JurisWay - Sistema Educacional Online
 
 
Cursos
Certificados
Concursos
OAB
ENEM
Vídeos
Modelos
Perguntas
Notícias
Fale Conosco
 
Email
Senha
powered by
Google  
 
 Defesa do Consumidor
 

Cadastro positivo vai possibilitar queda de juro bancário, diz Mantega

Fonte: G1 3/12/2010

Texto enviado ao JurisWay em 03/12/2010.

indique está página a um amigo Indique aos amigos



Cadastro positivo foi aprovado pelo Senado nesta quarta-feira.
Segundo ministro da Fazenda, medida era uma 'velha luta'.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quinta-feira (2) que a aprovação do Cadastro Positivo pelo Senado Federal na quarta-feira (1º) vai possibilitar uma queda dos juros bancários para os consumidores.

"É uma velha luta. Eu não sei porque demoramos tanto e houve tanto obstáculo. O Cadastro Positivo vai ser bom porque possibilitará um conhecimento mais profundo das instituições financeiras sobre a situação dos correntistas, daqueles que querem mais crédito. Qaundo você não tem informação, eleva as taxas", disse ele.

O conceito de "cadastro positivo" é a criação de uma lista de bons pagadores. A intenção é que as empresas informem a serviços de proteção ao crédito sobre as contas pagas em dia pelos consumidores, facilitando a análise de risco e permitindo a redução de juros.

Com o Cadastro Positivo, disse o ministro da Fazenda, os bancos vão perceber que 95% da população, ou até mais dos brasileiros, fazem o pagamento corretamente. "Com isso, os bancos deveriam reduzir os juros, que é para isso que existe cadastro. Para que haja uma redução da taxa de juros para a maioria da população que tem um comportamento bom.Quando a gente conversava com as instituições financeiras, eles me garantiram que o cadastro positivo poderia permitir uma redução do spread, e portanto dos juros", declarou ele.

Segundo o ministro, o Cadastro Positivo ainda tem de ser regulamentado pelo governo federal, mas ele acrescentou que vai fazer isso o "mais rápido possível". "Depois que entrar em vigor, vamos cobrar essa fatura [dos bancos]", disse Mantega.

Ele também confirmou que está estudando medidas para estimular o crédito de longo prazo do setor privado na economia brasileira. As medidas, afirmou Mantega, deverão ser anunciadas nas próximas duas semanas. "É um conjunto grande de medidas. Espero finalizá-las nas próximas duas semanas para que já possamos apresentá-las, de modo que as instituições financeiras já comecem a trabalhar com essa nova postura, novos instrumentos. O objetivo é alongar o crédito, ter mais crédito privado, mais longo e com taxas de juros menores, para financiar a economia brasileira", afirmou.




Importante:
1 - Todos os artigos podem ser citados na íntegra ou parcialmente, desde que seja citada a fonte, no caso o site www.jurisway.org.br.

indique está página a um amigo Indique aos amigos

 
 
Copyright (c) 2006-2020. JurisWay - Todos os direitos reservados