda

O que é 'Eu Juiz'?

Eu Juiz é um espaço onde qualquer pessoa pode analisar uma situação real e dar seu voto sobre qual deveria ser a sentença do juiz, podendo justificar sua resposta e ver as respostas das outras pessoas.

Ao final, é dada uma orientação sobre a solução mais aceita de acordo com a legislação vigente.

Ver outros casos

Outros Eu Juiz sobre
'Responsabilidade Civil'

Criador de Avestruzes tem prejuízo por causa de interrupção no fornecimento de energia elétrica e pede indenização na justiça

Homem atropelado por veículo de propriedade do município pede indenização por danos físicos, materiais e morais

Estudante universitário ingressa com ação judicial, pleiteando danos morais, contra usuário do Orkut, que teria criado uma comunidade virtual sobre o rapaz, utilizando sua fotografia e textos com conteúdo difamatório.

Paciente de câncer cometeu suicídio nas dependências do hospital em que fazia tratamento radioterápico. Irresignada, a viúva ajuizou uma ação de indenização contra o hospital pela perda de seu ente querido.

Criança adentra quintal de casa com cerca baixa e é atacada. Pais pedem indenização.

Veja mais ...

Veículo é furtado em estacionamento rotativo. O proprietário pleiteia uma ação de indenização por danos materiais e morais.

Descrição do Caso:

Dos fatos:

O jovem Francisco de Souza, ao receber a notícia de que sua esposa entrara em trabalho de parto e estava indo para a maternidade para dar a luz ao seu primeiro filho, de pronto largou todos os seus afazeres e se encaminhou ao local.

Nas imediações da Maternidade Santa Bárbara existem algumas ruas que possuem espaços específicos para estacionamento rotativo (estacionamento público aberto). E foi lá que Francisco resolveu estacionar seu veículo dada a pressa e falta de dinheiro para pagar um estacionamento privativo.

Saiu do carro, se dirigiu a uma banca de jornais próxima e comprou o bilhete que lhe dava direito ao estacionamento no valor de R$3,00. O tempo de permanência permitido naquele local era de 05(cinco) horas e por isso foi para a maternidade com tranqüilidade.

Passou a tarde toda acompanhando o parto, os primeiros cuidados ao bebê no berçário e, quando percebeu, o tempo do estacionamento estava expirando. Dirigiu-se até o local para retirar o veículo.

Ficou totalmente desnorteado quando percebeu que seu veículo não estava mais onde o havia deixado. Francisco correu até a banca de jornais, perguntou à senhora que lhe vendera o comprovante de estacionamento se a mesma havia percebido o furto do veículo e ela lhe disse que não havia visto nada de anormal.

Chamou imediatamente a Polícia Militar, que providenciou a feitura do Boletim de Ocorrência.


Próximo Passo:

Argumentos do Autor (Petição Inicial)

Importante:
1 - Todo o conteúdo pode ser citado na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
Copyright (c) 2006-2021. JurisWay - Todos os direitos reservados