O que fazer quando o amor vira obsessão?
Legendas Duplas para aperfeiçoar seu inglês



Achou esta página útil? Então...
Curta ou Compartilhe com os amigos:
Recomende ao Google:
Conte aos seus seguidores:

Obs: O tocador de vídeos usado nesta página é disponibilizado por um site parceiro, o Inglês Mundial Clube, que usa um player com vários recursos, como legendas duplas, avanço e retrocesso verso a verso, loop em cada verso, alteração de velocidade de reprodução simplificada etc. Para ver outras matérias baseadas em vídeos em inglês com legendas duplas e saber mais sobre o projeto, acesse o link Inglês com Legendas Duplas no JurisWay.


Conheça a história fictícia de João e Maria






Vamos, dessa vez, fazer uma coisa diferente.
Que tal começarmos com um trecho de uma música em português com legendas em inglês?


Vamos parar por aqui, pois essa não é a história do Eduardo e da Mônica. Essa é a história de outros dois personagens fictícios, que receberão os nomes de João e Maria.

Lembre-se: o texto abaixo é uma obra de ficção. E os vídeos em inglês utilizados servem apenas para ilustrar a ideia da trama e treinar o seu inglês. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

E mais um aviso: quero que saiba que às vezes, como em um dos vídeos que indicarei aqui, o inglês falado pode se tornar extremamente rápido. Então, sugiro que você diminua a velocidade do vídeo. Caso esteja assistindo em seu computador, basta clicar em Lento ou Devagar nos botões de velocidade acima do vídeo. Se estiver em um celular ou tablet, alterne para o modo “Site para Computador/Versão para Desktop”. Só assim você terá acesso aos botões de controle de velocidade. Se não souber como fazer isso, veja também esse vídeo aqui embaixo:




Então vamos à nossa história...

João é cantor de uma banda local, que faz bastante sucesso nos bares da sua cidade, mas sem alcance nacional. E Maria é uma estudante universitária, que já está quase se formando.

Numa das festas organizadas pela comissão de formatura de sua turma, Maria conheceu João, que cantava no palco. Depois do show, João, que já havia reparado em Maria enquanto cantava, procurou conversar com ela e a chamou para sair no dia seguinte...

Bom, é melhor eu deixar que o próprio João conte essa história...



É, eles tiveram um relacionamento intenso, mas um dia a magia acabou e Maria, sufocada por João, resolveu interromper o relacionamento e foi embora.

E deixar as luzes acesas e a porta destrancada não foi suficiente para trazer Maria de volta.

João ficou inconformado, e tentou de todas as formas reatar o relacionamento, mas Maria não cedeu. João passou a tentar estar tem todos os lugares que Maria estava, mesmo sem ter contato com ela. Passou a frequentar sua faculdade, o shopping onde ela trabalhava como vendedora, as baladas que ela ia com os amigos...

Até que um dia Maria chamou João para uma conversa a sós e pediu que ele parasse de segui-la. A princípio ele negou a obsessão, e disse que eram apenas coincidências, mas no decorrer da conversa disse que ainda tinha esperanças de voltar com ela e que achava que se estivesse por perto ela não o esqueceria.

Maria perdeu a paciência e disse que já o havia esquecido, e que não havia a menor chance de reatarem o relacionamento. Mas João, cada vez mais nervoso, começou a gritar falando que ela quebrou a promessa que fez, e que ele continuaria a seguindo, que ficaria observando cada passo que ela desse, cada movimento, cada suspiro.

Maria disse que ele não tinha esse direito, mas ele retrucou gritando ainda mais alto que um dia ela voltaria a ser dele, por bem ou por mal.

Depois dessas palavras, Maria se lembrou desse pequeno trecho da música Faroeste Caboclo, do Legião Urbana:



Maria saiu correndo e chorando, e foi direto para casa. Naquela noite, ela nem dormiu direito, muito preocupada com as últimas palavras de João e pensando que ele poderia fazer algo contra ela.

A essa altura, Maria havia acabado de se formar, e então aproveitou uma oportunidade de trabalho e mudou-se para outra cidade, sem deixar seu novo endereço com seus amigos e conhecidos, na esperança de que João a deixasse em paz e ela pudesse começar uma nova vida.

João, enlouquecido sem notícias de Maria, não sabia mais o que fazer. Dormia e acordava pensando nela. Até que, uma noite, acordou no meio da madrugada com uma ideia na cabeça. Pegou seu dicionário de rimas e em menos de meia hora compôs uma nova música. Montou a melodia com uma sequência de acordes padrão que conhecia e a música estava pronta.

Ao acordar, convocou os membros da banda para gravar a música e fez de tudo para colocá-la em todas as rádios que ele conhecia e divulgá-la em todos os lugares e para todas as pessoas e produtores que conhecia. E deu certo. A música de João estourou nas paradas de sucessos e passou a tocar em todos as rádios e em todos os lugares o tempo todo.

E, como não podia deixar de ser, a música chegou aos ouvidos de Maria. E o pior: a letra da música a fazia lembrar de cada ponto da conversa que teve com João pela última vez.



Onde quer que Maria ia ela escutava a música. Mas diferentemente das outras pessoas, que viam a canção como algo romântico, Maria se sentia extremamente ameaçada. Toda vez que escutava a música ela fechava os olhos de pavor e via uma imagem mais ou menos assim:



Agora Maria vive com medo, sempre olhando para os lados, com medo de ver João na sua frente. Parou de sair com os amigos, e sua vida é só de casa para o trabalho e do trabalho para casa. Evita conversar sobre o passado, com medo de encontrar algum conhecido de João que possa informá-lo sobre seu paradeiro. E quanto mais Maria sofre e tem medo, mais a música de João toca em todos os lugares, e faz cada vez mais sucesso.

E como estamos no JurisWay, é hora de exercitar também o raciocínio e conhecimentos e jurídicos. E agora? Maria terá que viver para sempre com medo de João encontrá-la? Terá que conviver com o fantasma de João em todos os lugares que for? O que Maria poderá fazer? João poderá ser responsabilizado de alguma forma pelo sofrimento e pelo medo que Maria está sentindo? Será que ela poderia requerer alguma medida judicial para garantir sua segurança? Qual? Com quais argumentos? Usando que tipo de provas?

Deixe sua opinião nos comentários e, depois, acesse o próximo episódio, no qual contaremos o desfecho dessa história de amor/horror.

Achou esta página útil? Então...
Curta ou Compartilhe com os amigos:
Recomende ao Google:
Conte aos seus seguidores:


Comentários  

Veja também:
Cursos Online Gratuitos

Áreas do Direito

Introdução ao Estudo do Direito (5 cursos)

Direito Civil (17 cursos)

Direito Penal (28 cursos)

Direito Processual Penal (11 cursos)

Direito Empresarial (23 cursos)

Direito de Família (29 cursos)

Direito do Trabalho (46 cursos)

Direito Coletivo do Trabalho (9 cursos)

Direito Processual do Trabalho (33 cursos)

Direito Processual Civil (102 cursos)

Condomínio (18 cursos)

Direito Administrativo (39 cursos)

Direito Ambiental (82 cursos)

Direito do Consumidor (47 cursos)

Direito Imobiliário (15 cursos)

Direito Previdenciário (26 cursos)

Direito Tributário (9 cursos)

Locação (12 cursos)

Propriedade Intelectual (3 cursos)

Responsabilidade Civil (15 cursos)

Direito de Trânsito (3 cursos)

Direito das Sucessões (16 cursos)

Direito Eleitoral (2 cursos)

Licitações e Contratos Administrativos (13 cursos)

Direito Constitucional (32 cursos)

Direito Contratual (45 cursos)

Direito Internacional Público (1 curso)

Teoria Econômica do Litígio (1 curso)

Direitos Humanos (1 curso)

Arbitragem (1 curso)

Outros (7 cursos)

Provas da OAB
Estude refazendo as últimas provas

Treine
Prepare-se para o Exame da OAB refazendo as últimas provas online.

Questões das provas da OAB